,

segunda-feira, 21 de agosto de 2006

O chão é o limite!

Após o episódio da queda da cama, minha mãe parece ter tomado trauma em deixá-lo na minha cama. E era lá que ele já estava dando sinais de que breve estaria engatinhando. Como também não posso contrariar o medo de minha mãe, ela mesma deu a solução: Para dormir, berço. Para brincar, chão. Desde o início da semana passada, ela forra um edredon com uma colcha por cima, e lá fica ele, rolando de um lado para outro ou se arrastando de ré. Eu ainda não tinha presenciado e chegava a desconfiar quando minha mãe dizia: "A sala está pequena pra ele!" Pois rolando, rolando e rolando ele acaba indo parar embaixo do sofá. A mesa de centro já está no canto para liberar espaço, mas parece que este ainda está pequeno mesmo. No sábado, logo cedo, forrei tudo e lá o coloquei. Muito engraçado! Ele gira numa agilidade impressionante e por várias vezes tinha que pegá-lo no chão frio e colocá-lo no meio do edredon novamente. E a felicidade? Bate as pernas com uma força... Tenho certeza que mais alguns dias para ele estar engatinhando.

Também fica sentado. Por alguns segundos fica sozinho, mas acaba se desequilibrando e cai pro lado. Aí ele ri, de si mesmo! Figura...
O banho agora é dado com o chuveiro aberto. Quando abro o chuveiro ele fica eufórico tentando, em vão, pegar a água! E solta gargalhadas. O banho é sempre um momento de felicidade para ele, e principalmente para mim. Saio do banheiro renovada.
Meu filho tá lindo! Um encanto! Não tem quem não se emocione com o sorriso dele. Ri para os que conhece e os que não. No dia do Batizado um senhor perguntou pro Adriano "Ele é sempre assim, bem humorado?" É. É sempre assim! Excetuando-se, claro, a hora do sono ou da fome, ele está sempre feliz! Lembro-me de uma frase no livro da Graziela Moreto (Onde vende o manual?) em que ela diz: "Eu pedi que viesse com saúde e ela ainda veio bonitinha..." E eu me pego assim. Eu pedi que o Arthur viesse saudável, e ele ainda veio lindo, encantando todos a sua volta. Lucia, a minha ajudante, diz: "Êta menino de bem com a vida!" A Jacque diz que é tudo reflexo do ambiente em que ele está. E diz ainda que muito do que ele é deve-se à minha gravidez, quando eu conversava com ele, e pedia para que fosse um bom menino. Todos que o conhecem se tornam fã. E eu me sinto muuuuito privilegiada por ser a mãe desse tesouro.
Só não gosta de tirar foto. A coisa mais difícil é fazê-lo rir para as câmeras. Se vocês repararem nas fotos ele só está sorrindo para quem está do lado, nunca para quem está fotografando.
Adora de paixão os comerciais da Discovery Kids, em especial o Doc, o cachorrinho personagem principal. Esse ele tem loucura. Agora descobri que ele gosta dos Backiardigans: "Temos o mundo inteiro no nosso quintal, mas chegou a hora de terminar. Somos os amigos, Backiaaaaardigans...." rs. Vocês não têm noção do que é a mamãe aqui cantando essa música (numa afinação ímpar!) e o Arthur sorrindo para mim com os olhinhos brilhando.
É isso! Essa semana ele completa sete meses de vida. O tempo passa rápido, mas estou curtindo cada detalhe, cada momento, cada descoberta. Ele descobre a vida, e eu também. Afinal, o sentido da vida está aqui, ao meu lado, e se chama Arthur.

Nenhum comentário: