,

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

A sua festa!


O sábado amanhceu lindo, filho! Ainda que a sexta tenha sido de expectativa com a chuva que teimava em cair.
Tudo já estava encaminhado, mas sabe como é né? Sempre tem um detalhe ou outro para arrumar. E como não contratei buffet foi tudo arrumado pelas suas tias. Pessoas queridas, filho, que também amam você!




[Repare nos detalhes da sua festa... bolinha de sabão personalizada, brigadeiro de colher com sinalização (mamãe que fez), potinhos de jujuba e sinal de trânsito feito com bolas! (feitos pela Tia Berna). Não ficou lindo?]

(Pausa para agradecer as tias Berna, Beth, Ziza e Daniele, que chegaram cedo para dar uma força - e que força!)



Então...
Aí às 14h as pessoas começaram a chegar. Só parentes e amigos próximos. Porque infelizmente a gente não tem espaço em casa para fazer festa grande, do jeito que você merece. Só a mamãe sabe como dói saber que seus amigos da escola não puderam ser convidados e eu acho que ainda que eu faça a festinha da escola (que é a intenção) eu sei que não vou me perdoar por eles não terem participado da festa oficial.
Mas enfim, voltando, eu acho que no final tinha umas 50 pessoas em casa (contando as crianças, que estavam quase TODAS na piscina) e como disse alguém no meio da festa, eu consegui realizar meu sonho de fazer uma festa na beira da piscina.




E você curtiu muito! O dia inteirinho! E também durante o dia inteirinho o sol se fez presente! Um presente para você! Para iluminar seu dia!
A cada um que chegava você ia cumprimentar e receber o seu "pisente" e, tão bonitinho, levava-os direto para a caixa de presentes, sem abrir. Se te perguntassem quantos anos você fazia, a resposta vinha de imediato: "4! 1-2-3-4!" - Fofo demais!
Só não quis saber de tirar fotos... Mas cá entre nós, né filho? Com um dia lindo daquele, aquela piscina tão clara... parar para tirar fotos?????? Eu podia ver na sua carinha algo como: "Ah mamãe, tenha dó!" rs




Às 17:30h cantamos o "parabéns para você" e se não fossem aqueles fogos que a mamãe achou que fossem arrasar, mas ao contrário, te deixaram meio desconfiado, você teria curtido mais ouvir tanta gente cantando para você! Não era a "festa do Abiel" como você vinha repetindo nos últimos dias (ao se referir à última festa que foi - do amigo da escola), era a SUA festa, filho! A "festa do ca-o"!



E então você bateu palmas e soprou a vela. Tão simples e tão fofo. Era o seu momento...





Você comeu gelatina, pipoca, cachorro-quente, pizza, brigadeiro e bolo. Tudo o que você realmente gosta! E passou o dia do jeito que mais gosta... como um peixinho.



Pode ser que você cresça e me diga que não. Mas as conclusões que eu tirei do seu 23/01/2010, dia em que completou 4 anos de vida, foi de que seu dia foi muito feliz! Foi sim. Assim como também tem sido os meus últimos 4 anos!


Tem mais fotos aqui.

sábado, 23 de janeiro de 2010

Como são feitos os meninos (Especialmente os de 4!)

Junte duas colheres de sorriso com duas xícaras de gargalhada. Vá mexendo e acrescente cheiro de terra molhada misturada com cheiro de chicle de bola. Acrescente ainda muito chocolate, um pouco de castelinhos de areia, três pirulitos de uva e um caminhãozinho de imaginação.

Deixe descansar em baixo de um pé de manga e junte aos poucos a fidelidade de um cãozinho, a rapidez de um beija-flor, a esperteza de um golfinho. E, claro, não podem faltar todas as cores do arco-íris, uma caixinha inteira de band-aids e uma bacia cheia de pipoca.

Não se esqueça de juntar a sabedoria de um monge, (claro, os meninos sempre sabem de tudo) com uma pitadinha de impaciência, uma dor de barriga passageira e muita, muita amizade, que deve ser acrescentada aos poucos, logo depois de um punhado de sonho e um prato fundo de criatividade. Não podem ser esquecidos o pião, a pipa, a bicicleta e um par de chuteiras, pois meninos, não se tornam meninos de verdade sem estes ingredientes.

Por fim, junte o gostinho da vitória em uma final de campeonato, com a maravilhosa sensação de um abraço apertado... Pronto! Assim são feitos os meninos. Parecem nascer com a missão de transformar a vida em uma grande aventura, de trazerem alegria para o mais triste dos corações e muita, muita esperança para nosso mundo.

(autor desconhecido)

Meu filho,
Que lindo dia você teve! Tão perfeito quanto você!
Mamãe ainda está em extase... deu tudo certinho!
E você curtiu muito... muito!
Depois mamãe volta para contar os detalhes... do quanto foi legal a sua festa e de como foi gostoso receber seus amigos em casa.
Hoje, a postagem é só para dizer "Feliz Aniversário!"
Amo você, viu?! (Acho que já disse isso...)
Mamãe 

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Quase 4!

Demorei a voltar, né?
É que assim... Os dias têm passado tão corridos que quando vejo já é sexta-feira.
Com o lance da decoupage minha vida está meio que do avesso. O combinado entre eu e Rosana seria trabalharmos apenas terça, quarta e quinta, mas como (graças a Deus!) as encomendas não param de pipocar, estamos trabalhando todos os dias da semana até às 23h.
E toda noite o pequeno vai me buscar. Segundo o pai já a partir das 19h ele começa a pedir: "Buscar a mamãe" e sempre quando chega na Rô me dá um abraço forte e um beijo gostoso. Também eu tenho sentido falta de estar mais tempo com ele. E tenho me sentido muito cansada com a tripla jornada de trabalho: no escritório, no atelier e em casa. Mas fazer o quê, né? Ossos do ofício! De qualquer forma estou feliz com a nova empreitada e vejo que temos um futuro próspero e promissor.
Aí tem só alguns dias que eu me dei conta que estava chegando o aniversário do meu gatinho e eu não tinha pensado em nada!
E sem pensar muito (porque se eu penso acabo cometendo loucuras - tipo alugar salão, buffet, etc) decidi fazer como no ano passado: um lanche da tarde com banho de piscina para os amiguinhos mais próximos.
Minha cunhada já tem uma festa montada do "Carros" e em base nisso foi só bolar o meu toque pessoal para tudo.
O bolo já foi encomendado. As mini pizzas também.
Ontem, feriado aqui no Rio, aproveitei para fazer gelatina, brigadeiros (tradicional e de colher), montar as sacolinhas de brindes, personalizar os pirulitos e as bolinhas de sabão e decorar os copinhos de brigadeiro. Modéstia a parte, ficou bem legal.
Amanhã minha mãe faz o molho do cachorro quente e as pipocas a gente faz no dia mesmo.
E pronto! Festa típica para crianças!
Agora é só torcer para o sol não resolver se esconder justo no sábado, uma vez que sem piscina não tenho espaço para criança correr... Cruzem os dedos, por favor!!!!!!!!!!
Ah sim! Acho que esse ano Arthur vai curtir bem sua festa. A gente pergunta: "Quantos anos o Arthur vai fazer, hein?" e ele de imediato: "4!" e conta nos dedos: "1, 2, 3, 4!". E também responde qual será o tema da festa: "ca-os".
Ultimamente não pode ver um embrulho que já diz se tratar de "pisente", por isso eu não vejo a hora de ver a carinha que ele vai fazer a cada embrulho que receber.
Claro que isso é o que menos importa. De verdade! Se a casa estiver cheia de gente (o que nem é muito difícil em se tratando de uma casa pequena como a nossa) isso sim vai ser legal. Receber o carinho dos poucos amigos que pude convidar (de novo o problema de espaço) não vai ter presente que pague...
Ele está em colônia de férias e tem poucas crianças na escola. Então estou pensando em levar bolo e brigadeiro no dia de retorno oficial das aulas, dia 01/02, para que ele comemore também com os amigos de lá.
Numa época em que contenção de despesas têm sido o nosso nome, fazer duas festas pequenas e simples acaba sendo a melhor opção.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Iniciando 2010 com bolinhas!

E aí, como foram de virada? Lá em casa tudo em paz. Minha mãe, meu irmão e meus sobrinhos se juntaram à família do Adriano e então a festa foi perfeita.
Arthur resistiu até às 02:00 e ficou um pouco assustado com os fogos da virada. Não chorou, mas me dava cada agarrão a cada sessão de fogos...


E então já estamos em 2010, né? Meu desejo para o novo ano? Paz e saúde! É o que desejo para mim e para vocês tb...

Bora de bolinhas para ser mais fácil?
  • Arthur foi totalmente desfraldado. Eu vinha resistindo com a noturna, mas depois de tantos meses com a fralda amanhecendo seca, optamos por arriscar em tirar de vez. Aconteceu nos primeiros dias de 2010. Por coincidência, só para contrariar, foi na semana em que ele aprendeu a pedir "cuco de uva, mamãe". Fiquei tão empolgada e dei tanto suco de uva que, por uma única vez e depois de tanto tempo, aconteceu um acidente. E lá fomos nós tirar todos os itens da cama: lençol, colcha, fronha... tudo molhado! De qualquer forma interpretamos como um fato isolado e ele continuou sem a fralda. Acidentes não mais ocorreram.
  • Pedir "cuco de uva" foi só um detalhe. O menininho tá danado de falante e mais parece um papagaio. E tá curtindo falar... o que é melhor! Algumas coisas eu ainda preciso me concentrar para entender. Eu peço para ele repetir e ele repete quantas vezes eu precisar. E quando eu consigo entender ele chega a soltar um suspiro de alívio... rsrsrs. Acho que falta pouco para chegar naquela fase de pedir que ele "cale a boca".
  • "Adê tia Poinha?" também não sai da boca da criança. Basta ver um carro parar na nossa porta e ele acha que é a Paulinha (a fono) chegando. Ao constatar que não é ela, começa a nos perguntar.
  • Ele sempre detestou tirar fotos. Sempre foi um sacrifício tirar fotos de frente, pois ele simplesmente fugia, virava a cara ou fechava os olhos. De repente, ele passou a gostar de tirar fotos. Aprendeu a falar: "Diga X" e se diverte vendo as fotos que tiramos dele.
  • Está literalmente um moleque. Em gênero e grau. Já não anda, quica. Sabe aquele andar maroto, suingado? É muito engraçado. Isso quando não está de fato pulando de um lado para outro. Se vai da cozinha para a sala, lá vai ele feliz e faceiro, pulando como um canguru.
  • Se quer pipoca, não só pede, como já pega o saco de milho, a panela e entrega na minha mão: "picoca quer..." 

Incrível como a cada dia ele aparece com uma novidade! Coisas pequenas mas que fazem tanta diferença de um dia para o outro...
Sinto que 2010 será um ano repleto de novidades, surpresas e realizações!