,

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Encontro com a odontopediatra

Brincadeirinha sem graça essa de cair e quebrar o dente, viu?
Primeiro porque a gente sofre pra achar o bom profissional.
Depois que a encontra tem que sofrer para conseguir que a criança abra a boca para ela ver.
Depois a gente sofre com o sofrimento da criança (por que parece que ele tá sendo torturado...).
Mas o pior de tudo isso é o sofrimento final, quando ela, a Dra. nº 02 nos dá o orçamento...
Dentre tudo o que ela explicou (de forma tão detalhada que eu não vou conseguir colocar aqui) o que entendi de forma clara, foi que o dente que quebrou vai passar por um canal e disso ela tem certeza já que os abcessos por si já revelam isso. O dente ao lado, que está escurecendo vai passar por Raio X, para saber se também será necessário o canal. Como ele é uma criança de 02 anos que não entende que precisa ficar com a boquinha aberta, ela vai fazer um período de adaptação, onde vai fazer aplicação de flúor, profilaxia, orientação de higiene, e nisso eu tb danço em $, já que cada item desse é cobrado.
Falou que dá anestesia mas que não seda a criança. Ou seja, ele não vai sentir dor, mas vai se agitar de qualquer forma. E que pode ser que chore e esperneie, e que se acontecer teremos que segurá-lo, ainda que na marra.
Ela não foi grossa, pelo contrário, apenas me preparou para o que eu já sei: que não existe forma de fazer o dentinho sem traumas, para mim e para ele.
Sim, ela foi um docinho. E Arthur até ensaiou prestar atenção na TV que passava Madagascar e a dar atenção para a ajudante dela, que logo encheu uma luva de latex e deu para ele brincar.
Atendimento nota 10, mas...
Não vai ser ela quem vai (tentar) fazer...
Gente... Para mim R$727,00 é muuuuuuuito dinheiro, para um tratamento ocasionado por uma queda imbecil...
E assim... estamos numa fase em que não estamos podendo mesmo!
A princípio pensei: Tem que fazer? Vamos dar um jeito!
Depois, já de cabeça fria, repensei minha decisão.
Liguei pra minha cunhada e pedi o telefone da odontopediatra do Bernardo que atende pela Uniodonto. Ela é boa, claro! Senão ela não levaria meu sobrinho lá, dug dug!
E então eu liguei pro celular da Dra nº03, que me atendeu de imediato. Super atenciosa, me ouviu contar todo o drama, tim tim por tim tim.
E falou o seguinte: O canal vai ter que ser feito sim! Faremos o Raio X dos dois dentes (já que na película cabem os dois), faço o canal do que está quebrado (e onde saiu o abcesso encima), restauro para não haver contaminação (essa parte não entendi muito bem) e bato um novo Raio X para analisar o do lado. Se houver necessidade de canal para o do lado também (que está ficando escuro), fazemos pelo plano (já que eu disse pra ela que estou entrando a partir do mês que vem) e não precisamos pagar.
Disse que ele vai chorar, espernear, mas que esse é um "mal" que vai ser necessário.
Pediu que se possível eu nem vá, por que eu vou sofrer junto (jura?).
E então , por telefone mesmo, deu o orçamento: R$190,00 (Raio X, canal e restauração).
E pronto, Arthur já está de consulta marcada com ela. Levando em consideração que ela vai fazer no menor tempo possível, sem enrolação de profilaxia, aplicação de flúor, etc.
Pô, se já vai ser difícil fazê-lo abrir a boca pro que realmente necessário, pra quê inventar mais um monte de coisa, só pra encher linguiça? Para aumentar o valor do orçamento? Eu hein!
Se eu fizer o plano odontólogico para mim, Adriano e Arthur por 01 ano ainda vou pagar menos do que o orçamento da Dra. nº02. Cumpro a carência de 03 meses e pronto, estamos cobertos!
Acho que tomei a melhor decisão.
De qualquer forma, aguardem as cenas do próximo capítulo da novela: Arthur e o dente quebrado!

Nenhum comentário: