,

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Twitter, zique-ziras e algo mais...

Aderi ao Twitter. Minha impressão nos últimos dias era de que todos tinham, menos eu. Agora estou catando quem tenha (confuso né?). E estou tentando achar a graça que parece ter (e tem?).
Bem, as fotos do 1º dever de casa, conforme prometido.

Essa semana, só para variar, sustinho de novo.
No sábado percebemos que Arthur não deixava tirar nem colocar camisa. Olhamos, olhamos e nada vimos no ouvido. No dia seguinte apareceu algo semelhante a uma espinha. Adriano viu uma casquinha e tirou.
Resolvemos observar sinal de febre, e nada. E de dor. E nada também. Só incomodava quando precisávamos trocar sua camisa. Ele não deixava tocar. E então avisamos na escola e pedimos que observassem.
Na quarta feira recebo ligação da escola: "Mãe, o ouvido começou a sangrar...". Como Adriano estava próximo à escola, se pôs a caminho. Ligo de novo para pegar detalhes: "Agora está saindo secreção..." Já apavorada liguei para pediatra, que indicou otorrino 1, otorrino 2... e ninguém podia atender naquele dia, só no seguinte. Ligo de volta pra pediatra que insiste que devemos levá-lo a algum otorrino ainda na quarta, para ele ver o que a gente não conseguia. Depois de tanto liga pra cá e pra lá ( ...e a essa altura o negócio já não vazava mais pelo ouvido, e Arthur já brincava com as outras crianças no pátio, e até fazia as coreografias dos Backyardigans) eis que a escola conseguiu o contato de um otorrino que mandou que o levassem de imediato que ele atenderia. Excelente otorrino por sinal, que olhou e disse que o pior já havia passado. Guerreiro meu filhote, porque aquilo deve ter doído, viu? Mas que já havia vazado tudo mesmo e que lá dentro nada havia. De qualquer forma passou Novamox (2,5 ml 2x ao dia por 7 dias) e uma pomada para cicatrização. Liguei pra pediatra que aprovou a medicação, porém aumentou a dose (3,5 ml por 10 dias).
Quem vê, não diz que ele teve qualquer coisa. Continua pulando de um lado pra outro, sapeca, feliz e faceiro, como tem que ser!
A propósito, me receitaram um banho de sal grosso. Dizem que estou precisando. Eu e todomundoládecasa.
.
***
.
Hoje é niver da dindinha Jacque. Minha amiga/irmã/comadre e futura afilhada de casamento.
E como ela lê o blog, aqui vai o meu, o nosso: Parabéns Jacquinha!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Curtinhas - ou quase

Seguindo a moda do Twitter, vou de curtinhas:
.
- Criei coragem e cliquei no carrinho de compras da Oifotos para finalizar a revelação das 575 fotos que estavam penduradas desde out/07. Acabei de receber. :)
- Veio na última sexta feira a pasta de atividades com o 1º "dever de casa" do Arthur. Registrei mas ainda está na máquina, vou baixar.
- Cansado de tanto repetir o "eu te amo", ele agora aprendeu a falar "I love you" que na língua dele sai algo parecido com "I bove toooooo" , o "I love you" mais lindo que já ouvi.
- Está super-hiper-mega apaixonado por Charlie e Lola. E já deve ter assistido umas 1447 vezes cada um de seus DVDs. Os episódios favoritos são: "Eu sei tudo sobre o porquinho da índia", "Rói, eu não vou te esquecer nunquinha" e "Prometemos solenemente que vamos cuidar bem de seu cachorro" e a gente acaba rindo junto com as altas gargalhadas que ele dá nas mesmas cenas.

- A bicama que vai substituir o berço já foi comprada. Deve chegar no próximo sábado.
- Está viciado em maçã. Não pode ver, seja lá onde esteja, que pega e pede pra partir. Pode acontecer de não ter como partir, como aconteceu no mercado dia desses, e eu tive que improvisar uma limpeza da mesma e ele comeu com a casca e tudo.
- Xixi na cueca já é coisa rara, só se realmente a gente der mole em não levá-lo antes.
- Cocô na cueca ainda é uma constante. No vaso continua sendo um sonho. O meu sonho.
- Tem falado muuuuuito. Tá certo que mais na língua dele do que em português, mas de qualquer forma, o próprio português também tem saído.
- Lindo, lindo dançando o tema de abertura de Caminho das Índias. Já parou numa sala cheia de pessoas desconhecidas para fazer a coreografia. Isso me faz lembrar que preciso filmar.
- Por falar em dança, agora deu para imitar as coreografias dos Backyardigans, tão fofo...
- A Lucia, minha secretária semanal do lar, foi ter bebê (... e ela escondeu a gravidez, e eu só soube nas vésperas, e... abafa!). Significa que estou no comando agora, e para começar do zero, passei a semana passada faxinando geral. Já passei pela sala, pelo meu quarto, pelo meu banheiro e pela cozinha. Ainda falta quarto do Arthur e o banheiro social, mas sabe que desde que Lucia assumiu eu não via a casa tão limpa e cheirosa? Módestia a parte... Minha mãe é quem diz: "quer ver algo direito, faça você mesmo!". Não sei até quando, mas até que estou curtindo esses meus dias de Amélia.
.
Acho que por enquanto é só...

terça-feira, 19 de maio de 2009

Encontro de Pais e Mestres

Semana passada veio o aviso na agenda de que o 1º Encontro de pais e Mestres seria adiantada para quarta-feira, 13 de maio, às 13h (estava marcada para 16/05 - sábado). Detestei, claro, pois gosto muito de participar das reuniões. Só que pela nova data marcada, principalmente pelo horário, ficava inviável comparecer.
Coube ao Adriano me representar.
Falaram sobre desfralde (o do Arthur indo muito bem), alimentação (é o mais comilão da classe), de piolhos (só como prevenção, pois não houve qualquer caso esse ano na sala), itens trabalhados no bimestre e outros que provavelmente Adriano esqueceu de me falar (só para variar... rs)
De qualquer forma trouxe a avaliação bimestral, descrita abaixo:
.
ASPECTOS AVALIADOS:
.
Linguagem Oral
Organização de idéias e pensamentos
Relata fatos já acontecidos: N
Repete palavras e sons emitidos anteriormente: ED
Pronuncia corretamente as palavras: ED
Reconhece e nomeia pessoas de seu convívio: N
.
Linguagem Escrita
Coordenação motora
Segue movimentos direcionados: ED
.
Iniciação à Matemática
Noções de números
Interessa-se por atividades com números: ED
Cores
Identifica objetos quanto à cor: ED
Associa objetos quanto à cor: ED
Formas geométricas
Identifica objetos quanto à forma: ED
Associa objetos quanto à forma: ED
Noções de tamanho
Identifica objetos quanto ao tamanho: ED
Associa objetos quanto ao tamanho: ED
.
Natureza e Sociedade
Temperaturas
Reconhece temperaturas distintas: NT
Estímulos odoríferos
Reconhece odores distintos: NT
Percepção Gustativa
Identifica alimentos doces e salgados: NT
Corpo Humano
Reconhece partes do corpo: ED
Datas Comemorativas
Participa ativamente das datas comemorativas: ED
.
Artes Visuais
Criatividade
É capaz de criar objetos com materiais recicláveis: ED
Percepção Visual/Coord. Motora
Amassa, bate e fura a massa de modelar: ED
Amassa e rasga papéis: ED
.
Iniciação Musical
Executa movimentos próprios de acordo com a pulsação da música: ED
Respeita o momento de iniciar e parar de tocar os instrumentos: ED
Identifica alguns instrumentos de percussão: ED
.
Educação Física
Executa os movimentos de coordenação motora ampla
Lança, arremessa objetos: NT
Corre: ED
Vira o corpo: ED
Salta para cima: ED
Salta para baixo: ED
Percorre trilhas simples: ED
.
Atitudes Gerais
Entra na escola com tranquilidade: ED
Relaciona-se bem com a professora: ED
Aceita os limites da rotina escolar: ED
Participa das atividades livres: ED
Participa das atividades dirigidas: ED
Aceita, com facilidade, as situações novas: ED
Apresenta reações de medo: S
Relaciona-se bem com os amigos: ED
Divide seu material ou objetos pessoais: ED
Apresenta reações de medo diante de determinadas situações: S
Atende às solicitações da professora: ED
Encontra, sozinho, soluções para dificuldades na rotina escolar: ED
Segura objetos de uso diário: S
.
Além da avaliação bimestral, como novidade, veio um relatório de observações, onde a professora relata as dificuldades encontradas nesse primeiro bimestre:
"Nosso gatinho adaptou-se bem ao ambiente escolar, apresentando bom desenvolvimento cognitivo e psicomotor, no entanto não participa das atividades propostas em grupos.
Com relação à fala e à interação com os amigos, apresenta algumas dificuldades, ficando isolado do grupo em determinados momentos.
Nosso príncipe recebe carinho e atenção dos amigos, porém não retribui esse afeto. Podemos perceber maior interação dele com as professoras.
Estamso atentas ao desenvolvimento global do Arthur, trabalhando e contribuindo para o seu progresso.
Amo você, gatinho!"
.
Com base nisso, pediu nossa ajuda quanto à melhor socialização do pequeno junto aos amigos da turma, uma vez que ele simplesmente não se enturma.
É fato que Arthur não gosta de crianças menores. Nunca gostou. Simplesmente ignora. É assim com a Hellen, com a Maria Vitória, ou qualquer outra criança próxima.
Ele gosta mesmo é do Bernardo e da Bia, bem maiores que ele, e que até brincam com ele enquanto estão sozinhos. Mas se chegar outra criança maior, ele também é "ignorado".
E eu vou fazer o quê? O melhor lugar para ele ser "treinado" seria na escola, mas se também elas têm dificuldades...
E foi isso que Adriano passou para ela, e já nos dias que se seguiram ela disse ter criado atividades onde propositalmente ele teria que estar em dupla (ou trio) e sentiu um bom aproveitamento. Disse também que fez uma rodinha da amizade e pediu que eles fossem beijando o amigo fulano e o beltrano, e que ele reconhecia o amigo (a) e o abraçava (de livre e espontanea vontade). Bom sinal.
Em casa eu o estimulo a criar um vínculo de carinho com a Hellen e o Davi, bebezinhos mais próximos. Às vezes ele dá beijinho. Outras, simplesmente ignora. O que eu não faço, nem vou fazer, é forçá-lo a nada.
.
Alguma dica por aí?

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Parabéns para mim

Pois é... Ontem cheguei a marca de 3.3!

Cercada de familiares e amigos o dia foi maravilhoso, do início ao fim.
Almoço com churrasco, seguido de sobremesa. Mais para a tardinha um lanchinho à beira da piscina, e para fechar a noite, torta de maracujá.
Meu pedido ao soprar as velas? Saúde. Só! Para mim e minha família. Para garantir que os próximos meses não sejam nem de perto como foi o último.
Só para vocês entenderem, na última semana Arthur teve febre (que veio e foi sem explicação), Adriano teve outra espinha que virou abcesso (dessa vez no nariz, coitado!) e que o levou para o PS no último sábado, e eu estou com um tal de calázio (o primo rico do terçol) desde a segunda feira passada, e que só hoje amanheceu menos pior. Ontem, dia de festa, e eu tendo que colocar óculos de sol para sair bem na foto. Seria fácil, fácil, se a festa tivesse terminado antes do sol se por.... hahaha
Enfim! Espero que essa maré de ziqueziras tenha passado em definitivo!

Todas as fotos estão aqui.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Dia das mães

Então...
Na sexta feira saí mais cedo do trabalho para meu compromisso na escola: uma festa linda!
As crianças ainda estavam na sala quando chegamos e fomos recebidas por uma decoração linda, com muitas bolas e corações e uma mesa r-e-p-l-e-t-a de comilanças engordativas! :)
Minha intenção era me esconder atrás de alguma outra mãe ou de alguma pilastra, mas não tive como. Colocaram cadeiras para que as mães de cada turma se sentassem no momento de cada apresentação. Para quê? Ele foi o primeiro a entrar e com isso ficou lá no final da ponta, enquanto eu fiquei no início. Óbvio que me viu. E mais óbvio ainda foi o berreiro que ele iniciou.
Corri pro lado dele, mas já não adiantou. Ele chorou do início ao fim da apresentação. E eu fiquei do inicío ao fim tentando acalmá-lo. Hahaha. Nem me perguntem qual foi a música que eles dançaram porque não sei! Hahahaha. Quem sabe no ano que vem...
Ao final das apresentações recebemos nossos presentes (uma bolsa linda pintada pelo próprio Arthur) e pudemos acompanhar nossos pequenos se esbaldando naquele pátio maravilhoso de espaço e área livre.
Arthur correu de um lado para outro, passou de brinquedo em brinquedo, se esbaldou de roubar brigadeiro na mesa (ainda que eu tenha tentado evitar por conta do problema com a mortadela), enfim! Fiquei ali babando em como ele conhece cada canto daquele pátio... e sinceramente fico muito feliz em poder proporcionar essa felicidade diária para ele.

***
Aí no domingo pela manhã fui pra minha mãe. De lá fomos pra casa do Zé, padrinho do Arthur, pois também era niver da sua esposa, Fátima. Levei minha mãe comigo e passamos um dia agradabilíssimo.

Tem mais fotos aqui.

Só para finalizar, um texto que achei na net, de Letícia Thompson.

Ser mãe

Ser mãe dói. Dói quando o filho nasce e ela se pergunta como vai saber educar. Dói quando, tendo o futuro todo pela frente, ela se sente perdida, como se o mundo não tivesse continuação. Dói quando filho chora de noite e ela não sabe bem como acalmá-lo. Ela aprende, então, a interpretar cada choro pra entender seu bebê.

Ser mãe dói quando filho fica doente e ela quer trocar de lugar com ele e não pode. Dói quando ela não sabe o que fazer.

Ser mãe dói quando filho não quer começar a escola e ela precisa fazer um esforço sobrenatural para não chorar e deixá-lo começar a vida de gente grande. Ela chora escondido depois. Mas dói também, quando, deixando o filho na escola, ele dá um sorriso e diz adeus. Dói sentir que ele desprega-se, solta-se, torna-se independente. Como dói!!!

Ser mãe dói quando filho tem problemas na escola e ela precisa ouvir com naturalidade as queixas. Dói a adolescência, as questões existenciais.

Deve doer demais ver um filho indo para a guerra. Deve doer imensamente ver filho seguindo caminhos diferentes dos que julgamos corretos. Mãe que vê filho sofrendo, sofre dobrado.

Ser mãe é uma missão que dói a vida inteira.

Ser mãe é ter a dádiva do dar. Ela planta e sabe que não é pra ela.

Jesus também teve mãe. E deve ter doído nela mais que em qualquer outra mulher do mundo.

Uma mãe é uma ponte entre os céus e a terra. É o ser escolhido por Deus, certamente o mais bendito de toda a criação, para que a terra se encha e se multiplique.

Ser mãe dói sim. Mas engrandece também. A medida da dor é também a medida da alegria de ver filho feliz.

A maternidade é a corôa de toda mulher. De espinhos... mas de flores também!

Benditas sejam todas as mães do mundo!!!

sexta-feira, 8 de maio de 2009

E a luta continua!

A Jacque ontem me perguntou o motivo do meu sumiço daqui...
Na verdade ela está é preocupada porque eu ainda não anunciei aqui que ganhei mais um afilhadinho lindo... É o Davi, lembram dele? Filho da minha amiga/irmã/madrinha e afilhada de casamento, Rosana.
Ele já era afilhado dela (da Jacque) desde antes de nascer, e eu só o "ganhei de presente" alguns dias atrás... E foi uma surpresa linda e emocionante e me sinto muito, muito, muito orgulhosa de ter "conquistado" o cargo... hahahaha
Rô, amiga linda, agora comadre, eu já amava esse bebê mesmo sendo somente a tia dele... agora então... preciso nem dizer né? rs
Ontem o príncipe completou 01 mês de vida, e dindas corujas estavam lá para saborear o primeiro bolo, e as famosas coxinhas da D. Ana (vovó do Davi).
.
***
.
Aí voltando ao meu sumiço... cadê ânimo de vir aqui falar de doença? De novo? Mais uma vez?
Pois é.
Depois da infecção de garganta diagnosticada ele tomou antibiótico até sexta-feira e na própria sexta-feira quem caiu de cama foi o Dri. Diagnóstico? Infecção na garganta. Também.
Como diria minha amiguinha de TV, "Pelas minhas pétalas!"
Então Dri foi parar no PS, passou o dia tomando medicamentos, e na segunda feira continuava se sentindo mal. Até ir no Otorrino de confiança e descobrir que era alérgico a um dos medicamentos. Inicia novo medicamento, passa o dia bem melhor e at night... Arthur aparece com febre e com umas manchinhas no corpo. Nada muito berrante, mas para quem havia passado o dia ouvindo que o bebê da Claudia Leite estava com meningite e que um dos sintomas foram pintas espalhadas pelo corpo além da febre, nem pensei duas vezes, corri com ele pro PS.
Chegamos lá às 20h e de lá saímos às 23:30h.
Bebê fez exame de sangue e resultado é "compatível com quadro viral". Passou um anti alérgico e pediu que observássemos. Caso a febre voltasse ou as pintas aumentassem, deveríamos voltar.
E independente disso procurar o pediatra, que atende às quartas feiras.
Na terça ele amanheceu bem, a febre não tinha voltado e por isso (só por isso) ele foi pra escola. Após o almoço liguei pra lá e ele estava bem. Tinha almoçado, brincado, mas as manchas não haviam cedido. Achei normal, uma vez que ele iniciou o tratamento naquela manhã.
Mas... (sempre há um "mas") quando cheguei em casa levei um baita susto. Os braços estavam completamente vermelhos, como queimaduras, as mãos com muitas pintas e a pele do rosto grosso, bem grosso. E com febre de 38º. Fiquei incrédula! A criança passou o dia bem, como aquilo pôde ter se alastrado de uma hora pra outra?
Tentei manter a calma, imaginar que talvez o remédio ainda não tivesse feito efeito, sei lá! Não queria levá-lo ao PS com menos de 24 horas. E então ele mamou e dormiu.
Na quarta ele amanheceu da mesma forma e não foi pra escola. Adriano o levou ao PS e deu sorte de pegar uma pediatra bem mais atenciosa que o de segunda feira.
Perguntou o que ele havia comido de diferente. A mesma pergunta que a gente já havia feito entre a gente, e simplesmente não conseguíamos lembrar.
E ela foi perguntando: "fandangos, gelatina, pó do miojo, qualquer coisa com corante... etc, etc, etc, mortadela..." e bingo! A maldita mortadela de frango da Turma da Mônica, que ele ama e minha sogra compra toda semana. A mesma que tempos atrás ele teve alergia e, suspeitando que fosse dela, passamos a evitar dar para ele (só que na última sexta feira, aniversário da Beth, meu sogro e Roger estavam bebendo e comendo a danada como aperitivo, e adivinhem quem deu plantão ao lado da mesa?). Agora pronto. A suspeita se confirmou. Ele não pode comer mortadela de frango da Turma da Mônica.
E dos males o menor. Descobrimos o que ele tinha e após a primeira dose do novo antialérgico (que foi dado em conjunto com o anterior) as manchas começaram a sumir.
E eu fico me perguntando... tem mesmo que ser assim? Um susto após o outro? Enfim!
Para aliviar a tensão da semana, hoje tem festa na escola. Homenagem a quem? Essa mãe que vos fala!
Não vejo a hora de ver o que me espera!
Ah sim! E pras mamãe que me acompanhem, se eu não voltar aqui antes do domingo (e provavelmente não voltarei) um FELIZ TODO DIA DAS MÃES!


Índio

Estamos em maio, eu sei. Mas não posso deixar de publicar esse índio lindo que apareceu no mês passado...