,

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Xô, falta de sorte!

Definitivamente não ando nos meus melhores dias...
Foi só anunciar que amava o mês de maio, para que ele se tornasse "O MÊS"! O mês em que tudo iria acontecer de uma só vez! E foi uma "cooooisa" de tumultuado, vixe!
Dinheiro faltando por todos os lados que me viro. Parece que todas as pessoas que me cercam resolveram ficar tão duros (ou até mais) do que eu!
Terminei de pagar minhas contas referente ao aniversário do Arthur (sim, só agora!) e já estava feliz e contente. Pobre é uma coisa... acaba uma conta e abre logo outra porque não sabe viver sem calcular quantas parcelas faltam para isso ou aquilo. O que fiz? Gastei! Por conta! Me dei no Dia das Mães um celular novo - porque o meu já estava mesmo para lá de Bagdá e quando eu o comprei (grávida), estava (de novo) cheia de contas por conta do bebê que vinha a caminho e na ocasião comprei o modelo mais barato da prateleira, prometendo a mim mesma que o trocaria num melhor momento. Quase 01 ano e meio depois o momento chegou (pelo menos eu achava que tinha chegado - rs) e comprei o modelo que já namorava fazia um tempão. Aproveitei para comprar um óculos novo para minha mãe, com tudo o que tinha direito de opcional: armação importada, lente anti-reflexo, etc. E assim ficaria endividada por mais três meses, somente. A partir de setembro então, passaria a me dedicar ao meu novo mimo: um laptop. Deu tudo errado! E o próximo mimo agora só no ano que vem!
Primeiro minha mãe teve o piripac do nervo ciático, e lá se foram alguns R$ de medicamentos. Depois o piripac do coração. E mais alguns (muitos) R$ de mais medicamentos. Arthur foi para a escola em período integral, e para quem não sabe o valor é de praticamente 02 mensalidades. Como aconteceu do meio do mês para lá, tive que pagar o mês de maio proporcional, já tendo o mês de junho em vista. Dá-lhe facada! Para a criança ir para a escola tem que colocar uniforme, e dá-lhe cheque pré-datado! Por sorte, na semana seguinte entramos num frio do cão, mas na escola não tem uniforme de frio para o tamanico dele. Que bom. Economizei R$60,00. Sorte? Que sorte? Não tem o oficial, mas eu tenho que comprar assim mesmo, porque a criança não pode ir pelada para a escola. E são necessários pelo menos 04 conjuntos, porque ele usa 02 por dia: Ele vai com um, e o outro vai na mochila para trocar após o banho. O segundo até que chega limpinho, mas o que ele usa durante o dia, "pelamordedeus!". Fico sempre me perguntando o que será que eles fizeram de tão legal para ele conseguir deixar uma roupa tãããão i-m-u-n-d-a! Então toda noite lá vou eu "lava-lava-lava-esfrega-esfrega-esfrega" rezando para que no dia seguinte à noite já esteja seca para ser passada! Vixe, que vida de Amélia viu? rs
Por sorte (e eu lá tenho sorte? Foi por amor ao Arthur mesmo!) Anjinha Ziza e Santa tia Belina deram todo o material escolar... e acho que nem têm noção da ajuda que deram. Brigadão meus amores! Aquela "singela" pequena-enorme lista seriam fruto de mais alguns fios brancos!
Ah! E teve mais! Meus chefes se sensibilizaram com minha nada-mole-vida e me deram a reclassificação que eu já deveria ter ganho desde o ano passado. Lembram que eu voltei ao trabalho antes do final da licença maternidade porque uma colega de trabalho pediu demissão? Pois é. Voltei antes, assumi o trabalho dela, e o salário dela que era bom... nada! Acho que depois de tanto me verem fazendo contas com cara de "aimeudeus vou tirar dinheiro da onde?" resolveram me reclassificar... Aleluia! Tudo bem que depois de tantos descontos obrigatórios, o aumento não cobre o valor da escola, mas já é alguma coisa né? Reclamando, eu? Tô não!
Pensou que a falta de sorte tinha acabado??? hahahaha. Há mais de uma semana estou com uma bolinha na axila. A danada nem incomodava e para mim sumiria se eu não mexesse nela.... Mas vocês se lembram que maio não era o mês? Pois é! Com isso, na sexta feira passada, eu mal podia levantar o braço tamanha a dor... Fui na dermatologista, e a bonitona diagnosticou Furúnculo! PQP! Era só o que me faltava! Lá volto eu com mais uma receita com antibiótico, anti-inflamatório, sabonete e pomada, que me custaram mais alguns R$. Ah! Tá! Já tô f... mesmo! Como diria meu marido filósofo: O que é um peido para quem já está cagado! (E eu nem acredito que estou repetindo isso...kkkk)
O pior de tudo foi passar o final de semana inteiro socada dentro de casa (porque chovia sem parar) sem poder pegar meu bebê no colo.... E putz! Perdi a big festa da Jacque!
Pagar dívida a gente rebola (no bom sentido) e acaba dando um jeito...
Agora... perder a festa da Jacque... É castigo demais para uma pessoa só!
Ainda bem que chegamos em junho... E para dar um adeus bem sonoro para o mês de maio estou cantando o dia inteiro: "De hoje em diante, só quero boas notícias. Me conte boas notícias. Apenas boas notícias....."
E me centralizo no que de bom realmente aconteceu: Minha mãe está super bem (valendo cada centavo dos remédios que ela vai usar constantemente), Arthur está feliz da vida na escola ("quase" valendo o dinheiro "obrigatoriamente" investido) e eu estou aqui, podendo contar essa estória triste para vocês! Mas amigo não é para isso? Tenho certeza que falando, desabafando, tô mandando essa "praga de madrinha capenga" para bem longe daqui!

Nenhum comentário: