,

segunda-feira, 27 de março de 2006

Consulta - 2º mês

A consulta
Aconteceu na última sexta-feira.
Não havia muito a perguntar, e nem fiz listinha semelhante à do mês anterior.
Perguntei sobre a pele dos bracinhos que está áspera, e atrás das orelhinhas, que insiste em ter casquinhas que só saem com o óleo mineral. Além disso tem uma bolinha no pescoço que eu já havia mostrado na consulta anterior e que embora ela tenha dito que sumiria sozinha, continua lá, do mesmo tamanho. Acho que isso a preocupou, tanto que indicou uma dermatologista. E, já que vou ter que estar com a referida profissional, sugeriu que a mesma indique tratamento adequado para as demais indagações.
Arthur se comportou muito bem. Sorriu pra caramba pra tia Mônica, o que a deixou encantada. Não fez pipi, nem evacuou, mas... como soltou gases! kkkkkk
Meu bebê realmente cresceu muito. Agora está com 56 cm, e está pesando 3,945 gramas.
A partir do quarto mês já pode tomar banho de piscina. Piscina caseira, claro. Se em clube, só a partir do sexto mês.
Passou Tylenol para usar em caso de febre e/ou dor, caso haja reação da vacina Tetravalente e Anti-polio que o pequeno tomaria naquele mesmo dia.
Disse que indicava a todos os bebês uma visita ao oftalmologista, o que já marquei para o próximo mês.
Perguntou sobre os horários de sono, sobre a amamentação, os intervalos desta, etc. Ficou feliz quando disse que só volto a trabalhar no final de junho. "Então, nada de complementos". Só precisaremos pensar nisso a partir do quarto mês. Voltou a repetir o quanto será recompensador no futuro do Arthur o fato dele ter tido a amamentação exclusiva nos primeiros meses de vida. Que bom que ela levanta essa bandeira!
.
Vacinas
Saímos de lá e fomos direto pro posto de saúde. Como da primeira vez, minha mãe foi quem entrou para a aplicação. E eu do lado de fora, sofrendo sozinha. Dali a pouquinho sai minha mãe, com o Arthur nos braços, q-u-i-e-t-i-n-h-o-!!!! É um príncipe mesmo!!!!
Além da Tetra e da Anti-polio, tomou a Rotavírus.
Passei a tarde morrendo de medo da tal reação, embora a Dra. Mônica tivesse dito que nem todas as crianças a tinham. De fato não deu febre no meu filhote, mas ele ficou enjoadinho, acho que era de dor na perna, então dei o tylenol por duas vezes. Ao invés de colocar a compressa de gelo, como me foi orientado, preferi passar vicky no local, e acho que funcionou. O enjôo só durou naquela tarde mesmo. À noite, dormiu tranquilo, só acordando para mamar. Ufa!
Vacina agora só em maio. Graças a Deus!
.
Fotos
.
Bebê flamenguista
Sem influências!!!!

quinta-feira, 23 de março de 2006

2º mesversário

O tempo já começa a passar...
Olho para meu pequeno e me pego suspirando.
Suspiro de emoção, de alegria, de orgulho... e também suspiro de alívio. Sim! Alívio por estar conseguindo dar conta de cuidar dele.
Agora já posso acreditar no Instinto Materno. Sim, ele existe!
Só ele para me fazer cuidar de um pequeno ser, totalmente dependente de mim.
Quem diria que eu tomaria nos braços um bebê tão pequeno, tão indefeso... Uffa! Estou conseguindo! O banho, que antes era tarefa árdua e por isso, confesso, era dado apenas pela manhã, agora já é tirado de letra, e já é dado duas vezes por dia, sendo o segundo dado a noite, antes dele dormir. E ele adora!
De madrugada, quando ele está mamando, fico naqueles longos minutos admirando meu bezerrinho, e também me orgulho de estar conseguindo amamentá-lo apesar de todas as dificuldades que enfrentei (e ainda enfrento, já que o bico ainda dói...). Ainda na madrugada, se fico "furiosa" ao vê-lo com aqueles olhinhos negros arregalados, querendo "conversar", a mesma fúria cede lugar ao encantamento ao vê-lo dar gargalhadas ingênuas para mim. Mesmo que esteja cansada do dia inteiro que passou corrido... mesmo que esteja caindo de sono pois ainda não me habituei com noites tão curtas... Ele definitivamente não tem culpa de amar a mamãe e querer estar com ela durante metade da madrugada! rs
Hoje, minha vida é todinha dele. Ele é sim, prioridade para mim.
Literalmente, sou mãe em tempo integral.
Se tiver que passar a manhã inteira com ele (com todos os serviços domésticos por fazer) eu fico!
Talvez fique preocupada com a roupa que não foi lavada, com a cama que não foi arrumada, com a louça que não foi lavada, mas a preocupação que se dane...
Semana passada tirei a cinta que vinha usando desde o parto, e com os movimentos pesados de levantar balde cheio, suspender o varal de teto, etc, comecei a sentir a minha cirurgia. Não era dor, era como se meus órgãos estivessem soltos. Por conta disso minha mãe agora vem duas vezes na semana, apenas para lavar as roupinhas dele, e eu... voltei a usar a cinta por mais um tempinho.
Agora, neste exato momento, ele está dormindo. De bruços.
Vários amigos já ligaram parabenizando pelo dia de hoje.
Eu, particularmente, também me parabenizo. Pela sensação de estar cumprindo direitinho a minha missão. Ser mãe, no meu ponto de vista, além de ser um sonho, é um grande desafio.
Tenho carteira de motorista, sou covarde, e NÃO dirijo.
Tenho curso superior de informática, sou acomodada, e NÃO pratico a profissão.
Tenho curso completo de inglês, sou insegura, e NÃO falo a segunda lingua.
Enfim, todas as grandes conquistas que consegui NÃO foram postas em prática por motivos diversos.
Ser mãe tinha que ser diferente. Até porque não poderia guardar um bebê nos armários da vida... Tive que aprender na marra. Aliás, ainda estou aprendendo. Mas a fase inicial, que a meu ver é a pior, já passou. E levando-se em consideração que o Arthur ainda não fez as malinhas dele para se mudar pra casa da vovó, acho que estou me saindo bem... rs
Mereço ou não mereço os parabéns?
Como diria um amigo de trabalho: "Não faz mais que sua obrigação!" rs
Parabéns filho, por mais esse mês!
Mais tarde, mais uma vez, cantaremos parabéns. Publico as fotos assim que tiver...

terça-feira, 14 de março de 2006

Rotinas e preferências

Tudo bem conosco.
Tirando o fato de meu pequeno ter uma fome sem fim (rs), tudo correndo bem...
O que já posso perceber é que ele tem determinadas rotinas:
.
Sobre o sono:
  • Acorda duas vezes na madrugada, raramente acorda três vezes;
  • Acorda sempre por volta de 7 horas da manhã;
  • Não gosta de sonecas picotadas pela manhã, prefere um soninho mais largo na parte da tarde, chegando a ter a duração de quatro horas (adoro quando isso acontece!);
  • Luta o quanto pode contra o sono e só quer dormir se eu dou o peito (aff!). Do contrário, chora! (ops! chora não, BERRA!). Esse é o único incoveniente de não ter pego chupeta, que na minha opinião só serve mesmo como consolo;
  • Não gosta de dormir no carrinho;
  • Dorme a noite inteira no berço, mas durante o dia o melhor é a cama da mamãe!
  • Adora dormir de bruços;
Sobre amamentação:
  • Mama a hora que quer. Geralmente dá um intervalo de duas horas, mas este pode chegar a ser de cinco horas (mais do que isso meus seios não aguentam - rs);
  • Não gosta de muita gente em volta na hora em que está mamando;
  • Não gosta que eu converse com ninguém (sou dele, só dele!);
  • Pode ser acalentado por qualquer pessoa, e ficar quietinho, mas se for por mim, tem que ter peito! Acho que sente o cheiro de leite...
Preferências diversas:
  • O trocador. Seja pelado ou vestido, adora ficar ali sorrindo para a "Adelaide" ou conversando com a parede azul. Com certeza é o seu lugar predileto no quarto (se não for na casa inteira!);
  • Não gosta de ficar deitado no colo. Tem que estar em pé!
  • Não gosta de estar coberto. Para cobri-lo a noite, só após dormir profundamente. Do contrário ele simplesmente tira o lençol de cima dele. Sim, ele tira o lençol com as perninhas!

Acho que é tudo o que me lembro... Novidades eu posto depois!


Carinha de felicidade no trocador!

terça-feira, 7 de março de 2006

Fatos e fotos

Carnaval passou e cá ficamos. Literalmente sozinhos: Eu, Dri e Arthur.
Todos os amigos viajaram e toda a família do Dri também. Foram para Cabo Frio. Após 8 anos foi a 1ª vez que não fui. No caso do Dri, foi pior. Desde que nasceu passa o Carnaval na Região dos Lagos. Tudo por uma excelente causa, óbvio! Arthur ainda é muito bebê para ficar naquela confusão. Muito barulho, muita gente, muito calor. Pensei na possibilidade, mas desisti no segundo momento. Acho que fiz certo...
Para não dizer que nada fizemos, na terça fomos passear em Mangaratiba na casa dos tios Paulo e Belina. Foi um passeio gostoso. Arthur dormiu a tarde inteira e acordou dando sorrisos largos para quem chegasse perto. Fofo! Teria sido melhor se não tivéssemos pego engarrafamento na volta. A viagem que costuma ser de 1 hora e 30 minutos foi feita em 4 horas e no final eu fiquei realmente desgastada. Trazer o pequeno nos braços foi muito cansativo, porém, pior que isso, foi amamentar com o carro em movimento. O bico do seio que ainda não havia cicratizado, ficou pior. A madrugada foi horrível. Arthur querendo mamar e eu sofrendo de todas as dores do mundo: seios, coluna, braços. Sem contar o meu sono, já que acordei cedo para preparar nossa ida. No dia seguinte o filhotinho teve cólicas. Tadinho... tentava mamar, ficava irritado com a dor e travava as gengivas, o que fazia com que cada sugada fosse um martírio para mim. Não sou de ferro (embora quisera ser!) e tive que apelar para o NAN para poder dar um descanso (mesmo que de horas) para meus seios. A intenção era dar umas três mamadas de NAN. Graças a Deus só precisei dar a primeira. Consegui vencer a dor! Nos dias seguintes ele ficou bem.
Na quinta fomos dar a segunda dose da Hepatite B. Tadinho de novo.... berrou muito. Claro que não entrei com ele. De duas, uma: ou enfiaria a mão na mulher que aplicou, ou choraria junto com ele. Passei a tarefa para minha mãe. Melhor assim...
Não teve reação. Nos momentos em que choramingou, fizemos como orientaram no posto, apenas colocamos compressa de gelo.
No domingo, quando a família voltou, foi engraçado ouvir de TODOS o quanto ele já está mudado. Com a convivência diária, a única diferença que noto é no peso (está um chumbinho) e nas gostosas mãozinhas (estão muito fofas!).
Com essa estória de todos viajarem, Arthur está fazendo coleção de lindas camisetas de pontos turísticos: A Dinda Jacque trouxe de Salvador, a prima Ziza de Rio das Ostras, e a Deidei Beth de Cabo Frio. Só falta ele caber nas referidas! kkkkkk
Ele agora está uma graça: Ri de tudo e todos! Olha para a parede e fica rindo... Alguém brinca com ele, ele ri... um fofo!
Desde o nascimento venho tentando postar fotos de momentos importantes.
Vale lembrar que todas as fotos dele estão aqui.

A primeira mamada

O primeiro banho

Adelaide, a primeira amiga

O primeiro time (único e definitivo!)

***

Hoje é aniversário da prima Graziela. À noite estaremos lá. 1º evento social do Arthur. Parabéns Ziza!!! Muita saúde, paz e um príncipe de verdade que te dê muitos beijinhos!!!!

quinta-feira, 2 de março de 2006

1º mesversário - a comemoração

Mesmo totalmente atrasada, cá estou...
Foi uma delícia receber tantos amigos, mesmo sem ter planejado qualquer comemoração.
Como já é hábito na família, minhas cunhadas compraram salgados e torta para que cantássemos parabéns, porém muitos amigos foram visitar o Arthur e o que seria uma reunião de poucos, se tornou uma festa, mesmo tendo o aniversariante dormido quase que o tempo inteiro!
Fiquei muito feliz com a presença de pessoas tão queridas. Em especial da D. Nadir (que fez uma belíssima oração), D. Marlene e D. Ana (que nunca havia estado na minha casa!), senhoras a quem tenho grande carinho.
Mais uma prova do quão amado é o meu bebê...