,

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2006

Diversas

Desde a última semana muitas coisas aconteceram.

Teste da orelhinha
Arthur fez o teste da orelhinha. Um teste simples. Um pequeno fone é inserido no ouvido (um de cada vez), e este é ligado a um aparelho que faz a análise. Imaginei que fosse feito algum barulho para testar a capacidade de audição do pequeno, mas não. Nenhum sinal de barulho. Tanto que Arthur entrou na sala dormindo, dormindo permaneceu durante o exame, e dormindo saiu de lá. O resultado foi positivo para ambos os ouvidos. Tudo certo com meu bebê.
.
O primeiro banho dado pela mamãe
Minha mãe tem passado os dias aqui em casa para dar banho no Arthur, lavar as roupinhas dele, etc. Nos primeiros dias ela dormiu aqui, mas desde a semana passada ela passou a ir embora. Pois bem, eis que na quinta passada, o maior calorão, meu pequeno fez aquela cagança, sem a menor chance de limpeza com os lenços umedecidos. Feliz da vida (adora ficar pelado), resolveu que a caquinha era pouca e providenciou uma bela mijada. Sabe chafariz? Foi assim... Xixi para todos os lados. Eu, sozinha com o Adriano, não tive alternativa senão dar o segundo banho do dia para a criança. E consegui. Sozinha!!!! Embora totalmente sem jeito, morrendo de medo de deixá-lo escorregar das minhas mãos, acho até que me saí bem. Me senti poderosa...
.
Adelaide - a melhor amiga
Arthur já tem uma grande amiga, a Adelaide. Adelaide é uma girafinha amarela de pelúcia, dada de presente pela Amanda. Desde os primeiros dias tentávamos distraí-lo com a mesma (que até então não tinha nome), embora seja dito que nessa fase o bebê não curte brinquedos. Eis que percebemos que não só ele se distrai com a amiga, mas que é completamente apaixonado por ela! Nessa de ficar peladinho no trocador onde sempre está feliz da vida, ele simplesmente fica vidrado na girafa. Se preciso, se vira para melhor visualizá-la. E bate altos papos com ela! E sorri... o tempo todo! É incrível... Só acredita quem vê. Na família todos já conhecem a Adelaide pelo nome. E se ele chora é um tal de "Tadinho... cadê a Adelaide, cadê?" rs
.
Peripécias
Meu pequeno acha que já é um bebê de meses (ele tem dias). Se colocamos em pé para arrotar, por exemplo, ou ele quer escalar nosso corpo, ou empina a cabeça para trás o tempo todo. E tem uma força nas perninhas... Temos que ter atenção redobrada. Todos dizem que ele parece ter mais que apenas vinte e três dias...
.
Novas medidas
Já cresceu. Segundo o pai, que o mediu dias atrás com uma daquela fitas métricas de costureira, ele já alcançou os 50 cm. Confirmaremos no dia 22, na próxima consulta.
.
Dificuldades
Como nem tudo são flores, o Arthur tem tido prisão de ventre nos últimos dias. Imagino que ele tenha votade de fazer, faz força, e como não consegue, berra de dor. Sim, ele berra! E sem saber o que fazer fico ali, tentando consolar o pequeno no colo... Minha mãe tem enchido meu saco de que eu deveria dar chá de erva doce para acalmá-lo, mas eu venho recusando. Se é amamentação exclusiva, tem que ser exclusiva! Mas, sinceramente, ontem à noite repensei isso, e quase cedi aos apelos do chá. Para quem não tem experiência em cuidar de um récem nascido, é duro ouvi-lo berrar durante a noite sem saber o que fazer, sem ter qualquer alternativa além do colo e da mama. Ontem ele ficou chorando de 22 às 23:50. Chorava, se contorcia, eu pressionava contra meu peito, colocava para mamar, ele dormia. Então acordava chorando de novo e todo o processo se repetia. E não adiantava o colo do Adriano, tinha que ser o meu. E para completar, minha coluna resolveu doer, ou melhor, queimar de dor. Enfim, passei a noite quebrada! Como hoje o Adriano foi levar o resultado do exame de urina para a pediatra analisar, ele vai aproveitar para perguntar o que fazer nesse caso.
Além disso tem o problema que venho enfrentando com a amamentação, mas disso vou falar depois pois ele acabou de acordar...
.
No presente que ganhou da nossa turma de amigos

Nenhum comentário: