,

terça-feira, 30 de setembro de 2008

Scrap presente!

Eu ando produzindo vários scraps. Na verdade, bem menos do que eu gostaria, mas me serve como consolo já ter chegado ao 2º aniversário do Arthur. E isso vcs podem conferir tanto no meu álbum do orkut (se estiver adicionado como meu amigo), ou também aqui.

E como eu sou iniciante no meio dos scraps, tenho váááárias "ídolas". Uma delas é a Lizandra Menezes, altíssima fonte de inspiração em cada LO que publica em sua galeria. Não é que a danada me deu esses dois LO's de presente? Vê se não é de babar? Eu já amava essa foto, com esse "estrago" que ela fez então...


Créditos aqui e aqui!
.
Obrigada Liz! Agora além de minha ídola, é também minha amiga de orkut!

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Consulta com pediatra

Ando com tanta preguiça de postar...
Quando o ânimo chega, geralmente vem junto com cartas para bater, relatórios para conferir e aí já viu, né? A consulta que aconteceu na quinta feira passada só vai ser postada hoje, 05 dias depois. Enfim... antes tarde do que nunca!
Mas também não teve nada de tão especial na consulta não. Tirando o fato de que o consultório estava vazio e pudemos falar sobre tudo, de psicologia infantil a receitas de bolos.
O leite e seus derivados foram liberados mesmo, ainda que eu perceba a Dr. Mônica meio assim... com um pezinho atrás... Disse que vai liberar sim, mas que vai continuar a observar... Humpf!
Falou que ele até pode ter o aumento da adenóide, mas que isso por si só não é motivo para ele ter tantas infecções. Então indicou o início de tratamento a base de cápsulas (mais tarde posto o nome) para tomar por 10 dias e dar um intervalo de 20 dias, no período total de três meses, com o intuito de prevenir as benditas infecções.
Fora isso vai continuar com a vitamina C e o ferro 2 x ao dia e o Plurair nas narinas todas as noites.
Não cresceu (humpf!) e teve um aumento de pouco mais de 100 gramas (mais tarde vejo o valor exato, em casa).
Falamos sobre as birras, que são comuns nessa fase, e ela deu dicas preciosas. Confirmou o que eu sempre falei: caso ele faça no meio da rua (o que ainda não aconteceu, graças a Deus!) que a gente deve mesmo ignorar. Eu falei pra ela que só espero conseguir usar isso na prática, já que na teoria parece realmente ser muito simples...
Com relação à seleção que ele começou a fazer nos alimentos, ela disse que nessa idade ainda não dá pra negociar, então o jeito é realmente camuflar o que ele não quer: cenoura, agrião, chuchu. Vale tudo para ele não deixar de comer o que é necessário. Então eu disse pra ela que não sou a favor de esconder o alimento, eu acho que ele tem que saber o que está comendo sim, só que ela disse que ele ainda não tem maturidade de aceitar que isso e aquilo são necessários e que vendo, e não querendo, ele simplesmente NÃO VAI COMER! Antes eu esconder e ele comer do que o contrário. E eu cheguei a conclusão de que realmente faz sentido.
Do mais, Arthur quase destruiu o consultório dela, tentou abrir todas as portas e gavetas, comeu praticamente toda a fatia de bolo que estava sobre a mesa (presente da avó de um outro paciente), enfim! Ele marcou a presença direitinho!!!!!!
Esse vídeo eu fiz lá na minha mãe, quando ele cismou que tinha que arrancar essas florzinhas. Só parou quando eu expliquei que plantinha gosta de carinho e aí pronto! Danou a dar beijos estalados na planta... Que sortuda né? :)

E ele está sim, muito carinhoso. A gente pede um beijo e ele dá vááááários, todos estalados e babados. Ô delícia!
Ontem eu estava postando umas fotos no orkut e ele viu a foto do pai. Pela primeira vez falou com todas as letras, sem ninguém pedir: Papai! O Adriano estava tomando banho e quando saiu eu voltei com a foto e o danado repetiu. Claro que o pai ficou todo bobo, né?
Dia desses eu fiquei fazendo ele pular na cama igual um sapinho e me lembrei daquela música da Xuxa que fez parte da MINHA infância, Croc croc, lembram? "Croc, croc... croc, croc... mas que sapinho feio, pisca o olho sem parar..." e comecei a cantar pra ele esse refrão (que é só o que me lembro). Aí uns dias depois ele me vem do nada com o: "Cóqui, cóquiiiiiiiii... cóqui, cóquiiiiii..." e se olhando no espelho e simulando um sapo! Gente, até eu me lembrar de que música se tratava levaram alguns minutos e quando eu me lembrei e cantei junto com ele... nossa! Como ficou feliz! Então eu busquei na internet e baixei a música para me lembrar da letra e coloquei para ele ouvir ontem, e foi muito engraçado. Ele não sabia se mamava, se ria com a música, se ria comigo...
Vou criar um CD com as músicas preferidas dele para começarmos com a disputa de quem ouve o quê no carro... Quem será que vai ganhar?

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Desfile escolar

Diferente do ano passado, quando Arthur passou o desfile inteirinho no colo (no meu ou da tia Adriana), esse ano ele arrasou! Ele e toda a turminha. Ao som da Banda contratada pela escola, e de quebra uma Tia Andrezza que dava gritos de gerra do tipo "Marcha soldado, cabeça de papel..." e "Mata formiga, tã-nã-nã! Mata formiga!", eles deram a volta no quarteirão e em nenhum momento pediram colo. No final, a mesma Tia Andrezza foi de criança em criança dar um beijo e dizer: "Arrasou!". Acho que nem ela estava acreditando que pela primeira vez uma turminha desfilou o trajeto inteirinho no chão, de mãos dadas. Todos fofos!
O tema foi Meio Ambiente e como ele chegou primeiro, tia Andrezza deixou que ele escolhesse a fantasia: quis a da girafa, e por fim ele já estava era comendo o chifre da pobre...

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

1, 2, 3, 4...

Já faz alguns dias que Arthur repete os nomes dos personages da Discovery Kids:
O Doc é "Kóki"
A Pinky Dink Doo é algo parecido com "Pit Dooooo"
O Roary é "Róui"
O Barney é "Barní"
O Mister Maker é algo parecido com "isteei" que a gente só entende por que está vendo o dito cujo na TV (rs)
Bindi é "Bindi" mesmo, assim como o "Pocoyo" e o "Caillou".
Pablo é "Pabo"
Wow-wow-wubbzy é "Ou-Ou-Uuzzy"
Lola é "Lola" mesmo
E eu estava achando engraçado ele iniciar o mundo dos falantes pela parte mais difícil, até que na quarta feira Adriano chegou em casa com o comentário das tias da escola de que Arthur havia soltado a língua.
No mesmo dia fomos pra casa da Rô comemorar seu niver e Arthur se encantou com a máquina de lavar roupas da mãe dela. Então Adriano começou a apontar para os números da programação e a contar 1, 2, 3, 4... e dizia "vai filho, agora é sua vez" e não é que ele danou a repetir direitinho? Um fofo!
Aí ontem, em casa, eu mostrei os números da nossa máquina de lavar e só apontei, e ele imediatamente reconheceu e contou s-o-z-i-n-h-o!
Embora a grande maioria das coisas que ele diz ainda sejam incompreensíveis, ele tem soltado muitas palavrinhas de forma bem bonitinha (mamãe, água, bala, vovó, uva, carro, são as que me lembro agora).
Ontem eu estava na cozinha preparando nosso jantar e ele atrás de mim. Do nada soltou um "Alu", e quando virei pra ele, ele apontou para os ímãs da geladeira e repetiu "Alu". Larguei tudo e fui olhar na lateral da geladeira que tem 147 ímãs de crianças e não é que ele estava se referindo à Malu, amiguinha da escola? Tive que largar tudo e incentivar, claro, que ele reconhecesse outras crianças, mas os únicos que ele reconhece e fala o nome sem ser na base da repetição são a Malu e o Bernardo ("iardo" ou algo parecido). Alguns nomes ele repete, embora não conheça a criança. Outros ele reconhece e repete. Outros ele até reconhece, mas não consegue repetir o nome (Enzo, por exemplo, outro amigo da escola).
Ele achou um encarte da Vivo pelo chão de casa, apontou para o bonequinho e falou com todas as letras: "Vivoooo" com entonação e tudo. No computador da minha cunhada a página inicial é da Oi e quando ele viu, do nada, sem ninguém pedir, lascou-lhe um sonoro "Oiiiii". Então abri a página da vivo também e mostrei as duas de formas alternadas, e ele reconheceu cada uma delas. Oh orgulho!
Enfim...
É fato que a língua está se soltando!
Ele pega qualquer coisa que simule um microfone e dana a cantar "atirei o pau no gato" que na versão dele sai algo semelhante a "aaaati ato-to" rsrsrsrsrs
E só em pensar que a menos de 01 mês eu já estava totalmente disposta a contratar a Paulinha (prima do Adriano e fonoaudióloga) e não fiz por que Adriano achou precipitado, eu só posso chegar à conclusão de que ele estava certo.
.
Ah! Outra coisa fofa que descobri também nessa semana é que ele sabe dançar:
.
"Se vc está contente bata palmas,
se vc está contente bata palmas,
Se você está contente
e quer mostrar pra toda gente
se vc está contente bata palmas
.
"Se vc está contente bata o pé,
se vc está contente bata o pé,
Se você está contente
e quer mostrar pra toda gente
se vc está contente bata o pé"
.
Gente, vcs precisam ver ele batendo os pézinhos. Na verdade ele samba! rs
Eu vou filmar e você vão me dizer se estou ou não estou certa em repetir que ele está um fofo e que dá muita vontade de apertar! E eu aperto, claro! Enquanto posso! rs

terça-feira, 9 de setembro de 2008

O que é um menino

Eu já conhecia o texto de alguns anos atrás.
Voltei a me deparar com ele no blog dela.
Perfeito!
.
O que é um menino
.
Entre a inocência da infância e a compostura da maturidade há uma deliciosa criatura chamada menino.
Embora se apresentem em tamanhos, pesos e cores sortidos, todos os meninos têm o mesmo credo: aproveitar cada segundo de cada minuto de todas as horas de todos os dias e protestar ruidosamente - o barulho é sua única arma - quando seu último minuto é decretado e os adultos os empacotam e metem na cama.
Meninos são encontrados em todas as partes: em cima de, embaixo de, dentro, subindo em, balançando-se no, correndo em volta de, pulando para.
As mães os adoram, as meninas os odeiam, irmãos e irmãs mais velhos os suportam, adultos os ignoram, o céu os protege.
Um menino é a verdade com rosto sujo, a beleza com um corte no dedo, a sabedoria com um chiclete no cabelo, a esperança do futuro com uma rã no bolso.
Quando você está ocupado, um menino é uma conversa-fiada, intrometido e amolante. Quando você deseja que ele cause boa impressão, seu cérebro vira geléia, ou ele se transforma em uma criatura sádica e selvagem empenhada em desmontar o mundo ao seu redor.
Um menino é um híbrido: o apetite de um cavalo, a disposição de um engole-espada, a energia de uma bomba atômica de bolso, a curiosidade de um gato, os pulmões de um ditador, a imaginação de um Júlio Verne, o retraimento de uma violeta, o entusiasmo de um bombeiro - e quando se mete a fazer alguma coisa é como se tivesse cinco polegares em cada mão.
Gosta de sorvete, canivetes, serrotes, pedaços de pau, água (no seu "habitat" natural), bichos grandes, papai, sábados, domingos e feriados, mangueiras de água.
Não é partidário de catecismo, escolas, livros sem figuras, lições de música, colarinhos, barbeiros, meninas, agasalhos, adultos e "hora de dormir".
Ninguém se levanta tão cedo, nem chega tão tarde para o jantar.
Ninguém se diverte tanto com árvores, cachorros e mosquitos.
Ninguém mais é capaz de meter num único bolso um canivete enferrujado, uma maçã comida pela metade, um metro e meio de barbante, um saco de matéria plástica, duas pastilhas de chiclete, três notas de um real, um estilingue e um fragmento de "substância ignorada".
Um menino é uma criatura mágica: você pode mantê-lo fora do seu escritório, mas não pode expulsá-lo de seu coração. Pode pô-lo para fora da sala de visitas, mas não pode tirá-lo de sua mente. Queira, ou não, ele é seu captor, seu carcereiro, seu dono, seu patrão - um cara sarapitando, um nanico, um mata-gatos, um pacote de encrencas. Mas quando à noite você chega em casa, com suas esperanças e seus sonhos reduzidos a pedaços, ele possui a magia de soldá-los em um segundo pronunciando duas palavras somente: "Oi, Papai!".

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Visita ao alergista

Depois de quase 05 meses entre tentativas de marcação de exame com a primeira médica/fracasso na tentativa/nova indicação/sucesso na marcação e aguardo do dia, eis que na segunda feira Arthur teve sua primeira consulta com um alergista.
E eu já não aguentava mais esperar já que novamente ele estava atacado da alergia e nem a falta de leite, nem os sprays nasais, nada estava dando jeito. E já tem uns 10 dias que Arthur acorda no meio da noite com o nariz entupido, e chora, e quer colo, e só sossega quando dorme na nossa cama. Por um lado foi até bom ele estar assim já que o Dr. Fábio pode vê-lo em crise.
Primeiro uma entrevista para dar todo o histórico de vida do pequeno: nº de semanas que nasceu? tipo de parto? peso? doenças? asma? bronquite? coceira constante no nariz? apnéia durante o sono? família alérgica? já ficou internado? tem cachorro? tem gato? mora em casa ou apartamento? já estuda? etc, etc, etc.
Depois fez o teste cutâneo - gotas do controle positivo, do negativo e dos alérgenos para poeira, ácaro, fungos, gato, cachorro, baratas e mais uns dois que esqueci - e tivemos que aguardar por 20 minutos. Todos os resultados deram negativos para nossa surpresa, mas Dr. Fábio disse que isso pode realmente acontecer sem significar que ele não seja alérgico, até porque eu levei o exame de sangue que Arthur fez onde seu IgE deu 100, quando o normal é abaixo de 60. E fora isso eu também sou alérgica, o que aumenta em muito a probabilidade dele ser, através da bendita herança genética (aff! tinha que puxar isso de mim...).
Fora isso, as evidências: o resfriado que nunca passa, o ronco ao dormir, a coceira no nariz, a dificuldade para respirar, os dentinhos para fora, enfim...
De qualquer forma, ele vai partir para as eliminações.
A primeira, e mais importante a meu ver, foi descartar qualquer possibilidade de alergia alimentar. Foi bem enfático: "Esqueçam essa história de alergia ao leite! Ele pode ser alérgico a qualquer coisa, menos à lactose!" e só isso já me valeu ter ido até lá.
A próxima é tratar dessa crise como sinusite (que o diagnóstico na idade do Arthur é mais clínico do que através de RX) através de Novamox por 14 dias 2,5 ml de 12h em 12h, e Decongex Plus por 07 dias com a mesma dosagem. Ao finalizar a medicação, daremos uma pausa de 07 dias e então faremos um RX para investigar um possível aumento da adenóide (carne no nariz).
A partir daí ele pode dar um diagnóstico mais preciso. Se for constatada o aumento da adenóide, ele disse para não nos preocuparmos com cirurgia, já que na idade dele a correção é feita através de tratamento/medicamento.
.
Saiba mais sobre "Aumento das adenóides":
Adenóides são amígdalas situadas na região posterior do nariz ( numa região chamada de "cavum" - entre o nariz e a faringe), perto da comunicação com o ouvido. Adenóides aumentam muito em algumas crianças alérgicas e costumam ser chamadas de "carne no nariz", embora não seja uma denominação adequada, pois não se situam no nariz. Só podem ser vistas em radiografias da face feitas em perfil para visualizar a região do cavum. O aumento das adenóides pode provocar piora da rinite, infecções respiratórias repetidas, roncos ou respiração ruidosa ao dormir e respiração bucal. Além disso, crianças costumam babar no travesseiro durante o sono.