,

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

A genética explica!

Sabe aqueles detalhes, aquelas manias, aquelas coisas que descartam qualquer possibilidade de dúvida a respeito de paternidade? Pois é. Arthur é todo o pai dele. Em tudo!
A começar pela aparência física... embora eu não ache semelhança (sei lá, não consigo ver!) eu já ouvi taaaantas vezes o quaaaaaaanto ele é a cara do pai que passei a acreditar... Outro dia os dois estavam dormindo juntos e eu fiquei olhando... encantada... se são parecidos fisicamente ou não eu ainda não consigo ver, mas que a foto ficou linda, ah... ficou!

Depois tem o amor pela música. É clara a fascinação do menino por qualquer instrumento. Se toca uma música na TV ele pára tudo o que está fazendo para prestar atenção. Seja um comercial, abertura de novela e os DVDs dele (atualmente está fascinado pela Aline Barros...). Pode contar que o tempo que a música rolar é o tempo que ele fica quietinho na frente da TV. O Dri tem dois violões e um deles fica exposto na sala, no suporte. Vez ou outra ele tira a palheta que fica presa no braço do violão e dana a tocar, como se fosse um grande entendedor do assunto. O que causou espanto na primeira vez que aconteceu foi o fato dele ter usado a palheta de forma correta, na intuição. Como ele sabia que o pequeno objeto era para aquilo? rs
Se o Adriano quiser tocar, que o faça longe dele, pois ele sempre quer fazer uma parceria com o pai.... rs

Agora ele desembestou em dormir segurando a orelha de quem quer que seja... Reza a lenda que Adriano só dormia agarrado na orelha da mãe ou da Beth. O Arthur não é tão exigente... a orelha pode ser a mais acessível...

É muito engraçado! Ele chega a estender os braços a procura da cabeça mais próxima a fim de puxar a pessoa para seu lado e aí iniciar a deliciosa massagem orelhística... Aí a gente fica lá, imóvel, durante o tempo em que ele está mamando...

Fico na trocida para que ele seja tão prendado como o pai, que sempre dá jeito em tudo e sabe fazer de tudo um pouco... É bom vendedor, eletricista, pintor, limpador de piscina, consegue consertar tudo o que vê pela frente, enfim... o danado é tão disputado que estou pensando em alugá-lo... rsrsrs (Jacque, exceto para você, tá? Que agendou o empréstimo dele antes dessa minha nova resolução! rs)
Em pensar que eu fiquei toda boba quando descobri o sexo dele e me gabei pra todos os lados: "Todo menino é a cara da mãe! Arthur terá cabelo preto, cheio de cachinho e será a minha cara!" Hahaha, me ferrei! É a cara do pai e loiro como as tias... aff! Carregar por nove meses e ter que passar por isso! Eu mereço! rs

Um comentário:

Victoria disse...

Ri muito quando vi a foto do Arthur segurando a orelha!!

Sandra,voce tem que postar mais diariamente ( estou lendo todos os posts do seu blog!)...