,

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Para não mudar de assunto...

Vamos falar de doença só mais um pouquinho?
Eu juro que tentei, você viram...
Mas não tenho culpa se sou integrante de uma família que se não tem uma zic zira, procura!
Eu sou a primeira da fila! Desde semana passada com um furúnculo ameaçando sair, não dei importância, e o que aconteceu? Saíram logo três! Sim, três... porque miséria pouca e bobagem.
E assim... quatro pêlos encravados na axila que se transformaram em dois furúnculos enormes e mais um na virilha que me fez andar o final de semana inteiro como um macho-macho-man... Ui, quero nem lembrar desse final de semana macabro.
Resultado?
Manhã de segunda feira entre uma clínica geral e um cirurgião no PS. E mais uma visita básica ao dermatologista tudibom indicado pelo cirurgião.
E muitas, muitas lições sobre furúnculos.
Acho que todos os mitos que já tentaram enfiar na minha cabeça foram derrubados e já me considero uma expert no assunto.
Sabe o que aprendi com o cirurgião? (Por coincidência, irmão da pediatra do Arthur)
- Furúnculo não pega.
- Cada organismo é diferente do outro e então não existe a afirmativa de que só pára depois que sai sete vezes (pode sair só uma, ou cinco, ou sete, ou dez, ou a vida inteira!).
- Não tem que espremer até sair carnegão. Espremer para sair o pus sim, mas nada de espremer se estiver saindo sangue.
- É uma bactéria que corre no sangue mas que não significa que meu sangue está ruim ou que precise de tratamento, ou que precise engrossá-lo.
- Não é a tal da bezetacil que vai acabar com a bactéria.
- Que depois que sai, não há muito o que se fazer, a não ser tomar antibiótico, anti-inflamatório e bolsa de água quente no local.
- E rezar para não sair de novo também ajuda, palavras do próprio médico cirurgião. Hahahaha
.
O dermatologista tudibom assinou embaixo de tudo o que o cirurgião me explicou e já iniciou um tratamento a base de pomada que vai funcionar como uma vacina. Vou usar por 30 dias a mupirocina em todas as dobras do meu corpo, eu disse T-O-D-A-S. Inclusive entre os dedos de pés e mãos. Passou sabonete anti-séptico para usar nesse mesmo período. E quer me ver no final.
Com isso, ganhei 05 dias de licença, mas só fiz uso de 03, já que sou uma funcionária padrão. Será que ganhei alguns pontos com meu chefe?
Aí eu aproveitei para fazer uns programinhas nada convencionais... Fui no cemitério pagar taxa atrasada de manutenção, fui fazer vistoria de gás pra renovar seguro (antes tivemos que fazer o reteste do kit que a gente nem sabia que existia...), levei Arthur no dentista (e já fui proibida de voltar já que ele chorou horrores comigo... rs), acompanhei marido no dentista, fui fazer compra de mês e até consegui enfrentar fila da carne pra garantir a promoção. Também fiz cabelos, unhas, alguns scraps, naveguei sem culpa na net e busquei meu bebê na escola duas vezes, porque nem só de coisas chatas vive o ser humano...
Aí ontem eu já estava aqui de volta, com um mundo de coisa atrasada pra fazer.
.
E também ontem Arthur voltou no otorrino. Saiu (finalmente) do antibiótico e iniciou tratamento com um spray que vai fazer dupla com o rinosoro para adiar a cirurgia o máximo possível.
Eis que à noite a criança não conseguiu dormir com o nariz entupido. E não adiantava rinosoro, nem noex, nem plurair, nem nebulização, nem decongex, nem celestamine, nem vick, nem reza forte, nada... nada deixou meu pequeno dormir o sono dos justos. E eu e Adriano no prompt né? Vendo os ponteiros do relógio marcar 01:00, 02:00, 03:00, 04:00 e pronto! 05:20 hora de me arrumar pra encarar o dia looooongo que vinha pela frente.
Agora tô aqui. Só o pó da rabiola.
Hoje ele tem aula somente meio período, e deve estar nessa hora tirando um cochilo com o pai.
À noite é a festa de encerramento da escola e estou aqui pensando se tenho em casa alguma base para disfarçar minhas olheiras e estar linda para ver filhotinho brilhar na "Dança do Quadrado", uma das músicas que vai coreografar. Quero só ver! hahahaha
.
E eu juro! Juro que o próximo post vai ser só sobre a festa e o arraso que foi! Nada de doença, zic zira ou similares, ok?
Palavra de escoteira!

Nenhum comentário: