,

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Curtinhas

Ontem estávamos deitados, curtindo a preguiça de quem acaba de chegar do trabalho/natação.
E então ele me mostrou um ralado minúsculo na perna que aconteceu no último final de semana e já está até seco... "machucado mamãe... colocar "baneide"!"  
Baneide... Baneide... levei alguns segundos para entender que na verdade ele queria dizer: band-aid.
E então incentivei o diálogo e continuei: "Puxa... é mesmo, tá machucado... mas onde tem band-aid pra gente colocar?"
E ele: "Está lá! Do outro lado!" apontando para o quarto dele, que é onde fica o band-aid, no seu armário.
Levantei e fui com ele, pegamos o band-aid e colocamos no "enorme" ferimento.
Ele todo orgulhoso e cheio de cuidado com o joelho (passou até a mancar... rs) foi direto mostrar pro pai: "Machucô, pai... botô baneide pra ficar bom..." 
Só para registro, até ontem ele tinha total aversão à band-aid. Quando precisa tomar sangue não é da injeção que ele chora, é do band-aid...
Enfim... vá entender...
***
E também ontem, eu perguntei (como sempre pergunto e nunca tenho resposta) o que ele fez na escola.
Ele continou sem dar a resposta.
Mudei a pergunta: "Mas o que a tia Adriana ensinou? Qual foi a letrinha que ela ensinou?"
E então como que num estalo ele me respondeu:
"G! G de gelatina!" 
***
É meu menino se desenvolvendo de forma galopante.
Cada dia uma pequena novidade. 

Nenhum comentário: