,

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Da responsabilidade de se ter um blog...

E então que na era de redes sociais, você passa a usar exclusivamente o facebook e o instagram e abandona o pobre do blogspot. Não que não queira mais falar de seu filho, ou que não tenha mais o que falar dele.. Como eu já falo lá, me parece suficiente para atualizar meus amigos, parentes e agregados com o que acontece na vida do molequinho...
Ledo engano...
Hoje de manhã acordei com esse e-mail na minha caixa de entrada:
" Bom dia, Sandra
Descobri seu blog sobre o Arthur ontem a noite.
Tenho dois meninos (gêmeos) de 2 anos que até agora não querem saber de falar.
Ontem voltamos do pediatra que pediu para levá-los para fazer alguns exames com dr Aziz Lasmar, quando joguei no google apareceu o seu blog onde conta sua experiência na clínica e toda sua história com o seu filhote.
Adorei o blog, alguns relatos me levaram as lagrimas, porque percebi que vc escreveu com o coração, e assim que somos temos que temos nossos filhos, somente coracao.
Já estou sofrendo só de pensar em leva los para fazer os exames.
Vc parou de postar sobre o Arthur... como ele esta? como está o desenvolvimento dele?
Vc conta a experiência com a neuropediatra, em que momento ela foi indicada, como foi a experiencia? Abraço,
Rosi (mãe de xxxxxx e xxxxxx) "
Então...
Quando eu criei esse blog, ainda na época da gravidez, jamais me passou pela cabeça influenciar alguém, embora tenha sido muito bem influenciada por vários blogs - em 2005 os blogs estavam em alta e 10 entre 10 grávidas seguiam vários e cada uma tinha o seu.
Hoje em dia não é mais tão comum. A gente vê blog de artesanato, de decoração, de viagem, mas de maternidade... huummm acho bem difícil..
Os que resistem ao tempo são os da minha época, mas pelo que percebo resistem ao tempo porque as mães não têm coragem de abandonar. Porque blog é como um filho, né? Pelo menos o Reinado do Arthur é assim para mim. Eu não venho escrever, mas venho matar saudade de meu menininho aos primeiros meses de vida, seus anos que foram se passando, enfim... é o meu tesouro!
É o arquivo da vida de meu filho!
Imaginem quando ele for famoso o quanto esse blog terá utilidade! hohoho
E aí você recebe o e-mail de uma pessoa que você nem conhece, depois de meses sem vir aqui, e fica feliz em ver que está ajudando alguém de alguma forma, ainda que não tenha sido a intenção, ainda que cada experiência seja única, ainda que cada caso seja um caso...
E além de felicidade, bate a culpa.
Caraca, por que cargas d'água eu parei de escrever aqui????
Quando Arthur completar seus dezoito anos e for mostrar seu blog para a namorada ela não vai saber o que ele fez após os 7 anos...
COMO ASSIM????
Será que ela vai conseguir recarregar a página de facebook da sogra ao início de 2013? Porque hoje, ainda em 2013, eu mesma não consegui... e vou ter de puxar da memória tudo o que aconteceu nos últimos meses para poder atualizar aqui.
Então é isso...
Obrigada, Rosi, pelo incentivo...
A gente se fala, viu?
Ah sim! Hoje ele está assim:
  

Nenhum comentário: