,

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

A festa

Foi perfeita!
Desde a chegada do pequeno, que ficou c-o-m-p-l-e-t-a-m-e-n-t-e encantado com tudo: com a mesa, o painel de parede, o painel de chão (feitos em papel marchê), os brinquedos do parquinho (gangorras e escorrego), o tyrone que ganhou logo na sua chegada à festa (presente da Dinda Jacque), enfim... a criança rodava o salão inteiro sem saber pra onde ia, com um sorriso lindo estampado de orelha a orelha que por si só já pagava todo o trabalho que a festa deu.

Não que tenha dado taaaaanto trabalho assim, já que graças a Deus muitas pessoas se envolveram e cada um fez um pouquinho, mas é que eu fiz questão de participar de tudo, desde a confecção dos convites até as bolas que decoraram o salão, então no final eu já estava tão saturada de Backyardigans (rs) que não aguentava nem olhar as lembranças que foram distribuídas. Desgaste natural que foi completamente recompensado quando vi o resultado final.

Dali a pouco os convidados foram chegando. Os nossos amigos, os amigos do Arthur, família... E o salão encheu! Nem foi muito difícil, já que o salão era realmente muito pequeno, mas preciso deixar aqui um alerta para quem faz festa sem convite individual: insira um percentual de 10% a mais de pessoas, pois alguns de seus convidados certamente levará algum convidado extra (mesmo que vc nunca o tenha visto) e esse foi o único inconveniente da festa. O salão ficou muito cheio e os convidados mal conseguiam se locomover no meio do salão.

Como a festa não era para adulto e a parte destinada às crianças foi um sucesso, então o resultado final foi positivo. Aluguei cama elástica para as crianças maiores e de lá eles não saíam. Para as crianças menores aluguei o parquinho e o Gagau Alê levou o telão onde passamos DVDs dos Backyardigans e Aline Barros (a atual paixão do Arthur), e foi parada certa do pequeno que ficou ali por uns bons 40 minutos.
Distribuímos estalinho, pipas, sacola de doces e um kit pintura (pastinha com 06 desenhos dos Backyardigans e giz de cera - tudo embalado em papel celofane e fita de cetim).

Vendo as crianças felizes eu fechei meus olhos para o resto e quer saber? A festa ficou linda! E eu me orgulho de ter proporcionado mais essa alegria pro meu filhotinho. No fundo amei participar de todos os detalhes da festa e cá entre nós, já estou planejando a do ano que vem! rs

No dia seguinte eu trabalhei, mas não sem antes ajudar na abertura dos trocentos embrulhos de presente. Vixe! Ganhou foi coisa o menininho! E para meu "deleite" ele ganhou muitos brinquedos, mas ganhou muuuuuuito mais roupas! Mamãe agradece!

Nenhum comentário: