,

segunda-feira, 18 de julho de 2005

Conversando com o bebê


Oi bebê!

Desde o início da gravidez tenho lido muito, e aprendendo a lidar com as várias emoções e alterações físicas e psicológicas que estou passando. Numa dessas leituras era dito que eu deveria conversar muito com você, que embora pequenino já é capaz de me entender. Apesar de já fazer isso todos os dias, resolvi escrever essas conversas também. Quando for crescido e ler esses textos, vai lembrar que já ouviu tudo isso antes...
Tenho um mundo de coisas para te contar, te apresentar....
Você já está dentro de mim há 12 semanas (exatos três meses), e embora ainda não perceba seus movimentos, eu percebo a sua presença.
Você era muito esperado e a notícia de que você estava a caminho nos trouxe muita felicidade.
Talvez você não entenda ainda, mas antes de você, esse lugarzinho que você está morando (meu útero) foi ocupado por outro hóspede, seu irmão. Ele morou por aí um pouquinho mais que você, e também foi muito amado. Infelizmente, não era a hora dele vir ao mundo e voltou para o céu, deixando todos nós muito tristes (um dia, quando você já for crescido, vou poder te contar tudo o que aconteceu). Bem, por causa disso, eu tive que esperar mais seis meses para poder "liberar" essa casinha para outro anjinho. Você demorou um pouquinho para vir, cerca de 18 meses, o que até fez a mamãe pensar que não mais seria abençoada. Algumas vezes cheguei a desconfiar de sua vinda, mas infelizmente as desconfianças não se concretizavam. Cheguei a fazer o exame uma vez, o Beta HCG (que confirma a presença de bebezinhos na barriga das mamães), mas foi decepcionante ver que era um alarme falso. Fui na Dra. Laura, que é a médica da mamãe, e após alguns exames ela disse que tudo estava certinho, que sua chegada poderia ser a qualquer momento. Então a mamãe resolveu esfriar a cabeça e relaxar. O único inconveniente era ter que além de acalmar a ansiedade da mamãe, ter que acalmar a ansiedade das outras pessoas. Porque você não era desejado só pela mamãe e pelo papai, eram muitas pessoas torcendo pela sua vinda. Desta vez, quando desconfiei de sua presença resolvi aguardar algum sinal, algum sintoma, e mais uma vez resolvi não contar pro papai e só fazê-lo quando tivesse certeza. Fiquei uns vinte dias guardando aquela desconfiança como um tesouro, e como você é um bebê muito comportado e não mandou qualquer sinal (enjôo, sono, tonturas) eu tinha medo de fazer o exame e descobrir mais uma vez que era um sonho, onde eu acordaria com o resultado negativo. Eu já conversava com você mesmo sem ter certeza de sua presença, e pedia que se você estivesse ali, que me desse qualquer sinal. E não é que você obedeceu a mamãe? Na manhã de 30 de maio você fez a mamãe ter vertigens ao acordar, muitas vertigens... e então eu não tive mais como adiar a ida ao laboratório. E felizmente não precisei acordar. Você era o meu sonho, mas meu sonho real. Você já ocupava a casinha que estava a sua espera. E foi lindo contar para o papai. A emoção dele foi enorme.
Já havíamos decidido que quando você estivesse a caminho guardaríamos segredo e não contaríamos para ninguém até que os primeiros meses se passassem, tínhamos medo só de pensar que você também pudesse voltar para o céu... já tínhamos falado sobre isso meses atrás... mas aí, quando compartilhamos da notícia de sua chegada, a vontade de contar para o mundo inteiro era tão grande, que foi realmente impossível guardar tamanha alegria. Corremos para contar pra vovó Olympia, vovô Beraldo, para os titios Beth/Roger, Berna/Helio e para o priminho Bernardo (que já perguntou se vai poder tomar conta de você). Tio Paulo e Tia Belina também ficaram muito felizes e correram pra casa da vovó assim que souberam da grande novidade. Também fizemos questão de contar pro Zé Luis e Evinha, que são primos muito queridos. Todas essas pessoas citadas são seus parentes por parte do papai, depois a mamãe vai falar mais sobre eles. Os parentes por parte da mamãe só souberam no dia seguinte: a vovó Maria, os titios Sergio/Suellen, Vinícius e os priminhos Bia e Cauã (esse ainda é muito pequeno, não entende muito bem a sua chegada), também falarei sobre eles pra você. A mamãe e o papai têm muitos amigos, que com certeza você vai chamar de titios também.
Você já é muito querido por todas essas pessoas que eu falei. É bom saber que muita gente está torcendo pela nossa felicidade e pela realização do nosso sonho. Quando você sair daí de dentro e conhecer esse mundão que te espera, não se assuste com a quantidade de pessoas que vão querer te conhecer e te pegar no colo. São todas essas pessoas que vêm acompanhando a nossa história e torcendo pela gente.
Te vimos pela primeira vez no dia 10/06 quando fomos fazer a primeira ultra-sonografia, que é um exame que coloca um aparelhinho na barriga da mamãe para ver essa sua casinha por dentro. Foi muito legal!! Naquele dia você media apenas 0,85 cm mas já tinha um coração que batia muito rápido. Foi muito bom escutar aquele som. Eu sei que naquela época você já estava começando a se formar mas o aparelhinho do médico, não dava para mostrar tudo que eu queria ver. Só deu para ver uma mancha branca piscando na tela. Mesmo assim eu adorei!!
Agora minha barriga já está começando a aparecer. Você já está medindo 6,28 cm (da cabeça ao bumbum), ou seja, quase oito vezes maior do que no dia da 1º ultra, há 37 dias. Como você cresce rápido!! E desta vez a emoção foi muito maior. Sua medida de Translucência Nucal é de 1,5 mm... a mamãe, enfim, pode liberar a tensão que vinha escondendo de todo mundo... Um dia vou te explicar o porquê de tamanho alívio... Por culpa da ansiedade da mamãe, você estava muito agitado. E como mexia as perninhas... Ou teremos um jogador de futebol, ou teremos uma bailarina...
Aliás, ainda não sabemos se você é um menino ou uma menina. Eu até fiz uma enquete para saber a opinão das pessoas que estão torcendo por nós. Por enquanto a maioria está achando que você é uma menina. Se estiverem certos você terá o nome de Mariana ou Maria Clara, ainda estamos em dúvida. Se for um menino será Arthur (com ou sem o H). Seu pai, de início, tinha certeza que você era a Mariana (ou Maria Clara). Agora já diz que vai ser o Arthur, e que vai tocar guitarra como ele. Eu ainda não tenho opinião formada. Vou te amar (já te amo) de qualquer jeito.

Agora vou falar um pouco da minha família.:
· Minha mãe (sua avó Maria – ou Mariquinha – ou simplesmente Quinha) é uma pessoa muito doce. Adora me paparicar e tem feito muitas coisas gostosas depois que anunciamos sua chegada. Ela também acha que você é uma menininha. Provavelmente ela vai ser uma das pessoas que mais vai te visitar e me ajudar depois que você sair daí. Sua avó é tão generosa que além dos netos verdadeiros (Bia, Cauã e agora você), ela também assumiu outros netos de coração (Igor, Victor e Gabriel). Quando todos se reúnem na vovó é aquela festa, e ela adora... embora diga que todos juntos quase a leva a loucura! Só está faltando você pra completar o time!
· Meu pai (seu avô Elizeu) não está mais entre nós. Foi morar com o Papai-do-Céu. Ele era um cara muito divertido, super brincalhão. E sempre gostou muito de crianças. Infelizmente não chegou a conhecer os netos de verdade (só os de coração), mas tenho certeza que de onde está, vem olhando por todos nós, inclusive por você.
· Meu irmão (seu tio Sergio) é mais velho que eu. Ele mora na casa da vovó com a Suellen (sua esposa) e o Cauã (seu priminho). Ele também é pai da Bia (sua priminha) que foi fruto de uma rápida relação dele com uma “amiga”, a Jane. Ah! Ele é tecladista, mas atualmente não tem exercido essa função, já que ele trabalha muito, e dificilmente tem folga, motivo que faz com que eu só o veja de vez em quando. Um fato muito importante é que graças a ele, eu pude conhecer seu papai, já que tocavam na mesma banda.
· O Vinícius embora não seja do mesmo sangue, é considerado como irmão, já que foi morar conosco quando tinha apenas seis meses de idade. Tenho certeza que será seu maior aliado. É o protetor das crianças da família. Assim como toma conta direitinho, também deseduca... por isso tenho certeza que você vai ser apaixonado por ele, como todos os seus primos são. Ele é filho da Vera e irmão dos seus primos de coração (lembra? Igor, Victor e Gabriel). Ah! É um grande desenhista!
Além deles, tem os outros braços da árvore genealógica da mamãe (vou citar os menos distantes):
- Tia Zefa (sua tia-avó) é irmã da vovó Maria. Ela tem três filhos: Célia, que é mãe da Maria Eduarda. Sônia, que é casada com o Sergio e mãe da Isabella. E Antônio, que é casado com a Virgínia e pai da Maria Fernanda.
- Tio Antônio (seu tio-avô) é irmão de seu vovô Elizeu. Ele anda meio sumido mas é o muito querido pela mamãe.

Agora vou falar um pouco da família do seu pai:
· A mãe dele (sua avó Olympia) é um anjinho. Posso dizer com segurança que é minha segunda mãe. Ela é católica praticante, e participa ativamente das atividades da igreja. Ela é bem pequenina, mas tem um coração enorme. E é muito prendada, adora inventar as coisas. Com certeza muitas peças de seu enxoval serão feitas por ela.
· O pai dele (seu avô Beraldo) é uma pessoa bastante espiritualizada. Apesar da aparência séria, se derrete quando o assunto é família. Ele é líder de uma sociedade espírita, e lá as pessoas o respeitam muito. Ah, ele é poeta! Já lançou até um livro! E ultimamente vem se dedicado à arte de esculpir em madeira.
Seu pai tem três irmãs mais velhas que ele: Fátima, Elizabeth e Bernardete:
· Tia Fátima, na verdade, não é irmã de sangue, mas foi criada como se fosse. Ela ajudou a criar seu pai. Ela é mãe do Graciliano (seu primo Graci) e esposa do Rubinho.
· Tia Beth é o exemplo perfeito de tia. Ela é professora e tem o dom da didática. Com certeza vai nos ajudar a te educar. A tia Beth não tem filhos, o que a faz ter um carinho muito especial pelos sobrinhos. Aliás, nem precisa ser sobrinho, todas as crianças da família têm um carinho especial por ela. Por esse motivo, o Papai Noel a encarrega de presentear todos no Natal. Nossa, e como tem presente para a criançada (até o filho da namorada do amigo do noivo ganha presente, rs). Ela é noiva do Rogério (tio Roger) que também é uma pessoa muito legal. Você vai amá-los, tenho certeza.
· Tia Berna é a atleta da família, está fazendo Educação Física. Também é uma pessoa muito inteligente. Dá muitas dicas sobre saúde. Ela é uma guerreira, se divide entre estudar, trabalhar e tomar conta do Bernardo (seu priminho). Ela é casada com o Helio (tio Helinho). Ele é dono de um salão e companheiro de eletricidade de seu pai (formam uma dupla e tanto). Adora jogar sinuca e é muito engraçado, adora contar piadas. Seu primo Bernardo vai ser seu maior companheiro de bagunça. Ele deixa sua vó Olympia e sua tia Beth (ou Deidei) de cabelos em pé. Quando soube que eu tinha uma sementinha na barriga quis saber como ela entrou aqui dentro (tarefa para tia Beth responder!). Agora pergunta se vai poder tomar conta de você quando nascer...
Também tem os outros braços da árvore genealógica do papai, que são muitos, principalmente do lado da Vovó Conceição: Tios-avós Hilda, Bina, Maria, Edith, Mir, Ieda, Umbelina, Josué e Walter (casado com tia Alzira). Você tem muitos primos em segundo/terceiro graus, então vou citar os mais presentes:
Por parte da tia Ieda que é casada com o tio inácio: Ilias (casado com a Simone e pai do Matheus), Ivelise (casada com Marcelo e mãe do Felipe e da Carol) e Idenise (casada com Lin e mãe do Vitor).
Por parte da tia Umbelina que é casada com o tio Paulo: Graziela e Graziani. Tio Paulo e tia Umbelina são os padrinhos de batismo de seu pai, o que faz com que tenham um carinho imenso por seu pai, pela mamãe e agora por você.
Por parte do tio Josué: José Luis (noivo da Eva e pai do Mateus) e Luis Cláudio (casado com a Raquel, pai de Felipe e Juan), frutos do primeiro casamento (com a tia Wilma). E Robson, que é fruto do atual casamento (com a Vera).
Você ainda têm muitos primos em segundo e terceiro graus que a mamãe não vai conseguir lembrar os nomes, isso vai ser tarefa para o papai, já que ele conhece a família dele melhor do que eu.

Além dos parentes de sangue, existem muitos amigos da mamãe e do papai que com certeza você vai chamar de titios também. Um dia você vai entender o sentido da palavra amizade e vai entender porque muitas vezes um amigo se torna um membro da nossa família. Como a mamãe não teve irmãs, elegeu algumas amigas como se fossem. Você vai saber reconhecê-las. Primeiro porque você vai chamá-las de titias. Segundo porque elas já dizem que você também será delas. Não é à toa que você é chamado por esses amigos de “O Nosso Bebê”. De forma muito carinhosa eles vêm acompanhando seu crescimento, e como a mamãe e o papai, eles não vêem a hora da sua chegada.

Viu como tem muita gente torcendo por você???

Agora eu quero te pedir um favor: faça a sua parte direitinho nessa gravidez. Fique bem presinho nessa casinha, cresça direitinho, se desenvolva da maneira correta. Nós queremos que você saia daí com muita saúde!!! A parte que cabe à mamãe está sendo feita. Estou tomando os suplementos direitinho, a alimentação está totalmente controlada, e estou fazendo o enorme esforço de comer beterraba (que a mamãe detesta), inhame, brócolis todos os dias para garantir que a minha anemia não prejudique você. Tudo o que for preciso para garantir nossa saúde será feito. E não se preocupe, tem muita gente de olho em mim...

Um beijo da sua mãe que te ama,

5 comentários:

Jacqueline disse...

Oi.
Acho que ele/ela vai adorar a sa cartinha. Está linda mesmo. Fiquei até com lágrimas nos olhos qd vc falou das suas irmãs... Adoro você!
3 beijos :)

Tia Beth disse...

Achei muito importante a parte da citação feita à minha pessoa!!!!
Sem modéstia,é claro!!!
Beijocas da Tia Beth

Amanda disse...

Você sabe da felicidade que senti ao saber de sua gravidez. Acho que você vai ser uma mãe maravilhosa.
Adoro você.
Bjs.

REGINA disse...

ACHEI ESSA CARTINHA LINDA! E MAS LINDO AINDA É ESTAR GRÁVIDA, APROVEITE CADA MINUTINHO DESSA GRAVIDEZ...É MUITO BOOOMMMMMMMMMMMMMMMMM........

Anônimo disse...

Oi meu querido sobrinho/sobrinha!
Seja bem-vindo a esse planeta, venha com muita saúde, muita luz, para dar muito gosto aos seus pais que me são muito queridas...
Um beijo
da Tia Lenoka