,

segunda-feira, 22 de maio de 2006

As super novas

Descobriu as mãos. Chupa três dedinhos de uma só vez. E suga-os com vontade. Algumas vezes consegue encaixar e chupar o dedinho polegar com vontade. Eu disse certa vez que o deixaria a vontade em pegar (ou não) chupeta ou o dedo, mas que não o ajudaria. Se ele realmente começar a chupar o dedo vai ser por culpa exclusiva de seu próprio instinto. De qualquer forma, prefiro acreditar que ele está na fase de descobrir o mundo com a boca, e que daqui a pouquinho colocará os dedinhos de lado. Espero! É tão lindo chupando o dedo, mas é tão prejudicial à dentição!
.
*****
.
Com o frio chegando tive que correr e comprar roupas mais quentinhas pro bebê. E como ficou lindo de moletom. Modéstia à parte!
.
*****
.
Como já falei anteriormente, ele só dorme de bruços. Agora está na fase de acordar e levantar a cabeça como um calango (sabe aquele bichinho que parece um camaleão?). Pois é. Já apóia os bracinhos na cama para levantar o tronco, e fica balançando a cabeça de um lado para o outro procurando companhia.
.
*****
.
Desde sábado vem tentando se virar na cama. Ainda não conseguiu, mas sinto que falta muito pouco. Já percebeu que jogando os braços e as pernas para o mesmo lado o impulso é dado. Ele ainda só não conseguiu achar a força necessária.
.
*****
.
Por algum motivo que ainda não descobri, Arthur se recusa a tirar o longo sono que costumava tirar a tarde. Agora só quer saber de dormir meia horinha pela manhã. E à tarde, o máximo que dorme, é 1 hora e meia. Espero que seja só uma fase!
.
Rir é o melhor remédio...
Ficando sozinha com o filhote, me pego em momentos hilários. Rindo de mim mesma. Algumas vezes, pego o pequeno rindo de mim... rs
(Faz parte do ofício de mãe servir de palhacinha...)
Belo dia, ao tirar sua roupa no intuito de dar banho, lembrei-me das caspinhas e resolvi passar o óleo mineral. Óleo passado, Arthur pelado, e a pateta da mãe resolve passar o pente fininho para amolecer as caspas... Arthur continua pelado e a mamãe se empolga com o pente, e continua tirando as caspinhas. Arthur felissíssimo, pelado, e a mamãe felissíssima tirando muuuuitas caspinhas... Até que mamãe se toca do longo tempo que se passou e resolve levá-lo, enfim, pro banheiro. Ops! Algo cai no chão! Ploft, ploft, ploft! Três rajadas certeiras de caquinhas pastosas no chão. Mamãe não sabe se xinga, se limpa ou se ri do pequeno, que volta para o trocador às gargalhadas (sim, gargalhando!). Uma mão o segura no alto, outra mão limpando o chão. A que segura o pequeno ser, sente algo quente escorrer. Ele fez pipi! Mijou t-o-d-o o trocador e mais a parede. Ok, ok! Quem mandou deixá-lo pelado por tanto tempo? Após limpar o chão de qualquer jeito, parti para secá-lo da mijada. Mas isso também não bastou. Já sequinho, partindo para envolvê-lo na toalha, gofou! O que mais faltou? Mijar na banheira d’água. E isso ele também fez! Deve ter pensado: Se for para sacanear a mamãe, que seja direito, né!Naquela mesma semana, acordou todo mijado e tive que colocar o colchão no sol para pegar sol. Quarenta minutos depois, o bebê já havia brincado e tomado banho, e partimos então para a mamada da manhã. A televisão exibia uma entrevista sobre educação de crianças e, como no quarto do Arthur ainda não tem televisão, ao invés de usar a cadeira de amamentação, a esperta mamãe resolveu usar a sua própria cama. Mais esperta ainda por não ficar atenta na feição de felicidade do pequeno. Feliz da vida enchendo a pança, mais feliz ainda por estar fazendo o que ele adora: caquinha! E só fui perceber mesmo quando a coisa já estava feia. Ele já estava todo cagado. Eu já estava toda cagada. A cama já estava toda cagada. Enfim! Caquinhas para todo lado! Rs E para limpar? O berço desmontado, minha cama suja, sem saber se me limpo, se limpo o Arthur, se troco os lençóis, se compartilho das gargalhadas dele, kkk!!!! Que dificuldade descobrir a ordem das tarefas! Seria mais fácil se tivesse alguém para segurá-lo, mas a Deidei não estava em casa. Após longos minutos olhando para ele na cama suja, me lembrei do carrinho, do santo carrinho. Limpei o bebê, coloquei no carrinho e lá ele ficou, rindo para a mamãe (ou melhor, rindo da mamãe), feliz da vida. No final ficou tudo limpo, e eu tive que admitir: em momentos críticos, rir é realmente o melhor remédio!

.
Refluxo
Desde a última consulta a Dra. Mônica havia passado uma ultra-abdominal total para descartar a possibilidade dele ter refluxo, já que todos os indícios eram de que ele não tinha. Porém, na terça feira passada, meu pequeno estava no meu ombro e do nada danou a vomitar. Vomitou muuuuito. Algo equivalente a umas três mamadas. O suficiente para encharcar minha cama e meus travesseiros. Fiquei preocupada, mas antes de ligar para a médica resolvi observar. Durante o dia nada mais aconteceu, mas a noite ele vomitou novamente. Foi muito menos, mas decidi ligar para ela assim mesmo, pois sabia que não iria dormir tranqüila. Então ela passou Motilium para ele tomar três vezes ao dia, e manter a ultra para a data que eu já havia marcado, o que aconteceu hoje. E, como eu pressentia, o refluxo foi confirmado. Eu realmente não me convencia dessa história de que todo bebê gofa. Não achava normal andar sempre com uma toalhinha no pescoço de meu filho. Tinha que haver alguma coisa. Mas, como disse a médica, para uma criança na idade dele isso é o de menos. Existem muitas coisas piores por aí. Com o tratamento necessário e alguns pequenos cuidados, daqui a alguns meses vai passar. Tomara. Ela explicou a causa do refluxo, e disse que o único problema que pode acontecer é que se ao dormir, ele aspirar o gofo, este pode parar no pulmão, e a partir daí ele desenvolveria uma pneumonia química. Por isso, indicou que levantemos a cabeceira do berço e um travesseiro mais alto. Difícil mesmo será colocá-lo para dormir de lado, como ela sugeriu, já que ele só dorme de bruços. De qualquer forma, na sexta feira ele tem consulta com a Dra. Mônica, e vamos ver o que ela vai indicar.

Nenhum comentário: