,

segunda-feira, 16 de outubro de 2006

Dia das Crianças



Começamos nosso feriado prolongado assistindo a missa de Nossa Senhora Aparecida. Foi uma missa muito bonita. A catequese pediu que todas as crianças entrassem na igreja junto à imagem de Nossa Senhora, e distribuiu bandeiras e bolas azuis. Arthur entrou com Tia Belina, olhando tudo ao seu redor, encantado com tantas bolas. Durante a missa permanecemos com ele lá na frente, ora eu... ora o pai... revezando braços. E o pimpolho se comportou muitíssimo bem... Até tirou um cochilo, mesmo com todo barulho ao redor! No final da missa houve uma mini procissão ao redor da igreja e lá fomos nós! E após a missa, a catequese distribuiu doces para a criançada! Arthur ficou concentrado olhando o saquinho de doce, que infelizmente ainda não pode comer...
Saímos de lá, passamos rapidamente em casa, pegamos os brinquedos para meus sobrinhos/afilhados e antes de seguirmos para minha mãe, passamos na Tia Belina, só para que eu comprovasse que realmente criança não está nem um pingo preocupada com preço de brinquedo. Explicando: Eu e Dri compramos uma girafa musical da Fisher Price que vem com 05 blocos e que era um dos "meus" sonhos de consumo. Pesquisei preço, parcelei, pedi o Dri para dividir comigo, enfim! Bem cedinho coloquei o mimo no lado oposto do berço e quando ele acordou deu o seu "mortal", virou-se, e quando fomos olhar ele já estava feliz da vida batucando a caixa. Corri com ele para nossa cama para tirar da embalagem e quando conseguimos... ele quis a caixa! Até gostou dos blocos, mas... não fez o tchan, entendem? rs. Pois bem, chegamos na Tia Belina e ela meio sem graça "Puxa, comprei um carrinho que foi baratinho... nem é pra faixa etária dele... mas um cara na fila da loteria ofereceu... disse que o carro dá pirueta... não consegui comprar o presente dele então resolvi trazer esse carro pra não passar em branco... etc... e sei lá o quê..." Imagina! Tia Belina dá presente pra ele toda hora, como vamos reparar???? Eis que tiramos o carro da caixa e ligamos.... Arthur ficou e-u-f-ó-r-i-c-o!!!! Queria ir atrás do carro... e ria! E ficava nervoso porque o carro andava pra lá e pra cá e dava cambalhotas e ele não conseguia pegá-lo. Com certeza foi o momento mais feliz do seu Dia das Crianças. Se ele soubesse falar, certamente me falaria :"Mamãe e papai, ainda não sei calcular valor material, mas sei que isso não tem a menor importância!"
Além do carro e da girafa, Arthur ganhou ainda muitos outros presentes: Um helicóptero de corda da Deidei, um cavalo de corda do tio Rô, um cachorro de plástico da vovó, uma piscininha da tia Berna, cinco bolas Roll-a-Rounds da Fisher Price da dinda Jacque, um mordedor musical do Sr. Nauri, e mais roupinhas das tias Preta e Vanessa. Ufa! Quantos!
Na sexta de manhã montei o "playground" na sala: Forrei o chão com o edredon, coloquei a joelheira nele, espalhei os brinquedos, coloquei a TV na Discovery Kids e lá ficamos. Quem disse que ele quis ficar no lugar arrumadinho? Óbvio que o chão frio e as coisas na estante na sala eram muito mais interessantes. A princípio lá fiquei eu, correndo atrás, levando-o de volta para a parte forrada... em vão. Antes do início da tarde eu já tinha desistido da super proteção e o deixei livre. Resultado: DVDs espalhados pelo chão, gavetas sendo abertas e fechadas, bebê embaixo do sofá, rs. E entre uma bagunça e outra, aquele olhar feliz! E só isso mesmo para curar meu cansaço físico... Bem que me falaram que a partir de agora é que eu vou saber o trabalho que dá...
No sábado não tive dúvidas, e o deixei do jeito que ele gosta: solto! Para fazer meu almoço levei-o para a copa (ao alcance de meus olhos) e quando dei por mim ele já estava tentando subir o degrau que leva para a cozinha... e (pasmem!) o danado conseguiu!
E assim ele vai ganhando a independência dele... e eu vou tentando me acostumar com a idéia de que falta muito pouco para que ele rejeite estar no meu colo e prefira muito mais correr pela casa...
Uma coisa que reparei nesse feriado é que ele está com os horários totalmente definidos. Acorda 7:30h. Tira a primeira soneca às 10:00h. Almoça 12:00h. Toma banho13:00h e tira a segunda soneca. Faz seu lanche às 15:00h e se a segunda soneca não tiver sido suficiente, ele tira uma terceira, dessa vez menorzinha. Às 18:00h janta. E às 21:00h mama e dorme para só acordar no dia seguinte às 7:30h novamente. Está muito fácil distinguir quando sente fome ou sono.
E tirando esse trabalho "físico", esse cuidado redobrado de ficar de olho e correr atrás, de resto está sendo mole...
Ontem foi aniversário da Alice (priminha de 3º (?) grau).
Entre os meses outubro/05 e janeiro/06 nasceram 5 crianças na família, uma menina e quatro meninos (incluindo o Arthur). Ontem, pela primeira vez, essas crianças se reuniram. E dentre os meninos, Arthur é o menor. Todos os outros já estão (no mínimo) quase andando, já têm vários dentes, mas ao contrário do que faria muita mãe por aí, não questionei o "atraso" do meu bebê. Atraso? Que atraso! Cada criança tem seu tempo... para tudo!
E por falar em tempo, a agenda social desse bebê está totalmente agitada!
Ainda comemorando o Dia das Crianças, na quinta (12/10) fomos na festa do Robson. Pela primeira vez o Arthur comeu gelatina. Adorou. Deixei de lado o medo dele ter alergia e deixei a Ziza dar, e não contente com um copinho, chorou pedindo outro. Nenhuma reação alérgica! Graças a Deus!
Ontem (15/10) teve a festa da Alice. Na próxima semana (21/10) festa da Yasmim. Na outra (29/10) festa do João Vítor. E no dia 11/11, a festa da Laís. Ufa! Quanto evento! Acabou a "minha" vida social. A agenda agora é todinha do Arthur! kkk

Nenhum comentário: