,

quinta-feira, 15 de setembro de 2005

5 anos de união


Eu e Dri completamos hoje 05 anos de casamento.
Nossa! Como voou! Parece que foi ontem que nos vimos nos preparativos da cerimônia, da recepção. A reforma da casa, a compra dos móveis, a escolha do enxoval, do vestido de noiva. A escolha dos padrinhos.
Caramba! Que fase gostosa!
5 anos já se passaram desde que constituímos uma família, até então de duas pessoas.
Hoje nossa família está maior, somos três. E voltamos aos mesmos preparativos: a reforma da casa, a compra dos móveis, a escolha do enxoval, do nome, dos padrinhos...
Não sou a noiva, sou a mãe. E foi o homem para quem jurei amor eterno quem me deu esse presente... esse novo amor... incondicional... tão valioso!
Lembro-me de um comercial vinculado à TV na época de Dia dos Pais (ou das Mães), que citava o fato do filho que vem ao mundo para roubar nossa individualidade, nosso tempo, no caso do comercial "roubar" a atenção da esposa, e ainda assim sermos apaixonados por aquela criaturinha. E não é que é verdade?
O cara te dá um filho sabendo que esse filho vai te "tomar" a esposa... e acha isso o máximo!
E vice-versa.
Já imagino a cena: Pleno domingo, eu doida para sair, e o Dri e o Arthur soltando pipa... Porque tenho certeza que entre eu e o pai, é claro que a preferência para fazer bagunça será com o pai, óbvio! Mas quem disse que vou me importar? Vou achar lindo!
Ontem fomos assistir "Os 2 filhos de Francisco", e o Dri deixou escapar no final da sessão que o papel do Sr. Francisco seria dele. Que vai realizar seus sonhos com o Arthur. Já viram né? O presente de 01 ano do Arthur provavelmente será uma guitarra!
Embora digam que o amor de mãe é insuperável, divino, eu prefiro dizer que divino é ver uma família feliz!
Para finalizar, voltando à lembrança de nosso casamento, na cerimônia havia uma programação entregue aos convidados e no texto final dizia:
"E depois nos reconheceremos nos filhos que teremos, e não saberemos distinguir entre os seus traços e os meus. E então nos tornaremos parecidos..."
Acho que é isso! Hoje, mais do que nunca, somos um só, e acho que essa é a prova concreta de que nossa estória deu certo! E de que cinco anos é muito pouco frente à imensidão de vida que ainda está por vir!

3 comentários:

Jacqueline disse...

"Desejo que você tenha a quem amar e quando estiver cansado ainda exista amor pra recomeçar, pra recomeçar..." Que suas vidas sejam assim, que cada dificuldade possa sempre ser superada pelo amor que proporcionou esta união. Sejam muito, muito felizes! Mais do que tem sido até hoje já que dentro de pouco tempo tudo ficará mais lindo! Beijos para os três!

Tia Sheila disse...

Pois é marida, cada dia me certifica mais que somos alma gêmea.
Ontem estava quietinha, deitadinha, lembrando de quando cantava essa musica p/ o Pedrinho (coitada da criança!), ele dormia bem gostosinho no meu colo fazendo caracóis nos meus cabelos com seus dedinhos... que saudade!
Fiquei imaginando que musica darei p/ o Arthur e cheguei a conclusão que essa é perfeita! ñ vejo problema algum em dedicar aos meus dois queridos sobrinhos a mesma musica.

Eu te desejo não parar tão cedo
pois toda idade tem prazer e medo
e com os que erram feio e bastante
que você consiga ser tolerante

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar
e quando estiver bem cansado
ainda exista amor pra recomeçar,
pra recomeçar

Eu te desejo muitos amigos
mas que em um você possa confiar
e que tenha até inimigos
pra você não deixar de duvidar

Quando você ficar triste
que seja por um dia e não o ano inteiro
e que você descubra que rir é bom
mas que rir de tudo é desespero

Desejo que você tenha a quem amar...

Desejo que você ganhe dinheiro
pois é preciso viver também
e que você diga a ele pelo menos uma vez
quem é mesmo o dono de quem

Tia Sheila disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.