,

sexta-feira, 28 de outubro de 2005

Ah coitada! Ela tá grávida!

Achei que não fosse NUNCA fazer um post com esse título, mas hoje tive que me convencer que o bordão de minhas queridas amigas pode fazer sentido, algumas vezes.
Explicando o significado do bordão:
Tudo o que poderia ser ridículo se torna normal, já que a condição de grávida nos permite QUALQUER coisa: sair com a meia elástica (horrorosa) aparecendo, colocar uma camiseta e metade da barriga ficar de fora, cabelo despenteado, sombrancelha por fazer, vestidos capinha de bujão de gás, calças de cadarço que não fazem parte das vitrines da estação, sapatilha fechada, estar cansada o tempo todo, dormir no sofá da casa das pessoas, falar sem pensar, enfim, "Ah, coitada! Ela tá grávida!" rs
Claro que tiro mais proveito da situação do que qualquer coisa...
Entrar em fila de gestante no banco então, é ótimo! Até a pessoa que faz serviço de rua aqui na empresa já pediu meu socorro para pagar nosso Vale Transporte. Entrar lá na frente e poder expor minha barriga para a fila quilométrica é o máximo: "Quer ser atendido rápido? Fica grávido também!" rsrsrs
Em suma! Estar grávida é uma delícia!
Quando mais eu ganharia uma cadeira de escritório novinha, autorizada pelo diretor financeiro que adora dizer que tudo é desnecessário? No máximo, autoriza o conserto... rs
Detalhe que a cadeira é linda! De diretor e não de secretária! E aos olhares dos demais eu fui obrigada a responder: Quer uma cadeira nova? Fique grávido!
Essa semana descobri que a partir do mês que vem meu horário de saída será 16 horas e não mais 17 horas. "Ah, coitada! Tá grávida! Não pode pegar engarrafamento!" E olhem que eu não falei nada! Eu juro! Foi de comum acordo entre TODA a diretoria.
Estou sim, sendo muuuuito paparicada...
Ontem, aniversário do Tio Paulo (Beijos tio!) tinha uma caixa de suco de soja, de MORANGO, guardada para mim... "Oh menina, não toma refrigerante não! SEU suco tá na geladeira!"
Vou fazer o quê? Reclamar do mimo? Quem sou eu... rs
.
Mas porque eu tô falando tudo isso????
.
Porque hoje, 06 horas da manhã, ainda sonolenta, ganhei uma "chamada" do motorista de ônibus!
Estou eu, no ponto, aguardando a chegada do bus... e lá vem ele, ao longe, às exatas 6 horas da matina. Encaminho-me para a porta traseira, como AINDA faço já que minha barriga AINDA passa tranquila com a proteção de meus braços. Ouço um chamado vir da porta da frente. Ignorei. Continuo encaminhando-me para a porta traseira. O chamado insiste. Quem é??? O motorista... "Vc tem que entrar por aqui!" Eu respondi: "Não precisa moço, ainda dá pra passar na roleta..." Ele simplesmente ignorou minha observação, e como quem quizesse dizer "Dane-se! Passa já pra cá!" simplesmente me olhou e falou: "vambora menina..." O que eu fiz???? Obedeci ora bolas!!! E lá estavam TODOS os passageiros me olhando entrar pela frente, atravessar o ônibus até o final para pagar a passagem e girar a roleta... E só depois de sentar, o motorista seguiu a viagem... "Ah coitada! Ela tá grávida! Pode atrasar a nossa viagem!"
Tive que rir sozinha...
É o que dizem mesmo, tem muita gente que se sente responsável pela nossa barriga... O que aquele motorista ganhou com isso? Nada e muito. Porque ele não vai ganhar mais nem menos no salário dele, mas ganhou o meu "muito obrigada" e a minha admiração! E meu dia vai ser muuuito melhor! E acho que o dele também! Tenho certeza que ele ficou satisfeito com minha obediência!

quarta-feira, 26 de outubro de 2005

A vigésima sexta semana

Do site E-family:

Idade do feto: Semana 26
Tamanho do bebê: O bebê está com peso de aproximadamente 1100g e sua medida, da cabeça ao bumbum é de 25cm. Sua medida total é de 35cm.
Desenvolvimento do embrião: Alguns especialistas acreditam que com 28 semanas de gestação os bebês comecem a sonhar. Sonhar com o quê? Ninguém faz a menor idéia. Mas o cérebro está bem ativo à essa idade. As ondas cerebrais podem ser notadas em testes específicos e os tecidos cerebrais estão bem desenvolvidos. Por volta desta semana também poderá ser possível sentir soluços do bebê. Pode parecer estranho no começo ou você nem venha a pensar em soluço quando sentí-los, você poderá achar que são os chutinhos que vinha sentindo até então mas logo você perceberá a diferença. Não há com o que se preocupar, os soluços são normais e duram pouco tempo.Os cabelos da cabeça do bebê também estão crescendo mais e mais. Sobrancelhas e cílios estão presentes.Você deve ter notado também que o bebê está ganhando bastante peso, especialmente se você compará-lo com 11 semanas atrás quando ele pesava apenas 100g e agora já está com mais de 1kg. Somente nas últimas 4 semanas, o seu peso dobrou.
Mudanças em seu corpo: Agora que o bebê está cada vez mais perto de sua caixa toráxica, você poderá começar a sentir que sua respiração está um tanto mais curta. Essa é uma sensação que começa agora e vai se estender até ao final da gravidez. E o pior é que ela não estará sozinha. Você poderá começar a sentir também dores nas pernas, devido ao aparecimento ou ao agravamento de
varizes. E a sua barriga, cada vez maior, poderá dificultar para uma série de pequenas atividades do dia-a-dia como, levantar-se, deitar-se, abaixar-se, dirigir, e por aí vai...O útero encontra-se agora à 8cm acima do umbigo e, você deve ter ganhado até agora por volta de 8 à 10 kg.

segunda-feira, 24 de outubro de 2005

Seis meses

Chegamos ao sexto mês de gestação!
Nossa, está voando...
Esse calendário eu consegui num programinha que se chama gravidômetro.exe.
.
Aniversários da barriguinha:
1 mês :25/5/2005 - 4 semanas e 2 dias.
2 meses :25/6/2005 - 8 semanas e 4 dias.
3 meses :25/7/2005 - 13 semanas
4 meses :25/8/2005 - 17 semanas e 2 dias.
5 meses :24/9/2005 - 21 semanas e 5 dias.
6 meses :24/10/2005 - 26 semanas
7 meses :24/11/2005 - 30 semanas e 2 dias.
8 meses :24/12/2005 - 34 semanas e 5 dias.
9 meses :24/1/2006 - 39 semanas
Data Provável do Nascimento :30/1/2006

Eu mesma me impressiono em como a barriga tem crescido ultimamente. No início da gravidez pedi minha mãe que fizesse algumas calças de cadarço e vendo o exagero de minha mãe, fiz com que ela reduzisse pela metade a largura das mesmas. Bem, as referidas calças já voltaram para a minha mãe pela terceira vez... para aumentar! Agora desisti das calças. Minha mãe já providenciou novos vestidos... bem franzidos para caberem até o final da gestação. Algumas vezes me sinto como uma capinha de bujão de gás, mas no fundo sinto o maior orgulho em ver como o Arthur cresce a cada dia.
Fico encantada em saber que ele está aqui. Ás vezes me pego admirada frente ao espelho. Admirada pelo tamanho dele, pelo amor que já tenho por ele. Admirada em poder provar pro mundo o quão perfeita é a natureza humana. Estou gerando uma vida dentro de mim. Isso não é a prova da Perfeição Divina? Admirada em saber que sonhos podem ser realizados. E nesses momentos de admiração agradeço a Deus. Só agradeço. Agradeço por tudo. Pela minha felicidade. Pela felicidade do Dri. Daqueles que nos cercam e que também esperam ansiosos pela chegada do nosso bebê. Por outro lado me sinto assustada. Eu, somente eu, sou responsável por ele. A vida dele depende da minha, mas a minha também já depende da dele. Porque eu já não consigo me ver sem ele. Eu já sou dele também. Parece confuso né? Quando me falavam desse amor incondicional de mãe, eu imaginava o que poderia ser... mas estava enganada. É muito maior do que eu imaginei. É sublime. É eterno. É único.
Tem uma música, do Vander Lee, que se chama "Iluminado" e retrata bem esse amor.

Iluminado – Vander Lee
Vi o meu sentido confundido, iluminado
vi o sol enluarar, quando viu você.
Vi a tarde inteira, a sexta-feira, o feriado
esperando o amor chegar e trazer você.
Você chegou querendo
tudo que o tempo não te deu
e que levou de você
sem saber que você já sou eu.
Agora não entendo
o meu relógio o amor tirou
mas sei que o meu coração
tá batendo mais forte
porque você chegou...

.
Eu não conheço sua carinha, não conheço seu cheiro, ainda não ouvi sua respiração, ainda não conheço o toque de suas mãos. Não sei se é careca ou cabeludinho. Não sei do que ele vai gostar. Ainda não conheço suas manias. Mas amo esse pequenino ser de forma tãããão profunda, tão intensa, tão sublime.
Céus! Que bebê poderoso! Tira o fôlego da mamãe!
.
*****
Mudando de assunto...
Ontem iniciou-se a obra na nossa casa. Na verdade, ontem foi o dia da quebração.
A preocupação do dia foi com minha permanência na casa.
Como o nosso problema foi iniciado com a umidade do chão, já prevíamos que com o quebra-quebra o cheiro de mofo fosse evidenciado. Só que foi muito mais forte do que prevíamos. O piso retirado abrigava um mofo insuportável. E com isso tive de passar o dia "sem teto".
Devo dizer que minha casa deixou de ser casa. Virou um puxadinho de quarto e banheiro (os únicos lugares ainda transitáveis). O problema é que para chegar ao meu quarto tenho que passar pela cozinha (que embora não tenha sido mexida está revirada por ter acomodado a sala de jantar). Os demais cômodos (lavabo, sala de jantar e sala de estar) deixaram de existir (são apenas paredes levantadas). E todos os móveis foram amontodados no quarto do Arthur. Pobrezinho, nem nasceu e já está desabrigado... rs. Mas ele há de perdoar papai e mamãe... tudo está acontecendo para que sua chegada seja digna de rei.
Ainda não senti necessidade de "me mudar" pra casa de minha sogra. Pelo menos nessa primeira fase. Não sei se vou conseguir dormir numa cama que não seja a minha. E depois, eu saio muito cedo diariamente, e não seria confortável ficar incomodando a minha sogra com movimentos pelas cinco da manhã, embora ela diga que não seria incômodo algum. Enfim, vamos ver os próximos movimentos (cheiro de cimento, tinta, etc). Por enquanto meu quarto continua isolado. Ao fechar a porta não há quem diga que uma obra acontece no cômodo ao lado!
Enquanto isso, sigo cantando:
.
Era uma casa muito engraçada
Não tinha teto, não tinha nada!
Ninguém podia entrar nela não
Porque na casa não tinha chão!
rs
.
E tudo isso vai durar por pelo menos quinze dias!

quarta-feira, 19 de outubro de 2005

Já tenho colostro!

Tudo começou na última sexta-feira. Percebi que havia uma espécie de protuberância, um carocinho em um dos meus mamilos. Como uma espinha, um pequeno cisto, sei lá... Levei um susto! Lembrei que já havia lido em algum lugar que poderiam aparecer as tais protuberâncias, mas não me lembrava se isso seria normal ou não. Antes de ligar pra Dra. Laura tentei descobrir em que livro eu tinha lido, mas como já estava de saída para o casamento, achei melhor relaxar e esperar até o dia seguinte.
No dia seguinte, lá estavam eles.. Apareceram outros dois...
Antes do meu infarto, a Berna me salvou. Disse que tais carocinhos são normais, que com ela aconteceu a mesma coisa. Aí ela disse: "Após tomar banho, tenta fazer o movimento de espremer, pode ser que já saia alguma coisa..." E reforçou: "De qualquer forma, na próxima consulta converse sobre isso com a Dra. Laura..."
Fiquei com medo de espremer e ser errado, sabe aquela sensação de "criança fazendo a coisa que não deve"? Pois é... mas eis que ontem não resisti... e espremi...
E sim! Saiu o colostro!
E junto dele a palpitação no peito, o sentimento de curiosidade, satisfação, felicidade... Foi uma delícia! E claro, experimentei. O sabor? Salgadinho, chegando a ser enjoativo. Como um soro. E a coloração é amarelada, da forma como já havia lido. Chamei o Dri para que ele fosse minha testemunha, e ele ficou com aquela cara de bobo, ou melhor, de alívio! Pois com o grito que dei pra ele vir no banheiro, ele achou que eu estivesse passando mal... rs... coisas de meu marido...
Aí corri no livro "Esperando o bebê que vai nascer", o que muito me tranquilizou. Não fiz nada de errado, muito pelo contrário, já deveria até ter feito antes. Lá é dito que a partir da 22ª semana devemos preparar os seios para amamentação, fazendo massagens circulares e fazendo a ordenha por alguns minutos seqüenciais. A escritora diz que o fato de tirarmos o primeiro colostro, não significa que na 1ª mamada do bebê o colostro já não exista, ele virá na mesma proporção. Quem vai determinar a mudança do colostro para o leite, será o bebê com a sucção, o que acontecerá após algumas mamadas.
De qualquer forma, ainda que não tenha sido o Arthur a ter mamado, saber que eu já produzo o colostro me deu uma sensação de feminilidade, de prazer materno, nossa! Quem é mãe sabe do que estou falando...

A vigésima quinta semana

Para não perder o hábito de passar alguma informação técnica a respeito da semana gestacional, segue o que diz o E-family:

Idade do feto: Semana 25
Tamanho do bebê: Esta semana marca o começo do
Terceiro Trimestre. O peso do bebê está gerando em torno de 1000g, sua medida, da cabeça ao bumbum, deve estar em torno de 24cm e sua medida total é de aproximadamente 34cm.
Desenvolvimento do embrião: Até o final do sétimo mês a resposta do bebê à sons externos vai ficando cada vez melhor conforme a rede de nervos em volta de seus ouvidos se completa. Sua respiração, continua em exercício e embora ele não respire ar ainda, ele já está treinando para quando nascer.
Mudanças em seu corpo: Nesse último trimestre de sua gravidez, a sua alimentação tem um papel muito importante no desenvolvimento de seu bebê. Aliás, sempre teve mas agora ele vai precisar de uma quantidade maior de nutrientes para a finalização do processo de desenvolvimento. Aumente a quantidade de legumes em suas refeições e confirme com o seu médico se você não vai precisar tomar algum suplemento de ferro e/ou vitaminas. Dificilmente não é necessário.O seu útero encontra-se agora à 7cm acima de seu umbigo.

segunda-feira, 17 de outubro de 2005

Notícias

Nosso final de semana passou muito rápido.
Ainda na sexta (14/10) fomos a um casamento em Santa Cruz: Walace e Rejane, que estão grávidos do Miguel, que também nascerá no final de janeiro. Lá encontramos a Quelly que tb está grávida, do Rafael, que nascerá no início de janeiro.
Letícia, que está grávida do João Vitor, não pôde ir, pois o nascimento está previsto para o início de novembro, e como ela mora em Macaé, foi proibida de vir zanzar no Rio nos próximos dias...
Natália tb não foi, pois estava em casa cuidando da Alice, que nasceu no dia anterior (13/10)!
Ufa! Quanta mulher grávida nessa família! Detalhe que a única menina foi mesmo a Alice!
Êta família pra só fazer homem... rs
Cheguei em casa exausta! E com muita azia... acho que extrapolei no salgadinho!
.
No sábado fomos comprar os pisos para a reforma da nossa casa... andei um pouquinho e já me senti cansada... Nem fiz questão de ficar vendo as vitrines do Shopping. Quem me conhece sabe que isso é impossível... amo vitrines de lojas! Mesmo que não seja para comprar! rs
Chegamos em casa, almoçamos, estiquei as pernas e aproveitei a carona da minha cunhada para ir visitar a Alice. Que coisinha mais pequetita! Recusei-me a pegar, o que foi motivo de muita zoação com a minha cara. Grávida, prestes a dar a luz, e com medo de pegar recém-nascido! Bem, vou explicar: Tenho medo sim! Sempre tive! Mas estou me garantindo no que dizem as pessoas ao redor, de que o INSTINTO MATERNO vai fazer com que o medo acabe. Espero que ele exista realmente. Do contrário, pobre Arthur, vai ter que andar todo embrulhadinho pra mamãe pegá-lo com segurança... rs
Ainda no sábado recebemos a visita das titias Jacque, Rô e Sheila, que trouxeram bolo pronto para comermos com o café fresquinho que fiz.
À noite fomos ao aniversário do primo Robson, onde me saciei de comer cachorro-quente.
Adoro cachorro-quente de festa infantil!
.
Domingo, início do horário de verão (quero descobrir quem inventou isso!)
Era cedo quando acordei, mas na verdade não era... saco! Já eram quase dez no novo horário!
Comecei com a arrumação das gavetas. Sabe aquela arrumação de papéis? Aquele monte de lixo que vc acha que algum dia vai precisar? Pois é! Joguei 03 (três) sacolas repletas de lixo fora!
Quem voltou a nos visitar? Tias Jacque e Sheila. Vieram pro almoço. Tia Sheila se encarregou do mesmo. Uma deliciosa macarronada à bolonhesa. Tirando o tempo de preparo (quase 03 horas) foi ótimo! Comi muito!
A idéia era irmos ao Shopping trocar um vestido que comprei, mas quem disse que tive disposição? Às 17 horas eu já me sentia tão pesada que não resisti aos apelos de minha cama para um breve repouso. E, novamente, resisti à tentação de passear no Shopping...
À noite, reunião familiar para comemorar o aniversário do Lin, primo do Dri.
A essa altura, meus pés já estavam enormes, e tudo que queria realmente era me esticar... Quem está ou já foi uma grávida sabe muito bem do que estou falando. É um cansaço sem explicação. A barriga pesa mesmo! E não basta ficar sentada. O ato de relaxar só funciona se eu estiver deitada...
..
Hoje, feriado para a metade da população carioca (comerciários, securitários, etc) e cá estou eu, em pleno Centro da cidade, que está totalmente vazia, sem ter muito o que fazer. Aliás, "O que estou fazendo aqui?" é a pergunta que estou fazendo desde às 7:30 (ops, 6:30 - horário normal) que foi a hora que cheguei. Ainda não acredito que acordei às 5:30 (sorry, 4:30!) e que deixei meu marido dormindo para acordar a hora que quiser (para ele é feriado!)
Tudo bem! Ele merece! Afinal de contas trabalha muito mais do que eu!
Mas eu queria taaaaaaanto estar com ele em casa...

quarta-feira, 12 de outubro de 2005

Dia das Crianças

Sim, é hoje!
O primeiro dia das crianças do Arthur!
Claro que no próximo ano a emoção será muito maior, já que enquanto na barriga ele não pode abrir (rasgar?!) embalagens de presentes.
Ainda na segunda feira ele ganhou o primeiro, do Sr. Nauri (meu chefe/amigo/quase que um pai): dois belíssimos pares de sapatos! Então a emoção fica por parte da mamãe aqui, que abre os mesmos como se fosse a própria criança! rs
Parabéns filho! Mamãe vai se esforçar muito para que você seja uma criança plena de felicidade e amor...
.
Fica aqui a minha homenagem a todas as crianças de minha vida - incluindo as blogueirinhas, e desejando a todas que nunca na vida percam o verdadeiro espírito infantil. Que brinquem, sonhem, estudem e sejam felizes! Que ao chegarem na idade adulta possam dizer com segurança: Eu tive uma infância feliz!!!!!
P-A-R-A-B-É-N-S !!!

Ultra-sonografia Morfólogica

(Editado em 13/10/2005)
Dia 11/10/2005.
Fomos realizar a quarta ultra-sonografia desta gestação, a morfológica.
.
O que diz a Dra. Jacquelline de La Rocque - Esperando o bebê que vai nascer - Editora Rubio:
"Entre 22 e 24 semanas é solicitada a ultra-sonografia morfológica, pela qual todos os órgãos do feto serão estudados detalhadamente, afastando-se então a chance de várias doenças anatômicas, ou seja malformações nos órgãos do mesmo.
Geralmente é a ultra que mais tranquiliza e emociona os pais, porque mostra-lhes todos os dedinhos, os movimentos do feto são bem visíveis, muitas vezes eles vêem o feto chupando o dedinho, abrindo a boca, o sexo é confirmado, enfim, o neném é visto em todos os detalhes e com certeza a maior preocupação de todos os casais é se ele é perfeito e saudável."
.
E foi essa emoção que sentimos. O Arthur está perfeitinho. Pudemos ver seus pés, suas mãos se abriram o que nos possibilitou ver seus dedinhos totalmente formados. Fez aquele sinal de surfista (hangloose?!) como se estivesse nos dizendo "Ei papai e mamãe, aqui dentro tá tudo beleza!". Sua boquinha mastigava algo sem parar... ou estava conversando com ele mesmo! Dr. Felipe falou que ele está de cabeça pra baixo (situação longitudinal), mas que ainda não é definitivamente. Segundo palavras do próprio, "enquanto ele estiver lá dentro, ninguém vai controlar ele não! Ele vai fazer o que quiser enquanto tiver espaço pra isso!" - não tô dizendo que esse bebê tem personalidade! rs
Confirmou o sexo - (alguém tinha dúvidas?!)
Está pesando em torno de 780 gramas, e só de fêmur já tem 4,4 cm. Os batimentos cardíacos também estão normais, confirmando o que já havia dito Dra. Laura - bem compassadinho...
Pudemos vê-lo de frente. Acho que é a minha cara!
Segundo a família do Dri, o biquinho (lindo!) é do pai.
Agora, o nariz e o queixinho são meus! Isso ninguém pode dizer o contrário! rs
Arthur de perfil
Arthur em close
.
É a coisa mais linda da mamãe, não é?
*****
Parabéns Vinícius pelos 15 anos!
Que você tenha muito amor pelo Arthur! E que ensine muitas coisas legais para ele... mas que não ajude no deseducar, por favor!!!! rs
Sua dinda/meio-irmã/ou o que você preferir que eu seja (rs) - te ama muito! E o Arthur também vai te amar, tenho certeza!

A vigésima quarta semana

Andei sumida, eu sei.
Para compensar seguem 03 (três) postagens num único dia!
Começo com o que diz o site E-family a respeito desta semana:

Idade do feto: Semana 24
Tamanho do bebê: A medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve estar em torno de 23cm. O peso do bebê é agora de aproximadamente 910g. Estas medidas são apenas aproximadas e podem variar de embrião para embrião como de gravidez para gravidez.
Desenvolvimento do embrião: Ele pratica movimentos repiratórios mas ainda não há ar em seus pulmões. Com 26 semanas de desenvolvimento o cérebro do embrião responde à toques. Seus olhos estão completamente abertos. E, se uma luz forte for direcionada à barriga da mulher, o bebê virará sua cabeça para o outro lado.
Mudanças em seu corpo: O seu útero encontra-se à 6cm acima de seu umbigo. Durante esse período da gravidez, sua barriga crescerá em torno de 1cm por semana.Desconfortos como dores nas costas, e pressão sobre a sua bexiga começam a se intensificarem bem como, dores de cabeça e nas pernas devido ao aumento de peso que você está carregando constantemente.O tempo está passando rápido e você já está quase no final do segundo trimestre. Não falta mais muito tempo até que o seu bebê venha ao mundo.

segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Expo Bebê e Gestante

Nosso final de semana foi ótimo!
No sábado recebemos a visita do Matheus. Para quem não conhece, Matheus é filho da Ana, uma amiga, e embora só tenha 02 anos, parece que tem 04 pelo seu tamanho gigante e sua inteligência fora do normal para uma criança nessa idade. Geralmente ele fica muito tímido, mas no sábado ele estava com baterias trocadas, e repetia sem parar "Tia Babi... Tia Babi... Tia Babi..."! Foi uma delícia pra mim e pra Jacque (que estava de visita tb), mas para a Aninha... acho que foi cansativo! Ele fez muita farra lá em casa. Fiquei imaginando quando a bagunça for feita pelo Arthur...
.
No domingo fomos ao churrasco de aniversário do Felipe na casa da Tia Ieda onde matei minha vontade de comer jabuticaba. Estava desde a semana anterior procurando onde comprar, sem saber que na casa da Tia Ieda tem um pé que está carregado! Comi muito!
Saímos de lá e fomos para a Expo Bebê e Gestante no Rio Centro.
Da primeira vez que estive lá, com 15 semanas, não comprei nada, já que desconhecia o sexo.
Ontem não. Fui decidida a comprar! Mesmo sem poder... rs
E com o incentivo das avós/tias que estavam presentes então...
Saí de lá completamente c-a-r-r-e-g-a-d-a!
O tema de pipa/trem/carrinhos ficou mantido, mas não da forma como havia imaginado.
Agora, o tema central é um menino, que solta pipa, joga bola e tem carrinhos. E o menino é linnnnndo!
Tia Beth mandou comprar uma luminária/cabideiro e devo dizer que a culpa é toda dela, porque só comprei todo o resto para poder acompanhar o seu presente.
Tia Jacque deu um lustre, também acompanhando o tema.
Vovó Olympia comprou cabides e mais o kit de berço (com trem e carrinho).
Papai empolgado, já chegou separando um banquinho e cismou que tínhamos que levar o tapete tb...
E, a mamãe deslumbrada, comprou todo o resto: Kit higiene com lixeira e porta-fraldas, mural para fotos, porta-retrato, álbum, quadros, portal, enfim, tudo para a decoração do quarto. Tudo o que aparecia na minha frente com o tal molequinho soltando pipa!
UFA!
Ainda bem que tinham 06 pares de braços para carregar tudo: Papai Dri, Vovós Olympia e Maria, Tias Berna, Jacque e Sheila.
No final da noite, como previsto, os pés estavam totalmente inchados! Mas o coração estava muito leve, de felicidade! O quarto do Arthur vai ficar lindo!
.
Hoje é aniversário da Vovó Conceição. Queremos deixar aqui os mais sinceros votos de felicidades para essa mulher tão pequena e de coração tão grande! Que antes de ser a minha sogra, é a minha segunda mãe...

quinta-feira, 6 de outubro de 2005

De cara nova!

Surpresa!

Esta é a nova aparência do Blog do Arthur...
Gostaram?
É óbvio que sim!
Não ficou a cara dele?

Quero deixar aqui os agradecimentos à Ana Paula, que deu esse lindo presente para meu pequeno...
Fico grata por ter tido tanto carinho e por ter compartilhado seu tempo conosco...
Ops!
O Arthur também quer agradecê-la!

Obrigado Tia Ana!

quarta-feira, 5 de outubro de 2005

Consulta pré-natal (outubro/05)

Dra. Laura levou um susto com o tamanho da barriga. "Nossa! Como cresceu!"
Apresentei-a ao Arthur, já que ela ainda não tinha estado conosco após a descoberta do sexo.
Aí ela falou: “Engraçado, ontem mesmo eu estava com esse nome na minha cabeça...”
Contei para ela sobre o tombo. Após arregalar os olhos fez com que eu contasse detalhadamente como havia acontecido. Expliquei que não havia batido com a barriga e que o único incômodo no momento eram as dores musculares. Disse que as dores foram da tensão e que provavelmente amanhã já terão desaparecido. E repetiu umas três vezes: “Se realmente tiver acontecido como você está falando, não tem problema algum...” Imagina se eu ia omitir uma coisa dessas...
Passou a ultrasonografia morfológica (aquela que detalha mais o físico do bebê), que só consegui marcar para fazer na próxima terça-feira (11/10).
Conversamos sobre o parto. Voltou a repetir a data provável: 30 de janeiro.
Perguntou novamente se eu já optei entre normal e cesariana.
Caso opte pela cesariana, a mesma ocorrerá em 23/01 ou 26/01, ficando a data a meu critério.
Na verdade ainda não decidi. Embora seja muito a favor do parto humanizado, onde o principal é que se respeite o tempo certo do bebê, sou muito cagona para sentir dor. Sempre tive pavor das dores do parto, embora saiba que após essa dor estarei recuperada em questão de horas. O que não ocorre com a cesariana. Ou melhor, não se sabe a respeito de uma recuperação pós-cirúrgica, já que cada organismo reage de forma diferente. Conheço muita gente que passou pela cesariana e sua recuperação foi excelente. Se me fosse garantido que eu não ficaria horas sentindo as dores das contrações até que a dilatação seja suficiente, eu já teria me decidido pelo parto normal. Como infelizmente não tenho como saber, eu continuo na dúvida... Eu leio as alegações dos defensores do parto humanizado, como por exemplo, o fato de que a cesariana faz do nascimento um ato banal, é traumatizante para o bebê vir ao mundo dessa forma, e fico com uma pontinha de dor na consciência por não ter coragem de dizer: “EU QUERO PARTO NORMAL”, mas eu ainda não consigo! Quem me dera acontecesse comigo o que a Dra Laura disse que aconteceu com sua paciente. A cirurgia dela estava marcada para o final desta semana, porém o bebê “resolveu” vir ao mundo na segunda feira. A bolsa estourou meia-noite, as dores só iniciaram por volta das quatro da manhã, ela chegou na maternidade às sete horas, e o bebê nasceu às sete e quarenta. Dra. Laura disse que não houve tempo para dar nem a anestesia. E que a paciente teve coragem de reclamar das dores da contração! Dra. Laura apenas respondeu: “Você teve o parto normal que toda mulher sonha!” Quem me dera um assim!
De qualquer forma, ainda tenho 04 meses para decidir, e a Dra. Laura tem me deixado muito à vontade com relação a escolha.
Mediu minha pressão arterial, que continua 11x 6 (não altera nunca?)
A medida de fundo de útero 19 cm (crescimento normal)
Arthur fez sua apresentação muito particular... deu-lhe um baita chute na hora em que ela ouvia seus batimentos, que por sinal, continua “bem compassadinho” – palavras da própria.
E, TCHAN-TCHAN-TCHAN, só adquiri 1,400 gramas, passando de 55,200 para 56,600.
UFA!!! Que alívio!!!!
Bem, ficamos por aqui...
Obrigada a todos que ficaram preocupados com o tombo, e volto a dizer, estamos muito bem!

terça-feira, 4 de outubro de 2005

A vigésima terceira semana


O que diz o site E-family:
Idade do feto: Semana 23
Tamanho do bebê: A medida de seu bebê esta semana, da cabeça ao bumbum, deve estar em torno de 22cm. O peso do bebê é agora de aproximadamente 700g. Estas medidas são apenas aproximadas e podem variar de embrião para embrião como de gravidez para gravidez.
Desenvolvimento do embrião: Seu crescimento continua sendo rápido e, agora ele começa a ter menos espaço dentro do útero da mamãe. Ele ainda possui pouca gordurinha mas as suas medidas são bem proporcionais agora. Suas mãozinhas abrem e fecham. Ele pode também, perceber luz no ambiente em que sua mãe se encontra.Saber o sexo do bebê pode ser possível agora mas ainda pode ocorrer uma certa incerteza, especialmente se o bebê for uma menininha. Algumas pessoas acreditam que dá para saber o sexo do bebê através das batidas do coração que variam entre 120 à 160 bpm. Aí, alguns acreditam que batidas mais rápidas indicam uma menina e uma mais lenta indica que é um menino. Infelizmente não há provas científicas para tal ocorrência.
Mudanças em seu corpo: Você poderá começar a notar o aparecimento de estrias daqui para a frente. Elas aparecen principalmente no abdômem, quadris e seios. Previní-las é praticamente impossível mas você pode amenizar o seu aparecimento usando um sutiã bem firme para os seios e hidratando a pele várias vezes ao dia. O seu útero pode ser sentido agora por volta de 5cm acima de seu umbigo.
*****
Ontem levei o primeiro susto.
Levei um tombo.
Sei que após essa revelação choverão telefonemas: O que houve? Como foi? Vê se se cuida... etc.
Então antes que eles comecem a aparecer já vou me defender: A culpa foi única e exclusivamente da benditas pedrinhas portuguesas. Estava andando devagar sim! Eu já não ando correndo há muuuito tempo! Até porque a barriguinha já não me permite tal façanha... Então, só vou falar uma vez, a culpa não foi minha. EU JURO!
Mas não se preocupem, meu instinto materno já aflorou faz tempo, e o Arthur passou muuuito longe do chão. Apoiei todo o peso do meu corpo com minhas mãos, e só elas sabem a dor que se sente uma mãe (ops, uma mão!). Algumas pessoas vieram me ajudar, mas na hora realmente foi só o susto e o alívio de não ter batido com a barriga. Quando cheguei na van (isso aconteceu no final do expediente) foi que percebi o perigo pelo qual passamos, pelo qual meu bebê passou. Aí sim, me deu um ataque de palpitação, uma vontade de chorar, de deitar na minha cama. Mas a única coisa que pude fazer foi tentar acalmar meu coração conversando com o Arthur (que a essa altura pulava igual pipoquinha) e tentando mostrar pra ele que a mamãe estaria ali para defendê-lo sempre! Acho que ele entendeu, e eu me esforcei para acreditar nisso. Porque do contrário, ficaríamos naquela troca interminável de mamãe culpada X bebê agitado X mamãe culpada outra vez...
Bem, hoje amanheci um pouco enjoada e com o corpo tenso, com aquela dor muscular. Mas o que está realmente doendo são as mãos, que definitivamente foram as heroínas do dia!
De qualquer forma, hoje teremos consulta com Dra. Laura, e vou contar o que aconteceu. Espero que não exista qualquer possibilidade de que esse tombo tenha afetado ele de alguma forma, exceto, é claro, o susto que ele levou! E isso já foi mais que suficiente!
Foto oficial da 23ª semana