,

sexta-feira, 30 de dezembro de 2005

E o ano termina...

Hoje vim pensando no que escrever aqui no blog como retrospectiva do que passei em 2005. E me vem em mente uma mensagem que eu recebi por e-mail, com uma citação de Leonardo Da Vinci, onde diz que a vida se torna longa quando é bem preenchida. Longa, assim como um quadro se torna rico. O jeito de pintá-lo somos nós quem escolhemos, pois cada um tem sua técnica, sua tinta, sua inspiração. Chego então à deliciosa conclusão de que 2005 foi um ano longo para mim; uma pintura memorável, cheio de boas lembranças. Tanta coisa aconteceu, mas a mais rica, a mais preciosa foi, sem dúvida, a realização desse meu grande sonho de ser mãe.
Lembro-me bem do início de 2005 onde me questionava:
"Será que neste ano vou conseguir engravidar?"
"Será que alguma coisa vai acontecer?"
"E se não acontecer?"
"Será que não é a vontade de Deus?"
Mas Ele já tinha seus planos para mim...
E no momento em que eu soube respeitar a vontade Dele, não mais questionando-O, ele me deu de presente o que de melhor eu poderia ganhar da vida... no momento certinho...
E um ano se passou... o longo ano na verdade passou corrido... porque tudo o que fiz envolveu os preparativos para a chegada do Arthur.
E o que estou meu questionando agora, quanto ao ano que virá?
Para esse novo quadro em branco que espera ser preenchido não haverá em mim falta de inspiração, e com certeza, muitas cores estarão presentes, principalmente as cores das realizações, do sucesso e das alegrias. Incrível poder prever nas linhas de meu futuro que 2006 será um ano de momentos felizes. Sei que haverá dificuldade (nunca tive um bebê nas minhas mãos - rs), que passarei por momentos de desafio, que noites em claro virão... mas tudo isso vai se tornar pequeno frente ao fato de olhar pro meu filhotinho e descobrir nele a continuação de minha vida.
As realizações que espero não serão só as minhas. Penso no que realizarei para o Arthur. Porque ele vai me proporcionar um ano de alegrias. E eu? Conseguirei proporcionar o mesmo pra ele?
No final de 2006 eu conto...
.
Para finalizar, uma mensagem:
.
PARA QUE SEJAS FELIZ NA TUA VIDA
.
Nenhuma manhã, sem orar...
Nenhum trabalho, sem boa intenção...
Nenhuma alegria, sem render graças a Deus...
Nenhuma falta, sem arrependimento...
Nenhuma dor, sem paciência e resignação...
Nenhum lugar, sem te lembrares que Deus te vê...
Nenhuma injúria, sem perdoares de coração...
Nenhuma refeição, sem oração...
Nenhum divertimento bom, sem limite...
Nenhuma noite, sem exame de consciência...
Nenhum dia, sem o progresso no bem...
Nenhum amor, SEM O AMOR DE DEUS!

terça-feira, 27 de dezembro de 2005

A trigésima quinta semana

Idade do feto: Semana 35
Tamanho do bebê: O bebê está com peso de aproximadamente 2950g e sua medida, da cabeça ao bumbum é de 35cm. Sua medida total é de 47cm.
Desenvolvimento do embrião: Ao final dessa semana, o bebê poderá nascer à qualquer momento. Bebês nascidos entre as semanas 38 e 42 estão prontinhos e em tempo. Isso significa que se ele nascer com 38 semanas não será considerado um parto antecipado. Ele está pronto para vir ao mundo, mas enquanto não vem, ele continua ganhando mais peso e crescendo mais um pouquinho.
Mudanças em seu corpo: Gradualmente o seu bebê está se encaixando e, nas suas visitas ao médico de agora até o fim da gravidez ele provavelmente verificará o seu grau de dilatação, se é que já esteja ocorrendo alguma. A posição que o bebê se encontra agora, também já vai preparando o seu médico para o tipo de parto que você terá. Caso o seu bebê não esteja com a cabecinha para baixo, ao invés é o bumbum, você terá provavelmente uma cesária. É possível virar um bebê mas não é fácil e pode estressar tanto mãe e bebê. Daí então o fato de a maioria das mulheres e médicos optarem por um parto cesária. Andar pode se tornar uma tarefa que você não faz com tanto prazer pois sua barriga está bem pesada e, dependendo do seu tipo físico, pode incomodar ou dificultar os seus movimentos para andar.

*****

Prestaram atenção nisso? A partir do final desta semana o Arthur já pode nascer... :)


Algumas fotos da 35º semana, tiradas na noite de Natal.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2005

Oito meses

No dia 24/12/2005 comemoramos oito meses.
Estamos em contagem regressiva, e agora é de verdade.
Hoje amanheci me sentindo pesada, mas ainda tô tentando descobrir se é por reflexo da quantidade de rabanadas e pastéis que comi no Natal, ou se é realmente por estar na reta final da gestação.
O final de semana foi cansativo.
Na sexta meu expediente foi até 12:00 hs. Saí daqui e fui almoçar com o Dri. Aproveitei para comprar alguns presentes que faltavam. Enfim, acabei esperando o Dri sair da loja pra ir embora com ele, mas cheguei em casa com os pés enormes e muito cansada. A ponto de recusar o convite do Dri para ir ao Shopping buscar o carrinho do Arthur. Explicando: O Arthur ganhou o carrinho dos queridos tios Paulo e Belina, e o Dri escolheu o modelo. Só que justo a estampa que ele escolheu é a mais difícil de se achar e tivemos então que aguardar por quinze dias. Claro que assim que chegou o Dri fez questão de ir buscar, só que isso aconteceu na sexta, véspera de Natal. E eu, com os pés inchados (o que já é uma constante em minha vida... ) e pra completar, cansada, troquei um passeio ao Shopping pela minha cama, e o Dri foi sozinho...
No sábado passei a manhã embrulhando presentes, e a tarde fui pra cozinha com a Beth fazer nossa parte dos quitutes natalinos. Ela me ajudou com as rabanadas e eu a ajudei com os pastéis. Sempre supervisionada (discretamente) pela minha sogra que queria garantias de que eu não iria pro fogão. Ainda que não tenha ido, fiquei muito cansada... Acho que pelo dia inteiro de agitação.
Fora isso, a Noite de Natal foi tranquila. Passamos pela minha mãe, pela minha sogra e pelos tios Paulo e Belina. Bati na cama por volta de 2 horas e apaguei, literalmente.
Ontem, domingo, recebemos a visita da turma. Fiquei mais cansada ainda. Não por ter feito qualquer esforço físico, mas por ordem natural da minha condição de gestante (rs). Entre conversas, risadas e rodadas de vinho (que eu só tomei na primeira), ficava pensando como será daqui pra frente. Aquelas loucas me divertem, mas acho que daqui pra frente teremos incompatibilidade de conversas. Elas estarão falando das baladas, quem pegou quem, e eu estarei preocupada com as horas da mamada, da troca de fraldas, etc. Teve um momento que me senti meio deslocada, meio velhinha, meio mãe! kkkkkk
Enfim! Hoje estou assim... pesada, cansada, com sono... e prometendo a mim mesma que chegarei em casa e colocarei os pés pra cima. E só!
O resumo do último mês:
Inchaço. Muito inchaço. Mas só nos pés! Embora apareça um ou outro que diga que estou TODA inchada (comentário desnecessário...), que meu nariz está enorme (só um gentil teve coragem de me dizer isso...), entre outros comentários que fazem minha auto-estima "transbordar", prefiro acreditar no meu marido que insiste em dizer que eu nunca estive tão linda... E de fato, no geral, entre dez comentários, eu só preciso fechar os ouvidos para um. Então ainda estou com o saldo positivo.
Por duas noites tive câimbra na panturrilha, uma dor horrível!
Tenho levantado de duas a três vezes por noite para ir ao banheiro.
Só consigo dormir do lado esquerdo. Se deito virada para o lado direito me sinto sufocada. Será que tem alguma explicação científica pra isso, alguma artéria, sei lá?
Esporadicamente tenho azia.
Não senti, ainda, falta de ar.
A barriga começou a coçar (mas eu não dou mole para as estrias e só passo a mão), e o Arthur, como vocês já sabem, está enorme! Na sexta acho que localizei sua pequena mão, senti o intervalo entre um dedinho e outro... foi muito gostosa a sensação! Aliás a melhor diversão é tentar adivinhar o que sinto abaixo de minhas mãos ao tocar a barriga.
Esses dias estava conversando com alguém (não lembro quem - coisa de grávida! rs) sobre o fato de estar tão apaixonada pela barriga a ponto de ter certeza que vou estranhar a falta dela após o parto. Fisicamente, vou sentir um vazio danado. São oito meses tendo ela (a barriga) como companhia. Acho que é mesmo uma questão de hábito, que claro, só vai durar o tempo entre o parto e a chegada dele do berçário. Psicologicamente, eu quero muito ver o Arthur, mas tenho um medo danado de tirá-lo daqui. Por motivos diversos. E aqui na barriga ele tá tão protegido...
Mas não tem jeito. Se entrou, vai ter que sair. E agora não adianta ter medo. Ele vai nascer e minha vida vai mudar. Aliás, já mudou. Eu JÁ SOU a mãe do Arthur. E o medo de trazê-lo ao mundo se acaba quando me invade esse sentimento de orgulho. De saber que é meu. De saber que daqui a pouquinho estarei sendo chamada de "mãe". Que no Natal do ano que vem aqueles presentes não estarão na árvore (pode ter um pequeno curioso que queira abri-los). Que o próprio Natal terá um brilho especial. Que terei que enfrentar fila no Shopping para tirar fotos com Papai Noel. E que para isso acontecer, só falta 01 ano. E, levando-se em consideração que 01 ano voa, o que dizer de 30 dias...

sexta-feira, 23 de dezembro de 2005

É Natal!


Noite Cristã
onde a alegria invade nossos corações
trazendo a paz e a harmonia.
Que neste Natal
você e sua família sintam mais forte ainda
o significado da palavra AMOR.
Desejo a todos um Natal festivo, colorido e muito feliz.
Que vocês possam receber de Deus
as maiores dádivas que o ser humano possa almejar:
muita saúde, muito amor e muita felicidade!
.



quarta-feira, 21 de dezembro de 2005

Gestante - Patrimônio Nacional


Sei que já comentei em post anterior a respeito do senso de responsabilidade que as pessoas sentem com relação às gestantes - lembram da estória do motorista de ônibus que me "convidou" a entrar pela porta dianteira? Pois é. A novidade é que o trocador não espera eu me dirigir à roleta. Ele mesmo vem na frente receber a passagem. Fora o idoso que quis me dar o lugar dele. Um fofo! Claro que não aceitei, havia outro lugar pra mim...
E fila? Estava na C&A tentando pagar algo, na fila normal, pois não vi nenhuma especial para idosos e gestantes, quando pecebi a mão de um dos funcionários no meu ombro:
- Pode me acompanhar senhora. A prioridade de atendimento é seu!
A fila nem estava tão grande, dava até pra ficar lá, mas o rapaz foi tão gentil...
O restaurante onde almoço, tem uma comida de excelente qualidade - já que a dona é uma nutricionista. Porém, a fila sempre está ENORME! Como já estou acostumada com a referida fila acabo não me incomodando mais. Mas TODOS OS DIAS sou obrigada a responder ao dono do restaurante que não há necessidade de passar à frente dos demais, face à sua diária observação de que É MEU DIREITO não enfrentar a referida fila...
Semana passada, já estava me servindo, quando notei que atrás de mim um senhor observava o MEU prato... Passei pela beterraba e não a peguei (havia comido beterraba no dia anterior) mas já de olho no brócolis que estava na bandeja da frente. Segue o gentil diálogo entre esta que vos fala com o desconhecido com idade para ser meu avô:
- Esse bebê precisa de beterraba, faz bem pro sangue.
- Eu sei moço...
- Mas você não colocou no seu prato...
- É que comi beterraba ontem.
- ! (Silêncio reprovador - Como se quisesse dizer: e daí? tem que comer todo dia!)
- Vou substituir pelo brócolis. (posso? rs)
- Ah bem... ( respiração aliviada!)
Mereço né? rs
Mas é isso... Apesar desse caos em que vivemos, o espírito fraternal ainda existe.
Enquanto grávida sou um Patrimônio Nacional e devo sim, satisfações e obediência à sociedade, do que faço ou não faço pelo bem estar do novo cidadão que está a caminho!

A trigésima quarta semana

Informações E-family:
Idade do feto: Semana 34
Tamanho do bebê: O bebê está com peso de aproximadamente 2750g e sua medida, da cabeça ao bumbum é de 34cm. Sua medida total é de 46cm.
Desenvolvimento do embrião: Ao olhar para a sua barriga nesses dias pode parecer engraçado de vez em quando. É que os cotovelos, joelhos e a cabeça do bebê podem não só serem sentidas como podem ser vistas desalinhando a forma de sua barriga. Isso ocorre quando o bebê está se espreguiçando ou quando ele troca de posição por um tempinho. As paredes do útero agora começam a afinar um pouco pois estas estão bem esticadinhas. Quando isso ocorre, o seu bebê pode começar a perceber e a diferenciar o rítmo diurno do rítmo noturno pois ele sente que está claro e sabe que sua mamãe está fazendo uma série de coisas e, quando está escuro, ela quase não se mexe, deve estar dormindo. Ele está também exibindo unhas novinhas em folha e um par de rins completamente desenvolvidos e prontos para operar suas funções. O fígado também já pode processar impurezas.
Mudanças em seu corpo: Agora há muito mais bebê dentro de seu útero do que líquido aminiótico. O seu útero até agora expandiu cerca de 1.000 vezes comparado com o seu tamanho original.Durante a gravidez a mulher sente vontade de ir ao banheiro com maior frequência, você até que já estava acostumada mas, agora que está perto do final da gravidez, você praticamente fará do banheiro o seu segundo lar. Mesmo assim, não diminua a quantidade de líquidos ingeridos, especialmente água. O seu bebê e o seu corpo precisam muito de água. O seu útero encontra-se agora provavelmente logo abaixo de suas costelas, o que, dá uma sensação de falta de ar de vez em quando.Agora que só faltam 4 ou 5 semanas para o final da gravidez, a ansiedade que bate é enorme. Tente controlar-se ou você acabará sendo impaciente com as pessoas à sua volta por motivos que nem você sabe.Prepare suas roupas e papéis para o hospital. Você ainda tem tempo mas nunca se sabe quando o bebê vai querer sair. Deixe tudo mais ou menos à mão ou em lugar de fácil acesso, em caso de não ser você quem vai levar a bolsa para o hospital.

terça-feira, 20 de dezembro de 2005

Aniversário do Adriano - o Pai do Ano!


Foi ontem, 19 de dezembro. Meu maridão completou 32 anos.
E o que mais posso desejar a este que desde 1997 faz parte de minha vida de forma tão intensa?
Foi ele quem eu escolhi para ser meu companheiro, minha cara-metade.
Na minha vida tão agitada, é ele que dá o equilíbrio que preciso...
Embora eu insista que sua calma (que muitas vezes eu chamo de distração) nos atrapalha como casal, no fundo eu não consigo visualizar mais a minha vida longe da dele.
E ele sofre na minha mão, eu assumo! Não sou fácil mesmo... rs
Sempre fui a favor do "que não seja imortal, posto que a chama, mas que seja infinito enquanto dure...", mas de qualquer forma, o elo que nos une NUNCA mais poderá ser rompido.
Somos um só, mais do que nunca...
E por todos os motivos do mundo, eu o amo! E espero que ele saiba disto...

E esse amor não é só meu não... ele é muuuuito querido por todos. Basta pegar no celular dele e ver as mensagens/ligações recebidas por ele ontem. Além disso, mesmo não fazendo nada especial (só comprei uma torta e fiz a sopa de ervilha que ele tanto ama), a nossa casa lotou!
E ele ficou muito feliz com a presença dos amigos, acho que pra ele esse foi o maior presente...
E frente a sua indagação a respeito da quantidade de pessoas que apareceram para prestigiá-lo: "Isso não é pra qualquer um..." Foi tudo o que eu pude responder!
 Posted by Picasa

quarta-feira, 14 de dezembro de 2005

A trigésima terceira semana

E-family informa:
Idade do feto: Semana 33
Tamanho do bebê: O bebê está com peso de aproximadamente 2550g e sua medida, da cabeça ao bumbum é de 33cm. Sua medida total é de 45cm.
Desenvolvimento do embrião: O bebê continua a ganhar formas mais arredondadas e se acomodando para a posição de parto. Em algumas mulheres o bebê "desce" já desde já e em outros isso só acontece no dia do parto ou durante o trabalho de parto. Você sabe que o bebê "desceu" pois a sua barriga fica mais baixa e você pode passar a respirar melhor ao mesmo tempo que algumas mulheres sentem dor intensa na parte inferior da coluna.O seu bebê também está bem atento ao que está acontecendo ao seu redor, por isso, é uma boa oportunidade para começar diálogos com ele. Não pense que isso é uma bobagem, ele realmente pode ouví-la. Se você não quiser conversar, então cante alguma musiquinha para ele e assim que ele nascer, você canta para ele a mesma musiquinha, você terá uma surpresa.
Mudanças em seu corpo: Os seus seios podem estar extremamente sensível enquanto você vai se aproximando do final da gravidez. Eles estão se preparando para a produção de leite. Use sutiãs que sejam bem firmes para aliviar a dor e o desconforto.O lado emocional da mamãe nessas últimas semanas pode estar extremamente sensibilizado e, mudanças repentinas de humor são comuns. A ansiedade é um fator que colabora para esse fato. A gravidez já durou tanto tempo, você está cansada, às vezes tem dor aqui ou ali, preocupação com relação ao parto e se tudo vai sair bem, tem pressa em ver o seu bebê e voltar ao seu físico normal. Todos esses sentimentos são perfeitamente normais e aqueles à sua volta deveriam entendê-los igualmente. O seu útero encontra-se agora à 15cm acima de seu umbigo.
.
*****
Hoje fui fazer novos exames de sangue e urina (hemograma completo, glicose, etc).
Espero que minha anemia esteja controlada...
Resultado dia 19/12/2005.
.
*****
Não sei porque algo me diz que o Arthur não vai esperar até o final de janeiro para nascer.
Sinto a barriga cada dia mais pesada. Como se já não houvesse mais espaço pra ele.
Agora aprendeu que melhor que dar chutes, é se sentar na minha bexiga de 5 em 5 minutos, o que me faz ter uma vontade louca de urinar constantemente.
Também aprendeu a dançar, num ritmo agitante, sempre que ouve o som de uma bateria (ops! essa criança não deveria ser guitarrista? rs).
Não sei porque motivo não pára quieto! Faz questão de fazer todos os movimentos possíveis e imagináveis. A bunda que ora tá no lado esquerdo, no minuto seguinte já tá no pé da barriga. Acho que o Bernardo já andou ensinando o danadinho a fazer estrelas... rs
É uma criança que já mostra sinais de ter uma forte personalidade.
Quando eu percebo que ele vai se mexer, se tiver alguém por perto e eu chamar pra ver, ele não mexe... Mas basta a pessoa tirar os olhos... e a criança se mexe! rs
Adora atenção... quando se mexe pra mim e eu coloco minhas mãos, fica quietinho (adora a mamãe! rs)... Mas se tiro as minhas mãos, ele se mexe de novo! A minha definição pra isso é de que ele tá pedindo minha proteção... e eu atendo! Deixo minhas mãos lá, o tempo necessário...
Ontem o Adriano chegou tarde em casa, algo em torno de 1:30 da manhã... claro que eu já estava no meu 3º sono, e só abri os olhos pra dizer: "Tá muito tarde hein mocinho... zzzzz" e dormi novamente. Hoje pela manhã o Adriano disse que eu dormi e que ele começou a mexer muuuuuito. Também tenho definição pra isso, embora o Dri não tenha gostado: Pra mim ele estava protestando quanto ao horário que o pai chegou... Algo como: "Puxa Pai, isso são horas?" Ou, sendo mais otimista (pra não contrariar o Dri - rs): "Que bom que vc chegou! Agora vamos brincar!"
E assim vamos indo, nos acostumando com a presença do novo habitante da nossa cama, da nossa casa, das nossas vidas!
Curtindo muito essa fase gostosa da barriga, onde sabemos que ele reconhece o mundo aqui fora, mas também muito anciosos de que ele saia logo dela pra podermos curti-lo aqui no mundo exterior...

segunda-feira, 12 de dezembro de 2005

O drama dos pés inchados

É de rir, eu sei...
Mas é que essa estória de pé inchado tá virando um dilema na minha vida.
Ocorre que não consigo mais colocar sapatos fechados, caso os pés estejam inchados, e os abertos que cabem (apenas 2) já estão vindo trabalhar sozinhos.
Na sexta fui tentar resolver meu problema... entrei numa loja na vão tentativa de encontrar algum que coubesse...
O 34, meu tamanho original, deixou de ser meu tamanho há muito tempo...
O 35, que eu achei que fosse ser meu novo provisório tamanho, não entra... e o único que entrou fez com que eu me sentisse uma elefanta calçada!
O 36 (aff! ninguém merece) entra, mas fica grande no solado! rs
O que eu fiz? Nada! Agradeci a paciência da vendedora e saí com as mãos vazias... e os pés mais cheios ainda (de inchaço!)!!!!! kkkkkkkk
Já não tô podendo gastar dinheiro... Como vou comprar sandália sem saber qual vai ser meu número definitivo a partir de janeiro/06?
Acabei de ganhar meu presente de Natal do meu chefe, uma sandália rasteirinha nº 34.
Coitado, acabou antecipando a entrega, após ouvir minhas dúvidas a respeito do meu novo/atual/provisório tamanho. Disse: "Ai meu Deus, filha, comprei uma sandália pra vc... experimenta logo e vê se precisa trocar..." Foi cômico!
A sandália é lindinha, mas AGORA, não tá cabendo... Troco pra usar agora ou guardo pra usar depois? rs
É o tipo de dilema que tá me deixando louca... A cada manhã eu rezo pro tempo não estar tão quente, o que fará com que meus pés não estejam tão inchados, pois assim posso usar meu básico pretinho fechado que AINDA cabe em mim, graças ao uso de meia kendall. Do contrário, sou obrigada a colocar uma das filhas únicas (as que já conhecem o caminho do escritório), o que é um alívio durante o dia inteiro, mas no final do dia me deixam com os pés piores ainda...
O Adriano não entende que vestido x meia kendall é uma combinação que não existe...
Se estou de vestido, não posso estar de meia... é a briga pela vaidade! Ele não entende... Acha que mulher grávida tem que andar confortável, estando bonita ou não. Não quero estar bonita, mas também não quero estar ridícula! Aff! Porque os homens não entendem isso?
Tô pensando em comprar aquelas saias indianas bem longas, assim escondo os pés... rs
Vou lançar a moda do "andar descalça faz bem..." Será que minha amigas me ajudariam nesse lançamento? Não custa tentar... rs
.
*****
No sábado acordei com a corda toda para iniciar a lavagem das roupas do Arthur. O dia estava lindo! Um sol maravilhoso! Sem saber como e por onde começar, gritei socorro pra Quinha (minha mãe), que veio prontamente. Lavou 03 (três) remessas de roupas, e depois de estender tudo, desabou a chuva! Enfim, não pude passar no próprio sábado, como era a minha intenção... Comecei ontem, mas não consegui terminar... nem tudo secou.
Fui ajudada pela Tia Sheila (que é uma exímia passadeira de roupas infantis - rs) e fez questão de pendurar o primeiro macacão do armário (presente dela, claro!): um macaquinho do Flamengo!
.
Tivemos a ajuda da Dinda Jacque também, que pra não ficar mal na fita passou 01 camiseta (É isso mesmo, uma camiseta!) rs
Depois de tudo passado fomos arrumar o quarto: penduramos as roupinhas no armário, definimos o resto da decoração (onde ficará cada quadro de parede, etc), o qual também tivemos a ajuda da Tia Berna.
O Dri conseguiu finalizar os retoques da pintura e instalou o ar-condicionado. Pronto! A parte que cabia a ele já foi finalizada.
.
Agora é por minha conta finalizar a arrumação das gavetas e esperar pelo momento de que o Arthur estará aqui desfrutando de tudo isso!
.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2005

O quarto do Arthur

Ufa!
Depois de semanas entre reforma, pintura, bagunça, arrumação e etc, a minha casa está, finalmente, tomando forma de lar-doce-lar.
Custo a acreditar que conseguimos realizar o que planejamos.
Trocamos o piso, pintamos interna e externamente e ainda arrumamos a garagem, com direito a piso e tudo!
Sim, agora o Arthur pode chegar! A casa está novinha por causa dele!
Mas entre tudo isso, a melhor parte, a mais aguardada, a mais planejada, a mais sonhada... é o quarto dele, do próprio, do Rei do pedaço...
Os móveis chegaram no sábado.
No domingo retocamos o quarto abrindo o buraco do ar-condicionado, colocando a faixa de madeira, trocando os espelhos de luz e tomada, medindo e remedindo pra saber se tudo caberia no "enorme" espaço do quarto... para aguardar a montagem na quarta-feira, ontem.
O único problema foi segurar minha ansiedade. O espaço entre saber que já estava tudo pronto e o tempo que levou para eu chegar em casa. E tava tudo lá... montado.... lindo!
Minha vontade foi dormir lá dentro. Imaginando que daqui a pouquinho meu bebê vai estar lá.
Ainda temos muito pra arrumar. A parte decorativa (pendurar quadros, arrumar roupinhas, etc) começará a ser feita no próximo final de semana, mas o quarto já está lindo mesmo sem ela...
Olhem as fotos e digam se estou certa ou não...
.
Acho que está ficando bom né?

terça-feira, 6 de dezembro de 2005

A trigésima segunda semana

De acordo com o site E-family:
Idade do feto: Semana 32
Tamanho do bebê: O bebê está com peso de aproximadamente 2275g e sua medida, da cabeça ao bumbum é de 32cm. Sua medida total é de 44cm.
Desenvolvimento do embrião: O bebê já está se posicionando para o parto, sua cabeça deve estar virada para baixo. Nesses dias especialmente o seu médico estará prestando atenção à isso. Os ossos de seu crânio não estão totalmente conectados uns aos outros para facilitar a sua passagem pelo estreito canal que o trará ao mundo. Mas os ossos no restante de seu corpo estão se fortificando e endurecendo à cada dia. Sua pele está também se tornando menos enrugada devido ao ganho de peso.
Mudanças em seu corpo: O seu útero encontra-se agora à 14cm acima de seu umbigo. Você também poderá notar que os seus calcanhares e de uma certa forma o pé inteiro está ficando bem inchado, principalmente ao final do dia. Se você mora em uma região muito quente, também terá esse problema em maior intensidade do que quem mora em lugares mais frios ou frescos. Uma surpresa para muitas mulheres é ouvir que ingerir bastante líquido ajuda contra a retenção de líquidos no organismo. O seu corpo - principalmente os seus rins - e também o seu bebê precisam dos benefícios de um organismo bem hidratado. Se, no entanto, você notar que está ficando muito inchada, na face, nas mãos, vá imediatamente ao médico. Muito inchaço pelo corpo pode ser sinal de uma
pré-eclampsia.
.
*****
.
Sim, o inchaço continua... especialmente no pés e nas mãos.
Meus calçados já mudaram de 34 para 35... espero somente que eles retornem às origens no final da gestação. Não vai ser nada agradável perder TODOS os meus calçados... rs
Mas não estou preocupada com a pré-eclampsia (citada acima) já que a pressão continua baixa, e tb não estou tendo retenção de líquido, o que tb me deixa tranquila...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2005

Consulta pré natal (dezembro)

A consulta aconteceu na última sexta feira (02/12/2005).
Tudo certinho para não perder o hábito.
Já cheguei mostrando a dopplerfluxometria e ela confirmou a informação passada pelo Dr. Felipe. Não há motivo para preocupação uma vez que a pressão continua baixa. Perguntei se existe alguma relação com o inchaço nos pés, o que ela respondeu negativamente. O inchaço refere-se ao calor e a única forma de amenizá-lo é com o uso constante de meias elásticas. Mas como vou usar meia (CONSTANTEMENTE!) no calor que temos passado? rs
Tive então que concordar com a Dra. Laura: Em sete meses de gestação eu nunca precisei ligar para ela por estar sentindo qualquer coisa diferente, minha gestação está ótima, a pressão está ótima, o Arthur vêm se comportando super bem, e eu tenho a CORAGEM de reclamar de inchaço nos pés! rs (Ainda fui obrigada a ouvir isso! rs)
As novas medidas:
Pressão Arterial: 10x7
Medida de fundo de útero: 29 cm
Meu peso: 59,500 (aumento de 1,900 com relação ao mês anterior)
Os batimentos cardíacos do Arthur continuam compassadinhos.
Passou novos exames de sangue e urina.
Marcou nova consulta para 03/01/2006.
Questionei o tempo para a nova consulta. Achei que a partir de agora as consultas seriam quinzenais. Resposta da Dra. Laura: "Quer fazer o que aqui? Só se for para me ver..." rs
Após o dia 03/01 sim, ela passará a me ver quinzenalmente... próxima consulta para o dia 20/01/05.
Então foi isso!
.
*****
.
Saí de lá e fui visitar a Amanda, mãe do Thor, lembram?
Tá a coisa mais fofa do mundo!
Simpático.... rindo o tempo todo!
Depois dormiu... e muuuuuito, e eu nem pude me despedir....
Bjos Thor, titia amou te conhecer!
.

Que buchecha é essa?????? rs