,

quinta-feira, 21 de dezembro de 2006

Visita ao homeopata

Na terça feira Arthur conheceu seu homeopata, Dr. Mauro, que foi indicado pela Dra. Mônica, e também atende minha sogra e meu sobrinho.
Foi super simpático. Perguntou sobre t-u-d-o: minha gravidez, meus enjôos, nossos hábitos alimentares, do que Arthur gosta, do que não gosta, nossa casa, quem mora, se temos animais, enfim! Relatório completo! Examinou Arthur sem tirar a roupa dele. Examinou as brotoejas que segundo ele dão indícios de serem de fundo alérgico. Falou sobre corantes para evitarmos ao máximo, inclusive sugerindo que eu “peça” a Dra. Mônica que corte o Redoxon que o Arthur toma diariamente. Segundo ele, os malefícios podem ser piores (já que contém muito corante) do que o benefício que causa. Achei lógico, até porque eu já vinha me questionando ao fato do Arthur tomar o bendito todos os dias, e ainda assim estar sempre resfriado. Falarei com ela a respeito.
Passou 04 papéis (sendo dois de cada) para tomar somente aos domingos e duas fórmulas para tomar de segunda a sábado, sendo a primeira 03 vezes ao dia e a segunda 02 vezes. Passou também um creme de calêndula para passar 01 vez por dia nas brotoejas e se tomar banho mais de uma vez por dia (óbvio que toma!) orientou que passe pasta de maisena com óleo de canola, ao invés da maisena pura, que era como eu fazia, pois, segundo ele, o pó acaba sendo ingerido pelo bebê e gruda nas paredes do aparelho respiratório e... nossa! O homem é super detalhista! Mas... pior do que isso (no bom setido!)... é a forma de “dar” a medicação. A secretária ficou uns cinco minutos fazendo uma apresentação: “O que fazer se saírem duas bolinhas na minha mão: posso dar pra ele, mas não posso voltar pro vidro. Se cair em outro lugar senão na tampa ou na minha mão: nem pra ele nem pro vidro... aff! Quanta informação! Acho que vou ter que fazer um curso. Será que a farmácia de manipulação manda manual? kkk Ainda tive de ouvir de outra mãe que estava na sala de espera: “Parece difícil mas depois você se acostuma...” Espero!!!!!
Bem, vamos ver os resultados! Sei que é um benefício a longo prazo, mas não conheço ninguém que não tenha gostado da homeopatia para bebês.

Como já tinha falado, na terça foi aniversário do Adriano. Saímos de lá e fomos fechar com a foto filmagem. Depois passamos em casa, dei almoço pro Arthur e após um pequeno descanso fomos para o restaurante iniciar a comemoração do dia. Chegamos em casa umas 14:30, com aquela lombeira no corpo, crente que Arthur apagaria (e nós também!). Você dormiu? Nem eu!!! A criança estava com a corda toda. Queria engatinhar de um lado para o outro, mexer em tudo, enfim! Tudo menos dormir! Eu olhava pra Adriano, ele me olhava e a gente só podia rir. Estava um calor infernal, ligamos o ar dos dois quartos, o maior clima propício para uma tarde de sono e o que tivemos uma um tarde de revezamento para tirar o Arthur de alguma atividade perigosa. Tentei fazê-lo dormir, Adriano idem, mas nenhum de nós teve sucesso. Era como se ele entendesse que aquele ali era um momento raro: eu e o pai, num dia de semana, só para ele. Ok filho! Entendemos o recado. Colocamos a preguiça de lado e fomos agitar algo para as visitas que com certeza apareceriam à noite. Aí foi só entrar no carro, fresquinho, e o danado apagou. Dormiu das 17:30h às 19:30h, e aí quem o acordou fui eu, senão iria fazer plantão à noite também. À noite, como esperado, alguns amigos e familiares para prestigiar o aniversariante que completou seus 33 anos e Arthur correndo no andador de um lado para outro, parando apenas para “filar” a salada de frutas e o picolé alheio. Só rindo desse meu bebê-come-tudo-da- estrela!

Nenhum comentário: