,

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

9 anos

Filho,
Lá se vão 9 anos!
9 anos em que nossos olhares se cruzaram pela primeira vez...
9 anos que eu entendi tudo... Que a vida ganhou um novo sentido: O sentido!
Aquele pacotinho tão pequeno e que me causava um medo tão grande, há 9 anos preenche minha vida de um sentimento que eu nunca na vida vou ter como definir...
É amor. Na sua forma mais genuína.
Que não tem tamanho. Que transborda. Que mora no seu olhar.
Seu olhar, filho!
Ele tem um poder que você nem deve imaginar, mas é ele que me salva muitas vezes. É ele que me cura. É nele que encontro minha paz.
É nele que encontro as respostas que preciso para seguir nesse caminhar louco, exuberante e feliz que é ser mãe.
Passamos por perrengues também, muitos! E como mãe, tenho e sempre terei muitos questionamentos a fazer...
Estou sendo uma boa mãe? Estou participando do seu crescimento como gostaria? Como deveria? Estou te mostrando as coisas que de fato são importantes na vida?
Mas basta olhar para você e descobrir todas as respostas do mundo!
Parece clichê né? E é... rs
Mamãe te ama de uma forma que nem sabe como é.
Um amor que não cabe aqui dentro.
Que não tem legenda. Que não tem definição. Que não tem justificativa.
Parabéns, meu amor!
São 9 anos agradecendo a Deus pela sua vida.
Pelo seu sorriso.
Pelo seu olhar.
Pelo capricho que Ele teve na sua criação.
Pela bondade em mandar você de presente para mim.
Há 9 anos!
Esses 9 anos em que sou a pessoa mais feliz do mundo!
E mundo, eu hoje grito para você inteiro ouvir: Arthur, te amo infinito!
Daqui até a lua, ida e volta...
Para sempre,
Mamãe

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

O que tivemos em 2014?

Hoje divulguei o blog para umas novas (e já queridas) amigas. Aí vim aqui e me deu vontade de contar como foi nosso último ano (vai que daqui há alguns anos a equipe do Arquivo Confidencial vem aqui e acha uma lacuna inteira de 12 meses em branco? cof, cof, cof ... kkkk).
Já pedi ajuda ao Facebook e ele prometeu me ajudar a lembrar de tudo! :)
Vamos lá!
Em JANEIRO, ao me ver trabalhando na festa de outra criança, veio o inesperado questionamento:  
- Mamãe, e a minha festa do Angry Bird? Você não vai imprimir?
Ele não disse, mas imaginei o balão imaginário: "acho um absurdo você fazer festa pra Deus e o mundo e não se mexer para a fazer a minha...." 
E já que era a primeira vez de fato que ele me pedia a festa, não tinha como dizer não... E lá fui eu, aos 47 do segundo tempo, correr atrás de tudo... junto a minhas fiéis escudeiras de sempre! rs
Ele curtiu do início ao fim, tirou foto com todo mundo, reunimos todos ao redor da mesa, fizemos uma oração de agradecimento à sua vida, mas na hora do parabéns ele educadamente: "Não, não quero!" e respeitamos.
Em FEVEREIRO, fizemos um passeio maravilhoso à Ilha Grande, e foi ali que ele definitivamente perdeu o medo de entrar no mar para nadar.
Também foi quando ele ingressou na escola nova, e tivemos muitos desafios: escola grande, metodologia diferente, amigos novos... muita informação para ele e muito medo para mim... Passei o primeiro dia de aula tensa no trabalho e então ele chegou em casa cheio de novidades:
Teve aula de português com tia Fabiana, de matemática com a tia Elaine e música com o tio Wagner...
Aprendeu sobre ritmos e já tinha decorado uma música que o tio ensinou...
Comprou sozinho, pela primeira vez na vida, o próprio lanche e devolveu para o pai o troco que guardou no bolso... direitinho...
A foto foi tirada assim que chegou, e acho que ela respondeu a pergunta que eu havia feito a mim mesma o dia inteiro: Será que ele gostou da escola nova?

Do dia da matrícula até a primeira prova, foram dias de corrida contra o tempo para que ele se nivelasse ao mínimo exigido pela nova escola, principalmente com a bendita tabuada... Colocamos ele numa explicadora e em casa ajudamos também. Foi tempo de usar a criatividade!
Em MARÇO participou do Baile de Carnaval e embora tenha feito o maior sucesso (como sempre!rs) como Woody, acho que chegou a hora de dar adeus à minha amada fantasia:
"O tempo vai passar, os anos vão confirmar as três palavras que eu proferi: Amigo estou aqui!"

Há, nesse mundo de meu Deus, um Woody mais lindo?????
 Assim que começaram as aulas fizemos sua matrícula na Natação da escola e em ABRIL já teve a primeira apresentação, com medalha e tudo!
Em MAIO foi a apresentação do Dia das Mães. Momento de muita baba e corujice, como não poderia deixar de ser...
Ó meu cartão que coisa mais linda!
E foi também quando ele completou pela segunda vez (porém dessa vez muito mais envolvido e entendendo o que aquilo significava) o seu álbum de figurinhas da Copa do Mundo.
Em JUNHO tivemos a Festa Junina na escola, e segundo as tias o bendito ESTALINHO foi vilão apenas no final da festa!
E também tivemos a esperada  Copa do Mundo. A final não foi como planejamos, mas valeu pela reunião familiar e nossa torcida. E entre a dúvida se fugia dos fogos assustadores ou se torcia pela seleção, no final salvaram-se todos!
Há 8 anos o meu camisa 10!
Em JULHO, a escola promoveu um Sarau Literário, cujo tema esse ano foi "O Pequeno Príncipe". Filhote arrasou nas apresentações.
Em AGOSTO houve a comemoração do Dia dos Pais, com uma manhã cheinha de atividade para os dois.
Já chegando em SETEMBRO teve a Mostra Folclórica. Sua turma representou a região sudeste com uma dança mineira e outra carioca, e nem preciso dizer que babei do início ao fim...
 
 Muito amor por esse malandro cheio de samba no pé!
 Em OUTUBRO teve Dia das Crianças:
E foi quando finalmente ingressou no Judô, também pela escola.
Em NOVEMBRO chegou aqui a febre das pulseirinhas de elástico. Ele ganhou um bocado na escola e lá fui eu baixar vídeos no youtube pra ele aprender tb...
Em DEZEMBRO o esperado resultado das provas finais:
Só vai entender a emoção de pegar essas provas e ver tantos "ótimos" quem tiver nos acompanhado no início do ano... A troca de escola, ares novos, rotina e metodologia diferentes, amigos novos, professores aos montes, enfim: perrengue!
Foram noites insones e muitos questionamentos se estávamos ou não tomando a melhor decisão...
Ao longo do ano eu fui me acalmando ao descobrir que "amor de tia" pode existir em escola grande também (obrigada às tias Fabi e Elaine por isso!).

Mas a mudança não envolvia só o emocional, tinha o ensino puxado que tivemos de pagar pra ver se ele se adaptaria ou não... Com as provas tivemos a resposta!
E aí foi só relaxar e partir para as comemorações de Final de Ano.
Ele mesmo entrou no site da Hi Happy e fez sua listinha de presentes para o Papai Noel. 
E comparando com a cartinha do ano passado a gente vê que o moleque vai ficando cada vez mais espertinho... rs
Natal de 2013
Natal de 2014
E é claro que Papai Noel não decepcionaria e traria quase todos os presentes da lista...
E assim finalizamos 2014!
Foi um ano intenso e ainda tenho coisas a contar, mas que precisarei de mais tempo e inspiração.
Eu juro que volto... um dia! :)