,

segunda-feira, 15 de maio de 2006

Dia das Mães

Levando-se em consideração que dia das mães são todos os dias, então não estou atrasada!
O dia ontem foi ótimo! Nada de muito diferente do que já venho sentindo nos últimos cento e poucos dias. Cada manhã um sorriso mais lindo que outro. Cada dia um novo desafio. Cada dia uma linda novidade. Mas a manhã de ontem teve algo diferente. Não foi a mamãe que foi no berço receber o sorriso. O meu filhote foi quem veio trazer o sorriso até a minha cama. Papai o trouxe as 7 da manhã com uma sacolinha pendurada nas pequenas mãos, e literamente me acordou com aquele sorrisão que vem me encantando nas últimas semanas. Foi emocionante. Nem precisava da sacolinha que escondia um belo pingente de anjo. Só aquele sorriso já me bastaria. Enfim...
Diferente do que acontecia com o resto da cidade, nada de enfrentar filas em restaurantes. Ficamos em casa mesmo. Fomos na minha mãe. Almoçamos na minha sogra. Mas a melhor parte foi comemorar o dia das mães a três. Após o almoço nos recolhemos no nosso ninho, e lá ficamos o resto da tarde fria... eu de um lado, Dri do outro e Arthur no meio da cama, como (pasmem!) nunca havíamos ficado. E só ontem me dei conta disso. Algo tão simples e tão delicioso. Dividir a cama com meus dois amores.
Muitos dias das mães virão. Muitas emoções ainda hei de experimentar. Mas esse foi o primeiro. E teve sim um sabor especial!
Graças ao pequeno Arthur que é, sem dúvida alguma, o meu melhor presente!
Graças ao bom Deus, que o deu de presente para mim!

Nenhum comentário: