,

quarta-feira, 2 de março de 2011

De bolinhas

Faz tempo que não venho. Falta de vontade, falta de tempo, falta de ter o que falar.
Entrei de férias na segunda e na sexta beeem cedo estou partindo denovoemaisumavez para o paraíso de todos os anos, Cabo Frio/RJ.
Reuni algumas notícias apenas para manter o blog atualizado. Totalmente sem inspiração, não reparem.
  • Teve reunião da escola ainda no mês passado. Apenas para ser apresentada à nova professora, Tia Dri, que já conhecemos de looonga data (para quem não sabe, tia Dri foi a primeira professora do Arthur - na verdade na época ela era auxiliar - e os dois têm uma relação profunda de afeto. Ela, carinhosamente, o chama de filho). Arthur continua indo à frente do que é ensinado e ainda tem resistência em brincar com o grupo. Prefere a companhia dos mais velhos, inclusive tias e auxiliares.
  • Na semana seguinte a professora de inglês (ou de música, sei lá) avisou na agenda que ele mordeu um amigo, sem motivo aparente, e que ela chamou sua atenção de que aquilo não seria legal. Sei lá da onde surgiu isso, pois ele nunca mordeu ninguém. E nem está mais em idade pra isso, né? Ao chegar em casa, sentei com ele e conversei. Tomara que tenha sido um fato isolado, e de qualquer forma, o fato não se repetiu.
  • Na segunda-feira Adriano chegou da escola com mais uma novidade: Fez mal criação para a tia Dri e rasgou a folha de atividade. Alguém pelamordedeus me diz o que está acontecendo? Tá, ele não é perfeito... mas em quase quatro anos de escola eu nunca ouvi esse tipo de reclamação. Rebeldia agora que tá virando um rapaz??? Digam que é fase, pleeeease!
  • Ontem fui buscá-lo e perguntei pra tia Dri sobre esses fatos que estão acontecendo e ela disse que também não está entendendo a mordida e a malcriação, mas me tranquilizou com uma excelente notícia: ontem mesmo estava brincando com dois amiguinhos. Sem interferência de ninguém. Já ajuda a acalmar o coração, né? rs
  • Também ontem fui junto para a natação. Estou lá na arquibancada babando meu nadador e do meu lado se senta um rapaz com a esposa. De repente eles começaram a conversar: Ela: "Olha amor, como aquele ali nada bonitinho" Ele: "Ah! Esse aí é um peixe! Nada muito o moleque!" Ela: "Caramba, fica um tempão com a cabeça no fundo..." Ele: "Ué, cadê o pai? ele tá sempre por aqui babando..." Adivinhem quem era o moleque????? O meu!!!! rsrsrs Fiquei tão orgulhosa! E o pai do peixe realmente não estava, me deixou lá porque precisou visitar um cliente... 
  • No último final de semana ele atravessou a piscina de casa. De um lado a outro. Por baixo d'água. Levantando a cabeça a cada vez que perdia o fôlego. Agora sim, ninguém segura!
Acho que é isso.
Tentarei vir aqui amanhã, acho difícil, mas quem sabe eu não acordo super inspirada e com alguma novidade que possa acontecer nas próximas horas...
Enfim, caso não volte nos próximos dias não estranhem... fui dar um pulinho ali na Região dos Lagos para pegar um sol (que sumiu de ontem pra hoje) e ficar com as pernas pro ar por dez dias! Tô precisando tanto...

Um comentário:

Luciana Pessanha disse...

Sandra, querida, saiba que acompanho seu blog e amo sua escrita e sua forma de compartilhar as experiências. Especialmente, neste momento que meu Gabriel iniciou na escola, recorri a leitura de posts antigos seus como referência e atualização. Sou mãe velha, preciso de ver o que acontece na Educação Infantil hoje.
Arthur é o peixinho mais lindo! Não se preocupe com o comportamento dele, está comunicando limites. Faz parte do convívio deixar de lado a 'civilidade' vez ou outra. rs
Bom passeio! Retorne refeita e cheia de inspiração. rs Se faltar, que tal uma retrospectiva lembrando fatos positivos e negativos observados por você na relação com a escola? Atividades, reuniões, atitudes e festas que você gostou e o que não foi legal também.
Olhei a ficha de avaliação utilizada em 2010 pela escola do meu filho para o 2º período e achei que precisa ser reformulado. Por ali, parece que esperam 'adestramento'. Alunos dentro das regras. Hummmm Não gostei nem um pouco! Comparei com as fichas que você compartilhou e usarei para sugerir alterações na avaliação das crianças.
Escolhi com muito cuidado a escola, tem referências excelentes, mas é sempre bom repensar e melhorar.
Obrigada por ser esta pessoa tão especial e por ajudar nossos olhares.
Beijo e carinho