,

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Quase cinco

Filho,
Amor da minha vida!
Hoje mamãe acordou com vontade de falar com você.
Deve ser porque ontem mamãe chegou tarde em casa e ao me buscar você já dormia no carro. Deu um aperto no peito, filho... Ao invés de ir na frente, fui atrás com você. Te fazendo carinho e tentando te fazer acordar.. Perguntei sobre seu dia e você nem tchum... tava exausto por causa da natação...
Tão diferente dos dias normais... eu agora chego em casa e você corre ao meu encontro com os braços beeeem abertos: "Chegou a mamãe!!!!!!!!!" - te juro que é, sem dúvida, a melhor parte do meu dia!
Você anda num período delicioso como meu chicletinho. Para tudo o que vê, faz ou quer é para mim que você corre. Demorou um pouquinho mas chegou a fase gostosa de falar: "vai lá e pede pro papai" e você entender e executar. E nem tem como ele negar porque a gente esperou tanto por isso.
Você está num momento de descobertas. Bem como a Tia Kenia falou que seria... Todos os anos de atraso estão sendo descontados de uma só vez. Curioso que só, para tudo o que estamos fazendo lá vem a pergunta: "Ei mamãe, o que você está fazendo?" exatamente assim, nesse português bonito. Ou quando alguém some de suas vistas e reaparece: "Ah! Ali está ela!" rs
Também tem se mostrado muito prestativo. Adora ajudar a mamãe a estender roupa. Eu vou estendendo e você vai colocando os cinco pregadores em cada peça. Prestativo e exagerado...
Um orgulho te entregar as meias limpas e pedir para você colocar na cama da mamãe e ver você voltar de lá: "pronto, mamãe!" e me certificar que você executou a pequena/grande tarefa com afinco e dedicação.   
Você tem tido um gosto musical bem diversificado.
Algumas semanas atrás o hit parade do momento era Galinha pintadinha, Galinha pintadinha 2 e XSPB 10, exatamente nessa ordem. O repertório já tinha sido decorado e antes de iniciar a próxima música você já anunciava para quem estivesse ao seu lado. Coisa mais engraçada foi te ver cantando e dançando a música do grilo :
Cri, cri, cri, cri, cri, canta o grilo para sua namorada
Cri, cri, cri, cri, cri, a canção que escreveu pra sua amada

Tão magrelo que você é... só faltava ser verde para ser o próprio grilo! rsrsrs
Mas aí saiu do repertório infantil e caiu no gosto de Justin Bieber - que a Bruna só precisou te ensinar a coreografia uma única vez. Foi sucesso o vídeo que mamãe postou no Youtube e no orkut. Todo mundo comenta o quanto curtiu sua performance.
Na mesma semana, a primeira de 2011, o parangolé apresentava na Ana Maria Braga a nova música de trabalho. Imediatamente você já estava cantando: "Pra frente, pra frente, cintura cabeça Tchubirabiron". E o engraçado não é te ver cantando... o engraçado é ver você dançando... curtindo... você se empenha em aprender exatamente igual, até no jeitinho que o cara faz com a cabeça... rs
Também no primeiro dia do ano eu pude ter certeza de que assim como o seu pai você nasceu para a música. Bastou ver a banda do papai montada para agarrar no único instrumento disponível - um triângulo - e passou muuuito tempo fazendo a sua parte. Fiquei um bom tempo daquela tarde me perguntando se aquilo seria herança genética de seu pai ou de seu avô forroseiro, que certamente teria orgulho de te ver com aquele triângulo na mão, transformando as músicas pops de seu pai em um bom forró. Não teve quem não achasse curioso você trocar a piscina pela música.
Você se descobriu na natação. Ou melhor, nós descobrimos o peixinho que há em você.
Quando você começou nas aulas, a piscina de casa estava sendo reformada. Tem menos de 01 mês que ela voltou a funcionar e logo na reestréia você deu um show! De lá pra cá foram três ou quatro dias de piscina e você já está indo até o meio. Esperto que só, se não tem quem o receba até onde vai o seu limite, vai nadando até as quinas, e das quinas para a parte funda. Sozinho. Independente. Aí você voltou  do recesso da natação e o tio Paulinho se espantou do quanto você evoluiu naquela semana sem aula.
O fato é que você já sabe nadar, filho... e isso é um orgulho! Orgulho para seu pai. Orgulho para seu avô Beraldo, que não se cansa de admirar suas braçadas...
Dia desses eu liguei para seu pai e ele nem me atendeu, passou logo o telefone para você: "Oi mamãe! Estou na piscina... tio Paulinho tá aqui..."
Incrível o tanto que você desenvolveu nos últimos meses...
Demorou um bocado para você falar conosco ao telefone, mas tem sido tão bom ver isso acontecendo sob nossas vistas.
Ah, sim! Sua independência também pode se tranformar em susto! Num dos últimos dias do ano a mamãe foi te buscar na casa da vovó e de lá iríamos os três para o centro comercial da cidade, de ônibus. Bastou te contar a boa nova (já que você A-M-A andar de ônibus) e dar uma bobeada (enquanto nos arrumávamos para sair) que você saiu de nosso campo de visão. Procura, procura e já no momento de desespero de não te encontrar, lá vem a vizinha subindo a rua de mãos dadas com você... "Ele já estava chegando lá no ponto de ônibus, Sandra". Com certeza foi Deus quem colocou a Vanessa no seu caminho. E é certo que seu Anjo da Guarda também te fazia companhia. Depois disso decidimos que a frase "vamos andar de ônibus" não voltaria a ser proferida a você enquanto você não entender que o mundo é perigoso longe das vistas de um adulto.
Mas deixemos pra trás esse breve momento de desespero e aflição porque foi um susto grande demais e como consequência um bocado de choro depois da bronca que você levou...
Voltemos a falar de coisas boas...
Seus desenhos agora não são mais pintados de qualquer jeito... estão num colorido gostoso de ver... Você sabe que a maçã é vermelha e que sua folha é verde e se não encontrar o giz correspondente, simplesmente não pinta. Sua coordenação motora tb é ótima. Você recorta e cola muito bem. Aliás, é uma de suas atividades preferidas, trabalhar com tesoura e cola: "espalhar com dedinho né, mamãe?"  
Para tudo o que faz de atividade assina o nome e sua noção de espaço já pode ser vista. Enquanto tem espaço as letras saem enooormes. Se o espaço está acabando você diminui até que caiba.
Para surpresa de todos, você está lendo. Não é tudo o que escrevemos, mas palavrinhas básicas você já reconhece: casa, bola, lua... Até Tia Paulinha fez o teste e para ela você leu LIVRO.
A tia Thais acha que eu deveria explorar mais essa sua inteligência. Quer saber, filho? Mamãe tem medo. Medo de descobrir alguma diferença. Ainda que para o lado positivo.  Chega dessa história né, filho? Você não é diferente de ninguém! O que você descobrir sozinho, ok! Mamãe estará te aplaudindo. Agora te forçar a qualquer coisa, nunca!  
Agora você está prestes a completar 05 anos. Não vou dizer que passou rápido não... Taaaanta coisa aconteceu nesse período... momentos difíceis, momentos mágicos, momentos que nunca mais voltarão e a perspectiva das novas emoções que ainda estão por vir (e que serão muitas!).
Eu tenho muita saudade do meu bebê, tenho sim. Mas me apaixono cada dia mais pelo molequinho que você está se transformando.
Seus 5 anos vem me trazendo melancolia. De saber que daqui a pouquinho meu colo não vai mais conseguir abrigar esse corpo comprido e magrelo. Mas por outro lado me vem o conforto de ter a garantia desse seu abraço tão apertado, tão delicioso de receber...
Fico pensando no fato de eu não conseguir me lembrar de muito da minha vida antes de você. O que eu era antes de ser a pessoa mais importante na vida de um menininho de sorriso encantador? O que eu era sem a oração noturna desse menininho: "Papai do Céu abençoa minha família, minha saúde, meu alimento..."? O que eu era sem você, filho? Levei 30 anos da vida para encontrar em você o amor mais verdadeiro que possa existir, por mais clichê que possa parecer.  
Faltam menos de 10 dias para seus 5 anos.
O tema escolhido foi Toy Story 3 e quando me perguntam o porquê da escolha eu digo que é porque foi o primeiro filme que você viu no cinema. Mas não é só por isso não, filho... e esse era, até então, um segredinho da mamãe: você vai crescer e vai entender melhor a mensagem do filme. E para ficar registrado aqui no seu blog, para você ler quando estiver com seus 15, 20 anos, a mensagem do filme é exatamente a que a mamãe gostaria de passar para você...
O tempo vai passar... 
Muitas pessoas passarão por sua vida. Muitas vão ficar, outras não.
Você vai sofrer e eu sei que infelizmente não poderei impedir. E sei que vou sofrer por isso também. Como diria uma grande amiga da mamãe, a tia Sheila: "O mundo é feio e as pessoas mentem".
Mas filho, independente de onde você esteja, de com quem você esteja. A mamãe SEMPRE estará aqui... não somente como a mão que protege, a voz que reprime, mas como aquela que estará ao seu lado SEMPRE, como amiga, antes de tudo. Amigos são tesouros, filho! Mas essa é uma lição que eu vou te ensinar um pouquinho lá na frente, tá bom?
Eu te amo, viu? Muito!
Você não imagina o tanto! 
Tanto que faz doer...
(Aff! Eu acho que já te disse isso, né? rs)


Amigo estou aqui
Se a fase é ruim
E são tantos problemas que não tem fim
Não se esqueça que ouviu de mim
Amigo estou aqui
Os seus problemas são meus também
E isso eu faço por você e mais ninguém
O que eu quero é ver o seu bem
Amigo estou aqui
Os outros podem ser até bem melhores do que eu
Bons brinquedos são
Porém, amigo seu é coisa séria
Pois é opção do coração (viu?)
O tempo vai passar
Os anos vão confirmar
As três palavras que eu proferi
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui 

4 comentários:

Docedia-dia disse...

Q lindo Sandra.
Bjsssss

Simone Teles disse...

Oi amiga que mensagem linda! Como é bom acompanhar o crescimento desse menininho! Também acho esse tema muito legal e coincide tb é o tema de 5 anos do Renan! Um grande abraço pra vcs e um niver maravilhoso pro Arthur! Que Deus o abençoe de forma abundante!

Mamãe e Papai disse...

Amiga...que post lindo, me emocionei!!!
Quase 5 já...como o tempo voa, não é mesmo?
Ele tá muito lindo e esperto!
Dá um bjão especial nele e outro mais especial ainda pra vc q é uma mãe maravilhosa!
Parabéns e comemorem bastante os 5 aninhos do Arthur!
Bjs,

Simoni disse...

que post mais lindo Sandra, vc vai ver com cinco anos eles se transformam mesmo, ficam mais independentes, pra gente da uma pontinha de tristeza né pq nossos meninos estão crescendo rápido demais aff, nem gosto de pensar muito senão choro.
Amooooooooo essa música esse filme, amo!!!
Beijos!!