,

terça-feira, 14 de novembro de 2006

1, 2, ... 3 dentinhos!

Tá muito lindo!
Depois de passado o susto dos sintomas com o nascimento dessa "leva", agora estamos em fase de curtir o sorriso, agora com 03 dentes...
O terceiro nasceu ontem. O quarto ainda não saiu, mas a risquinha branca já está lá.
Já estou meio nostálgica me despedindo do sorriso banguela. Mãe é bicho louco mesmo, não é? :)
Quem continua sofrendo é meu queixo, que serve de mordedor...
As noites voltaram a ser bom dormidas, graças a Deus! Mas está fazendo encrenca antes de dormir. Como ele sempre mamou no peito, acabava pegando no sono. Agora tomando mamadeira, o efeito é inverso: ao invés de dar sono, ele desperta! Porém, a Dra. Mônica disse para não tirar essa última mamada (no peito), mesmo que ela venha após a mamadeira, e eu fico com medo dele se habituar a só dormir no peito, já que tenho reparado que sem o peito ele não dorme... E aí? Faço o quê?
Mudando de assunto, o final de semana que passou foi uma delícia. Estava tão aliviada dele estar bem, que nem me cansei fisicamente (geralmente acabo o final de semana exausta!). Literalmente deitei e rolei com ele no chão. O catei mil vezes do chão frio já que ele insiste em não querer ficar na parte que eu cubro. Já engatinha a casa inteira e nem se incomoda se os outros cômodos estão na escuridão, enfim, quer sempre ser do contra! Descobriu que é super-hiper-ultra legal abrir e fechar as gavetinhas da estante da sala. Como a mamãe aqui não quer deixá-lo descobrir que embora seja legal, também pode machucar, fico lá, o tempo inteiro, "não pode!" fazendo a negativa com o meu dedo indicador, e tirando os dedinhos dele de dentro da gaveta. Enquanto me observa, ele até pára, como se realmente estivesse entendendo que ali não pode, mas basta que eu pare e lá está ele novamente, mexendo... tem jeito pra isso?
De qualquer forma, prefiro ele agitadinho, me deixando morta de cansaço físico, do que ele caidinho, me deixando morta por dentro, sem ter como transferir a dor dele para mim...
No sábado fomos ao Shopping. Aproveitei para tirar umas fotos na decoração de Natal. Ele ficou louco, com aquele monte de luzes ao redor dele. Tivemos dificuldade em tirar fotos, já que ao invés de olhar para a câmera, ele preferia olhar o que estava atrás dele, as árvores natalinas... rs
Estou também na maior sinuca. Na época de solteira a árvore de casa sempre foi pequena, e meu sonho sempre foi ter uma árvore dessas enormes, que ocupam a sala inteira. Eis que quando me casei comprei a tal da árvore. Mas e agora? Como posso montar essa árvore com um bebê no auge da descoberta, correndo o risco de derrubá-la sobre ele? Não tenho como suspendê-la, pois ela praticamente já alcança o teto. Por outro lado, não acho justo deixar de montá-la no ano em que meu pimpolho curte o seu primeiro Natal... Vai ajudar se eu explicar d-i-r-e-i-t-i-n-h-o para ele que nãããão pode???? rs
De qualquer forma preciso resolver até o final da semana, pois a intenção é montá-la no próximo final de semana. Me ajudem, please!!!!

Nenhum comentário: