,

quinta-feira, 24 de novembro de 2005

Sete meses

Segundo o gravidômetro, completo hoje os sete meses de gestação.
.
Aniversários da barriguinha:
1 mês :25/5/2005 - 4 semanas e 2 dias.
2 meses :25/6/2005 - 8 semanas e 4 dias.
3 meses :25/7/2005 - 13 semanas
4 meses :25/8/2005 - 17 semanas e 2 dias.
5 meses :24/9/2005 - 21 semanas e 5 dias.
6 meses :24/10/2005 - 26 semanas
7 meses :24/11/2005 - 30 semanas e 2 dias.
8 meses :24/12/2005 - 34 semanas e 5 dias.
9 meses :24/1/2006 - 39 semanas
Data Provável do Nascimento :30/1/2006

Vamos ver o que mudou nesse último mês...
A barriga continua crescendo... e agora o espaço para o Arthur tá ficando pequeno!
Foi-se o tempo em que ele pulava como pipoca... ele agora se vira! E eu fico como retardada tentando adivinhar se determinadas partes redondas são cabeça ou bumbum! Essa semana localizei algo menor que se moveu nas minhas mãos... acho que eram os pés...
Tô achando um barato tentar adivinhar o que é o quê...
Raramente sinto azia, e ela só vem de verdade se como alguma besteira (ninguém é de ferro!)
Os desejos nunca existiram... mas para que o Dri não saia desta gestação totalmente frustrado, resolvi que de vez em quando devo ligar pra ele e dizer que o Arthur tá pedindo algo... o que ele faz com muuuuita satisfação e sem reclamar... Assim vou tomando milk shake de chocolate do Bob's, sundae de morango do Mc Donalds, sorvete napolitano da Kibon e comendo pipoca doce do camelô... aproveitando enquanto posso... rs
Aliás a relação entre pai e filho é um capítulo à parte. Que comunicação incrível!
O Dri só precisa chegar perto e o menino já se manifesta. Eu pasmo... o Dri baba! Tá mesmo muito babão, o que me deixa muito segura de que será um excelente pai. Aliás, quanto a isso nunca tive dúvidas. Diz que vai saber dar banho... Eu tenho tentado convencê-lo de que trocar fraldas é tarefa simples, mas acho que ele vai achar mais fácil ir direto para o chuveiro! Tem me preparado de que não sabe se vai ter estrutura para levantar de madrugada junto comigo... vamos ver! Aposto como vai fazê-lo sem que eu precise chamar...
Algo que não consegui ainda foi fazer uso da massagem dele. Toda vez que peço por massagem ele enrola, enrola, e eu acabo dormindo sem a bendita! E olha que em determinados dias eu preciso mesmo! Principalmente agora que meus pés têm ficado permanentemente inchados!
Descobri também que a barriga pesa de verdade. E eu já ando remando pelas ruas!
Mas no geral, continuo não tendo do que reclamar...
Não sinto cãimbras, não tenho falta de ar, e ainda não tenho dificuldades para dormir...
Continuo esperando o momento em que a gravidez vai me incomodar de alguma forma... Exceção para os pés inchados, claro!
Caio em redundância, mas não deixo de repetir: Êta gravidez abençoada!

E como sou uma mãe completamente apaixonada pelo meu filhote (e assumida!), deixo aqui a letra de uma música do Jorge Vercilo que há muito tempo não ouvia, mas que acabou de tocar na rádio e me fazer chorar...

Suave
Você está em minhas mãos
E do amor eu não sei que fazer
Vive a crescer no coração
Como raiz que se alastra e quebra o chão
Quem agora está nas mãos de quem
Que doce ironia querer bem

Você está dentro de mim
Onde o amor faz divisa com a paixão
Um oásis no sertão
Meu tesouro tão sem fim
O que guardo de maior
Do melhor que há em mim
Do melhor que há em mim

Você está dentro de mim
Nesse momento eu me sinto engravidar
Desse luar, desse jasmim
É tão suave que eu custo acreditar
E nada que eu diga te reflete
Mar iluminado no poente

Você está dentro de mim
Onde o amor faz divisa com a paixão
Um oásis no sertão
Meu tesouro tão sem fim
O que guardo de maior
Do melhor que há em mim
Do melhor que há em mim
Do melhor que há em mim

Não é linda????

Nenhum comentário: