,

quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Desmame: Será????

Na semana passada estava eu aqui preocupada com o fato do Arthur só dormir mamando no peito, morrendo de medo dele viciar. Como ele só mama antes de dormir e antes de minha vinda pro trabalho, resolvi não me preocupar com isso pelo menos por enquanto, já que cortar a mamada da noite seria traumático para nós dois, pois essa é a única mamada em que ele ainda está acordado. Seria como cortar nosso “laço”...
Eis que na sexta-feira quando cheguei em casa, ele imeditamente puxou minha blusa a procura do peito, e mamou com vontade, como se estivesse mais com saudades do que com fome (até porque tinha acabado de jantar). Na hora achei engraçado e pensei: “Caramba! Será que agora ele vai ficar puxando minha blusa em qualquer lugar para mamar?” Pois ele nunca tinha feito isso antes...
Nos finais de semana eu não o acordo para mamar, e ele só mama de madrugada quando acorda chorando. Do contrário só toma a mamadeira de Nestogeno2 às 9:00 da manhã.
E assim foi... Ele até acordou chorando na madrugada de sábado e domingo, mas era irritado com os dentes. Então eu tentei dar o peito e ele recusou, e só parou de chorar quando passamos o Nenê Dent. Acordou de manhã, tomou a mamadeira normalmente, e eu achando natural ele não querer o peito pois imagino que deva doer... Antes dele dormir recusou novamente e meu peito, óbvio, começou a encher. Tirei 150 ml na bomba e dei para ele no dia seguinte, mas a essa altura já comecei a me preocupar. Na verdade não foi só uma preocupação, foi mesmo um desespero! Imaginar que ele vá abandonar o peito assim, sem aviso prévio, é quase que morrer um bocadinho.
Então na segunda-feira comecei a testá-lo, oferecendo de tempo em tempo, e ele sempre recusando. Quando fui tirar na bomba não consegui mais que 50 ml, já que sem o estímulo a produção de leite diminuiu. Aff! Passei o feriado da segunda conversando com ele, explicando que ainda é cedo para ele largar o peito, me sentindo mal por aquele momento mágico estar acabando daquela forma, sem despedida. E então me lembrei da mamada de sexta-feira, que ele procurou o peito como nunca havia feito antes, e cheguei à dolorosa conclusão de que o danadinho fez a despedida dele, sozinho, e não me avisou... :(
Na terça-feira, ainda sem perder a esperança, ofereci. E ele aceitou! Nossa... Curti aquela mamada como se fosse a última, mas confiante de que não vá ser...
Ontem, quarta-feira, ofereci... e ele recusou...
Ainda prefiro acreditar o nascimento dos dentes seja o responsável pela rejeição, e que essa separação seja temporária, que dure o tempo de nascer por completo todos os dentinhos. Pelo menos assim espero!
Agora... se não for... não sei....
Volto aqui para chorar mais um cadinho. Posso né? rs
.
*****
.
Mudando de assunto, ontem a Giovana fez um comentário que me deixou muito emocionada...
"Giovana, obrigada pelo carinho e tenha certeza que Deus sabe direitinho a hora certa para tudo. É isso aí, não desista mesmo! Daqui a pouquinho você vai estar lendo esse blog atrás de dicas de como cuidar do seu bebê... Não é que eu seja a pessoa mais indicada para te ensinar, mas nesse mundo blogueiro a gente acaba se ajudando muitas vezes sem querer... (kkk) Bj grande e seja muito bem vinda"

Nenhum comentário: