,

terça-feira, 19 de maio de 2009

Encontro de Pais e Mestres

Semana passada veio o aviso na agenda de que o 1º Encontro de pais e Mestres seria adiantada para quarta-feira, 13 de maio, às 13h (estava marcada para 16/05 - sábado). Detestei, claro, pois gosto muito de participar das reuniões. Só que pela nova data marcada, principalmente pelo horário, ficava inviável comparecer.
Coube ao Adriano me representar.
Falaram sobre desfralde (o do Arthur indo muito bem), alimentação (é o mais comilão da classe), de piolhos (só como prevenção, pois não houve qualquer caso esse ano na sala), itens trabalhados no bimestre e outros que provavelmente Adriano esqueceu de me falar (só para variar... rs)
De qualquer forma trouxe a avaliação bimestral, descrita abaixo:
.
ASPECTOS AVALIADOS:
.
Linguagem Oral
Organização de idéias e pensamentos
Relata fatos já acontecidos: N
Repete palavras e sons emitidos anteriormente: ED
Pronuncia corretamente as palavras: ED
Reconhece e nomeia pessoas de seu convívio: N
.
Linguagem Escrita
Coordenação motora
Segue movimentos direcionados: ED
.
Iniciação à Matemática
Noções de números
Interessa-se por atividades com números: ED
Cores
Identifica objetos quanto à cor: ED
Associa objetos quanto à cor: ED
Formas geométricas
Identifica objetos quanto à forma: ED
Associa objetos quanto à forma: ED
Noções de tamanho
Identifica objetos quanto ao tamanho: ED
Associa objetos quanto ao tamanho: ED
.
Natureza e Sociedade
Temperaturas
Reconhece temperaturas distintas: NT
Estímulos odoríferos
Reconhece odores distintos: NT
Percepção Gustativa
Identifica alimentos doces e salgados: NT
Corpo Humano
Reconhece partes do corpo: ED
Datas Comemorativas
Participa ativamente das datas comemorativas: ED
.
Artes Visuais
Criatividade
É capaz de criar objetos com materiais recicláveis: ED
Percepção Visual/Coord. Motora
Amassa, bate e fura a massa de modelar: ED
Amassa e rasga papéis: ED
.
Iniciação Musical
Executa movimentos próprios de acordo com a pulsação da música: ED
Respeita o momento de iniciar e parar de tocar os instrumentos: ED
Identifica alguns instrumentos de percussão: ED
.
Educação Física
Executa os movimentos de coordenação motora ampla
Lança, arremessa objetos: NT
Corre: ED
Vira o corpo: ED
Salta para cima: ED
Salta para baixo: ED
Percorre trilhas simples: ED
.
Atitudes Gerais
Entra na escola com tranquilidade: ED
Relaciona-se bem com a professora: ED
Aceita os limites da rotina escolar: ED
Participa das atividades livres: ED
Participa das atividades dirigidas: ED
Aceita, com facilidade, as situações novas: ED
Apresenta reações de medo: S
Relaciona-se bem com os amigos: ED
Divide seu material ou objetos pessoais: ED
Apresenta reações de medo diante de determinadas situações: S
Atende às solicitações da professora: ED
Encontra, sozinho, soluções para dificuldades na rotina escolar: ED
Segura objetos de uso diário: S
.
Além da avaliação bimestral, como novidade, veio um relatório de observações, onde a professora relata as dificuldades encontradas nesse primeiro bimestre:
"Nosso gatinho adaptou-se bem ao ambiente escolar, apresentando bom desenvolvimento cognitivo e psicomotor, no entanto não participa das atividades propostas em grupos.
Com relação à fala e à interação com os amigos, apresenta algumas dificuldades, ficando isolado do grupo em determinados momentos.
Nosso príncipe recebe carinho e atenção dos amigos, porém não retribui esse afeto. Podemos perceber maior interação dele com as professoras.
Estamso atentas ao desenvolvimento global do Arthur, trabalhando e contribuindo para o seu progresso.
Amo você, gatinho!"
.
Com base nisso, pediu nossa ajuda quanto à melhor socialização do pequeno junto aos amigos da turma, uma vez que ele simplesmente não se enturma.
É fato que Arthur não gosta de crianças menores. Nunca gostou. Simplesmente ignora. É assim com a Hellen, com a Maria Vitória, ou qualquer outra criança próxima.
Ele gosta mesmo é do Bernardo e da Bia, bem maiores que ele, e que até brincam com ele enquanto estão sozinhos. Mas se chegar outra criança maior, ele também é "ignorado".
E eu vou fazer o quê? O melhor lugar para ele ser "treinado" seria na escola, mas se também elas têm dificuldades...
E foi isso que Adriano passou para ela, e já nos dias que se seguiram ela disse ter criado atividades onde propositalmente ele teria que estar em dupla (ou trio) e sentiu um bom aproveitamento. Disse também que fez uma rodinha da amizade e pediu que eles fossem beijando o amigo fulano e o beltrano, e que ele reconhecia o amigo (a) e o abraçava (de livre e espontanea vontade). Bom sinal.
Em casa eu o estimulo a criar um vínculo de carinho com a Hellen e o Davi, bebezinhos mais próximos. Às vezes ele dá beijinho. Outras, simplesmente ignora. O que eu não faço, nem vou fazer, é forçá-lo a nada.
.
Alguma dica por aí?

Nenhum comentário: