,

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Susto... mais um!

Os sustos já começaram, eu sei. E sei também que cada um será maior que o outro. E se eu conseguir sobreviver ao susto ou evitar que o pior aconteça, posso até tirar proveito do lado engraçado dele, e foi o que aconteceu ontem...
Estávamos eu e Adriano no quarto. Eu guardando a roupa passada. Ele se preparando para o banho. E na sala o silêncio de uma criança que deveria estar assistindo televisão... deveria...
Como sempre faço, fui dar uma olhadela e então... o susto!
Arthur subiu no sofá (nunca havia subido!), sentou-se na beirada (beirada mesmo!), pegou minha bolsa, abriu (nunca havia aberto!) e achou os três BIS que eu havia levado para ele na quinta passada e tinha esquecido de dar. Abriu o primeiro BIS, abandonou e abriu o segundo. E ali ficou. Quieto. Saboreando o chocolate. Pensa que se assustou ao me ver? Nadica de nada. Continuou com a cara mais lavada do mundo. Chamei o Adriano e pedi que trouxesse a câmera. Tiramos as fotos e ele ali, de chocolate na mão. Ora olhava a televisão, ora me olhava como que querendo dizer: “só peguei o que me pertencia!” rs
A situação foi até engraçada, mas por outro lado cheguei a conclusão de que preciso ser mais cautelosa de agora em diante. Era chocolate, mas e se não fosse? E se fosse remédio ou qualquer outra coisa que não fosse comestível? E se ele caísse dali? Ia direto de cabeça no chão... aimeudeus! Criança...

Créditos:
Kit Far Away - by KsharonK @ Artistic Musings / Frames In memory of Miles @ Christina Renee designs / Stamp by Amy Teets @ Shabby Princess / Alfa Coca @ Free Digital Scrapbooking / Fonte American Classic

*****
Lembram do texto que falei ontem que veio na agenda da escola? Pois então... Na verdade trata-se de matéria da Revista Nova Escola e está na edição deste mês.
.
HOJE É DIA DE BRINCAR!
Brincar não é brincadeira. É sério. É a coisa mais importante que você pode fazer com seu filho hoje para ele ser uma pessoa melhor no futuro. Brincar não é só alegria. É a grande oportunidade de aprender pela própria experiência. É a semente da cidadania, é a compreensão do relacionamento do respeito ao outro. Para pais e mães, é o momento de estreitar os laços. É um jeito de dizer “eu te amo”, sem palavras, que todas as crianças entendem.
Não use a falta de tempo como desculpa se você está se dedicando pouco a esses momentos. Todo mundo é ocupado. Mas só nós podemos romper o ciclo e mudar essa situação, por mais difícil que seja. E, se continuarmos adiando, de repente nos damos conta de que os filhos cresceram e a gente nem viu. Brincar é hoje! Brincar é sempre, desde que são bebês até saírem de casa para cuidar da própria vida. A cada idade, já um jeito ideal de brincar. Em cada família, uma dinâmica diferente que junta afeto e brincadeira de um modo particular. Essas diferenças, interessantíssimas, acontecem de país para país, de continente para continente. Assim como as semelhanças mostram que crianças, em qualquer canto do planeta, são iguaizinhas: querem brincar.
Por isso, conclamamos vocês, pais e mães, para brincar mais com seus filhos, sair de casa e se divertirem ao ar livre, dedicar mais seu tempo ao culto desses vínculos, darem a eles a chance de serem simplesmente crianças.

Nenhum comentário: