,

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ado, ado, ado... cada um no seu quadrado!

A apresentação da escola foi na última sexta feira.
Linda, impecável, bem elaborada, criativa, vixe... foi perfeita!
As roupas, o tema (Ritmos musicais), as músicas escolhidas, tudo... do início ao fim.
Só a primeira apresentação já valeu por tudo o que viria pela frente: a encenação do nascimento de Jesus.
Maria veio linda, o Anjo veio lindo (a linda Malu, filha da dona da escola, que já parece mesmo um anjinho), menino Jesus veio lindo (a gêmea Talita, que deu show, ficando quietinha na manjedoura!), os Reis Magos vieram lindos, e os Papais Noéis também (um deles era o Arthur, que bastou me ver na platéia para abrir o berreiro). Ao fim da encenação, emendaram com o hit "Bate o sino" e finalizaram todos ajoelhados no chão, com as mãozinhas juntas e em coro cantaram: "Abençoa Deus menino esse nosso lar..."

Lindo, lindo e lindo!
A apresentações seguintes seguiam ritmos totalmente diferentes: teve rock, axé, samba, reggae e funk.
Lá de baixo víamos Arthur na parte superior do salão de festas com os amiguinhos e as tias em completa concentração.
Quando outras turmas se apresentavam, podíamos vê-lo imitando a coreografia alheia. Ele sambando estava lindo! Mas não era a hora dele, humpf!
Quando anunciaram a turma do Ninho eu já estava de plantão na primeira fila, tentando me esconder atrás da camêra que filmava. Não deu certo e ele me viu. E chorou. E então lá fui dançar também! rsrsrs

Aí sim, comigo ali do lado, ele se soltou e pôde curtir os últimos minutos da coreografia. E não é que ele dançou direitinho? Um fofo! "Vai paquito, vai paquitooo..." Muito engraçado!

Depois ficou um grude comigo e com o pai, e não deu a menor bola para Papai Noel, que surgiu lindo na nave espacial (em tempos de modernidade, até trenó foi substituído!).
Foi um dos primeiros a ser chamado pelo bom velhinho, mas não deu muita confiança pra ele não, tanto que não consegui sequer 01 foto decente.

Queria mesmo era correr pelo salão, curtir os brinquedos, pular na cama elástica.
Como estávamos cansados da noite anterior não ficamos para o final, e às 23 horas já estávamos em casa.
.
Outra noite difícil, nariz entupido, muita nebulização, e pouco efeito. Arthur dormiu mal de novo, e consequentemente eu e Adriano também.

No domingo idem. E então eu e Dri chegamos à conclusão de que precisávamos revezar. E aquela foi a minha noite. Dormi sentada com ele na sala e por incrível que pareça foi a melhor posição pra ele. Quando dei por mim e acordei, por volta de 2:30, levei para um berço um perfeito anjinho, que dormia um sono tão profundo que só acordou às 11:00 da manhã de domingo.
Graças a Deus as noites seguintes seguiram bem.

Nenhum comentário: