,

quinta-feira, 24 de maio de 2007

16 meses

Segundo o site Minha Vida:
Nesta idade pode imitar atividades, escova os dentes com ajuda, atira a bola de volta, corre e pula. Gosta de brincar sentada no chão, vira as páginas de um livro, presta atenção a uma história que está sendo contada e empilha pelo menos três blocos. Escolhe um brinquedo (bichinho de pelúcia) ou objeto, que a acompanha a todo lado. Aprende o uso correto de um objeto (por exemplo, telefone). Consegue tirar peças de roupa. Quando está frustrada, pode ter crises de birra ou chiliques. Nesta idade inicia-se a fase de estabelecer limites. A criança aprecia uma platéia e aplausos. Passa a tirar menos cochilos durante o dia e torna-se mais seletiva com a alimentação.
A única coisa que precisei "omitir" foi: Nesta idade usa mais palavras (cerca de oito). Meu filhote ainda tem dois meses de prazo, e tenho certeza que agora que foi para a escola ele vai dar uma volta no site, e vai correr atrás do "prejuízo" direitinho... rs
Está fazendo exatamente o que diz aí: toda vez que escovo seus dentes, tenho que dar a escova para ele no final, para que ele também escove-os sozinho. O mesmo para pentear seus cabelos. Também foi nesse mês que ele aprendeu a "falar" ao telefone, e basta pegá-lo para encaminhar logo para o pescoço (ele ainda não descobriu que o órgão que escuta é o ouvido... rs). Sabe que chinelo, sandália, sapatos foram feitos para colocar no pé, e até se esforça para colocá-los. Está numa fase de abrir e fechar portas e gavetas, principalmente as do armário da cozinha. O que me deixa louca, pois ele abre e fecha infinitas vezes e o barulho é simplesmente chaaaato. E ai de quem o afasta... pois ele aprendeu mesmo a fazer essa birra aí de cima! Com relação à alimentação, ele vinha comendo arroz e feijão (com uma mistura) no almoço, e na janta estávamos mantendo a sopa de legumes amassados (com frango ou carne). De repente ele deixou de ter vontade de jantar, e bastou que experimentássemos tirar a sopa e substituir pelo arroz e feijão (ou massinha, ou angu, etc) e ele voltou a ter apetite! Quer comida de gente grande e acabou sendo ótimo, pois na escolinha o cardápio é todo variado: tem hamburguinho, almôndega, filezinho de peixe, carne assada, salada de tomate e por aí vai... posso?! Meu bebê está deixando de ser meu bebê... Daqui a pouco vai pedir picanha para o almoço! rs
Está muito independente, e esse desapego a mim tem me deixado meio frustrada. Tô brincado, claro! Está sendo muito mais fácil para todos nós essa liberdade dele. Se na segunda feira ele entrou na escola e sequer olhou para mim durante as duas horas que ficamos lá, hoje ele já chegou se jogando para a dona da escola, que carinhosamente o chama "meu lindo!". Segundo o Adriano, se eu visse o sorriso que ele lança para ela, eu o tiraria de lá na mesma hora... Acho melhor nem ver! É um volúvel esse meu filho!
Na terça veio recado na agenda: "Essa semana o príncipe Arthur está em adaptação!" Como assim, "príncipe Arthur"?????? Acho que tá existindo um complô naquela escolinha para arrancarem meu filhote de mim... rs - E ele amando!!!!
A adaptação só durou até ontem. Hoje ele já foi em período integral. Claro que já liguei, e que frustração ouvir da secretária: "Ele está ótimo! Já dormiu... almoçou tudinho... brincou..." Como assim???? Acho que o certo seria ela dizer: "Está triste, não dormiu, não comeu... achamos que está com saudades da mãe..." Aff! Mãe sofre, viu????
:)
E mãe também é um bicho confuso...
Meu coração tá apertado com toda essa independência, e egoistamente gostaria sim que ele sentisse mais a minha falta. Mas por outro lado, me mataria por dentro saber que ele estaria lá, chorando, sem que eu pudesse consolá-lo. Que bom que ele está feliz... Que bom que se adaptou... Que bom que ele é tão carismático... E que bom que ele é meu!!!!
.

Créditos:

Kit: Welcome back by Retrodiva @ Digital Freebies/Frame by Aninha Amorim/Fontes: Whackadoo, thickhead e blackjack

Nenhum comentário: