,

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Em contagem regressiva!

O ano mal começou e já passamos pela metade do primeiro mês. Mais do que isso... Daqui a 07 dias meu bebê completa seu 1º ano.
Por aqui sigo na maior correria contra o tempo. Escolha de fotos antigas para clip e de fotos novas para poster, banner, ímã, porta-retrato, etc. Enfeite para mesa de convidados que até agora não foi definido: já pensamos no Nemo de pelúcia, Nemo inflável, tudo para fugir do E.V.A. O de pelúcia foi descartado de imediato ao saber do preço. O inflável não existe na quantidade necessária... Agora surgiu uma bola com o Nemo dentro, também inflável, como se fosse um aquário. Minha cunhada acabou de reservar por telefone. Espero fechar nisso, pois do contrário, vamos cair no de sempre. Um potinho com jujubas envolto em papel celofane, com o nemo em E.V.A. Sinceramente não temos mais cérebro pra pensar! Nem eu, nem minhas cunhadas, nem ninguém!
Fora o estresse com a lista de convidados. Uma festa para 100 (a princípio) que contém 170 em lista. Já alterei o contrato para 130, contando com os confirmados. O problema é não ter certeza de quem vai ou não. Se os incertos resolverem ir, pago a diferença no dia.
Além disso, as roupas. Do pequeno (pelo menos duas), minha e do pai (que insiste no meu aval para isso!).
Andaram me perguntando se estou ansiosa. Não, não estou. Mas inevitavelmente estou preocupada com o tempo, que parece voar. Hoje saio daqui e vou direto pro estúdio ver as provas das fotos. De lá vou pro salão quitar o pagamento e ver os últimos detalhes. À noite pretendo começar a montar as sacolas surpresa. Amanhã vou pro Alê fazer a edição do clip que ele deu de presente pro Arthur, contando com a ajuda de minha amiga Rô pra não ficar louca no meio de tantas fotos e das 549 músicas que amo mas que só devo usar 03. Enfim! Ainda tenho que pensar na minha beleza, porque depois de tudo isso só me faltava aparecer no salão Baranguete da Silva! Nem pensar! Sou a mãe do noivo! Ops! A mãe do aniversariante. Quase uma estrela também! kkkkk Depois dele, sou eu quem mais vou aparecer nas fotos. Hehehehe
Do mais, tudo arrumadinho. Pelo menos acho!
.
Agora vamos falar do meu pequeno. Está uma graça! Fazendo caras e bocas...
Em determinados momentos, do nada, faz aquele tique nervoso, sabe? Morro de rir.
Apesar do curso super-hiper-ultra intensivo de muitas semanas, não quer bater palmas, muito menos indicar que tem 01 ano com o dedinho. Toda a hora a gente pega ele pra cantar parabéns e mostrar o dedo de "01 aninho". Ele até nos ajuda a bater agarrando nossas mãos, agora bater sozinho ao som da música... parece de propósito, porque de repente, sem que estejamos perto ou cantado, ele dana a bater palmas... sozinho! Personalidade é fogo!
Também não dá sinais de que vá andar ou dar tchau nos próximos dias. E eu falo: "Filho você já tá virando rapazinho!" Mas acho que ele quer curtir a fase de bebê mais um cadinho. E eu até que agradeço!
.
Aí todo mundo anda me perguntando: "O que dou pro Arthur hein?" e eu respondo: "O que quiser, ué!" Roupas, brinquedos, DVD... tudo muito bem vindo! Mas se quiser abrir uma poupança com um saldo bom, também serve... Não perguntou? rs
.
Acredito em coincidências, mas tem algumas que acontecem que nos coloca a pensar se não é a interferência do destino. Imaginem que estou no haloscan (administrador de comentários) acreditando estar com problemas nos meus comentários recebidos e me aparece um comentário passado (que sei lá o porquê, eu não tinha lido) de uma menina que tinha um filho chamado Arthur, nascido adivinhem quando? Em 23/01/2006. Com uma diferença de apenas 58 minutos. (O meu nasceu às 9:00, o dela às 9:58) Entrei no orkut da Carol (já que ela não tem blog) e deixei uma mensagem pra ela. Na mesma hora ela me respondeu, eu a adicionei no MSN. No minuto seguinte ela me chamou e nós batemos um papão. Ela é do Paraná e é um doce de pessoa. Além de ser tão babona com o filho como eu!
Bem, vou me esforçar para que não passe desse contato, pois saber que meu filho não foi o único Arthur a nascer no dia 23/01/06, e mais ainda, que a Carol tenha me encontrado nesse enorme mundo virtual, é de ser, digamos, i-n-c-r-í-v-e-l! Acho que pode ser o início de uma amizade muito bacana...
Olhem o Arthur (da Carol), tão lindo quanto o meu!

Nenhum comentário: